21 de julio de 2018

Top 7: Livros que pretendo ler até o final do ano


Por meio desta confesso
Sou uma compradora compulsiva de livros.

Não consigo resistir e acabo comprando pelo menos um ou dois livros por mês (mesmo já tendo cerca de 30 livros pendentes pra ler na estante + ebooks que nem contei ainda). Tento encontrar sempre alguma promoção legal de livros ou então visito sebos (já achei muita coisa legal em sebos, embora o preço nem sempre é tão camarada como se espera que seja). Mas, de um jeito ou outro, fato é que todo mês a estante aumenta o que nem sempre acompanha o ritmo de leituras. 
Este ano estou lendo mais, especialmente depois que passei a escrever resenhas no blog. Mas, com a quantidade de pendentes que tenho na estante e no kindle me arrisco a dizer que esse ano não será suficiente pra ler tudo. Por isso separei um Top 7, com os sete livros que tenho na estante e que pretendo ler antes que 2018 termine. 

Bora conhecer quais são?


Lembra daquele jogo famoso que todo mundo amava nos anos 90, Detetive (eu acho que foi o Coronel Mostarda, com a chave inglesa, na sala...)? (E se você não se lembra desse jogo, você não foi um 90´s kid)...
O Casamento, um livro nacional do paulista Victor Bonini tem uma pegada mais ou menos parecida, além de um assassino que é bem chantagista ao que parece. Aqui, o Sherlock da vez se chama Bardelli, o detetive que deve investigar o caso em plena festa de casamento, e rápido, porque o assassino também tem pressa e está matando mais gente. 

Eu super curto livros policiais e nunca li nenhum do Bonini. Esse livro recebeu várias resenhas bem positivas, tem uma edição linda e está na estante há pelo menos uns 6 meses... Já passou da hora de ler e contar pra vocês o que achei da história.


Eu nunca li nada da Sarah J. Maas (shame on me!) e não tenho nada à dizer em minha defesa. Eu queria ler Trono de Vidro, mas a quantidade de livros já publicados me dá preguiça, admito. A mesma desculpa não funciona com Corte de Espinhos e Rosas, já que só temos 4 livros publicados.

Eu gosto de faes, e os elogios mil que leio sobre essa história só me deixam curiosa. Me disseram que o primeiro livro é mais introdutório e pode não ser um espetáculo, portanto, quero ler sem esperar nada, com as expectativas baixas pra quem sabe gostar muito. Os dois primeiros livros já estão na estante, falta o terceiro que já decidi que só vou comprar quando tiver terminado pelo menos Corte de Espinhos e Rosas.


A Rebelde do Deserto é a primeira parte de uma trilogia que quero ler pra ontem! Eu amo histórias ambientadas no deserto, com aquela vibe meio árabe, com lendas e fantasia, e garotas destemidas como Amani (a protagonista desta trilogia). Eu tinha os dois primeiros livros e queria muito o terceiro pra ficar com a trilogia completa e assim ler de uma vez. Agora que o terceiro já está em mãos, não vejo a hora de encontrar um tempinho extra pra ler a trilogia. 

Por mais que não queira nutrir expectativas demais, essa é uma trilogia que espero amar. Tem todos os elementos que me agradam em um livro e, pelo que li em resenhas, desde o começo até o final, empolga o leitor. 


Eu não tinha planos de comprar esses livros. Até agora a série já conta com 7 livros (no Brasil foram publicados cinco livros até agora) e, se sou muito sincera, acho o preço dos livros caro demais (nas lojas virtuais a média é de 40,00 reais cada livro). 

Porque então comprei esses três primeiros livros? Porque estavam baratos no sebo perto de casa e em um bom estado. Além disso, de vez em quando, tenho muita vontade de ler livros mais leves, com esses romances doces com pinta de sessão da tarde e achei que a série vai bem de acordo à isso.

A série I heart da autora americana Lindsey Kelk é chick lit e nos apresenta Angela Clark, uma protagonista engraçada que depois de romper com o ex noivo saí viajando o mundo buscando seu lugar ao sol. Munida de seu cartão de crédito e com a companhia de sua melhor amiga, a protagonista Angela neste primeiro livro da série, o Eu amo New York, conhecerá novos pretendentes, se encantará pela cidade que nunca dorme e certamente aprontará algumas boas. 
São livros leves, gostosinhos pra ler entre leituras mais densas e, pelo visto, seguem o mesmo estilo da diva do chick lit Sophie Kinsella.


Essa bilogia me intriga tanto!
A Schwab se tornou com certeza uma das autoras queridinhas da gente. E não é pra menos, a mulher escreve histórias mirabolantes, que estão conquistando até quem nem é habituado com fantasia. Suas histórias são originais, universos bem construídos e personagens bem legais. A Melodia Feroz, primeira parte da bilogia nos apresenta dois protagonistas bem peculiares, Kate e August, e um panorama onde a violência cria monstros reais, capazes de roubar almas com apenas o toque de uma nota musical. 

Diferente demais né?


Eu sou louca por viajantes no tempo. Quem nunca desejou ter uma máquina do tempo pra poder viajar ao longo dos séculos e presenciar momentos históricos importantes, ao melhor estilo Marty McFly em De volta para o futuro? Eu sim!
Nesta trilogia da autora americana Rysa Walker, a protagonista deverá tentar evitar um homicídio na Chicago de 1893, e disso depende sua própria sobrevivência já que os pais de Kate simplesmente sumiram! 

O melhor de tudo é que tem romance e eu sou a louca dos romances com fantasia. Acho que combina e se não tem romance no livro, sinto falta. 

A Darkside publicará a segunda parte da trilogia no final de Agosto e com essa notícia eu já me sinto mais do que empolgada em começar a ler Chronos. Viajantes do tempo o mais rápido possível. 


Eu queria ler essa trilogia desde que publicaram em Inglês! Mas o tempo foi passando, passando e ela foi ficando de lado, pendente eternamente. A Darkside publicou os três livros e, um por um, fui comprando em umas promoções imbatíveis que encontrava por sorte. São livros que cada vez que olho para eles na estante sei que preciso ler, pois vou gostar.

The kiss of deception é a primeira parte da trilogia que nos apresenta a valente princesa Lia, que deciciu fugir de um casamento forçado que poderia selar a paz entre dois reinos pra viver seu próprio destino. O problema é que tem um assassino à solta no encalço da jovem, e o prometido dela também decide encontrá-la. O leitor deverá descobrir quem é o príncipe e quem é o assassino, e torcer para que Lia tome as decisões certas. 

É aquele tipo de livro que tem críticas boas e ruins, mas que de um jeito ou outro fez um sucesso tremendo no Brasil (tanto que a Darkside já avisou que vai publicar uma nova trilogia da autora chamada "Dance of Thieves" em breve). 



Esses são só alguns dos muitos pendentes que tenho, e apesar de todos os livros da estante me chamarem a atenção à gritos, selecionei estes por serem os que mais adoraria começar nesse momento.

Espero até 2019 ter lido pelo menos uma grande parte destes selecionados. Sei que parece pouco (só sete livros Ivy, poxa, você vai conseguir!) mas meu problema é que sempre acabo passando outros na frente, comprando mais livros ou simplesmente esquecendo da própria lista que fiz ☺

E vocês pessoas? Também acabam comprando compulsivamente e acumulando mais pendentes do que deveriam? Ou por enquanto está tudo sob controle por aí?




Até a próxima!!!!



Ivy

20 de julio de 2018

(Review 218) - O Rei das Cinzas (Saga dos Jubardentes #1)

Título original: The King of Ashes
Autor: Raymond E. Feist
Editora: Harper Collins (Brasil) / Harper Voyager (EUA)
Páginas: 512
Saga: Jubardentes / Firemane Saga 
1.O Rei das Cinzas (The King of Ashes)
2. Sem título (??)

Goodreads / Amazon / Skoob / Saraiva
40063217O mundo de Garn já foi composto de cinco grandes reinos, até que o rei da Itrácia foi derrotado e todos os membros de sua família foram executados por Lodavico, o implacável rei de Sandura, um homem com ambições de dominar o mundo. A família real de Itrácia eram os legendários Jubardentes, e representavam um grande perigo para os outros reis. Agora, restam quatro grandes reinos, que estão à beira de uma guerra. Mas há rumores de que o filho recém-nascido do último rei de Itrácia sobreviveu, levado durante a batalha e acolhido pelo Quelli Nacosti, uma sociedade secreta cujos membros são treinados para infiltrar e espionar os ricos e poderosos de Garn. Com medo de isso ser verdade, e a criança crescer com um coração cheio de desejo de vingança, os quatro reis oferecem uma enorme recompensa pela cabeça da criança. Na pequena vila de Oncon, Declan é um aprendiz de ferreiro, aprendendo os segredos da produção do fabuloso aço do rei. Oncon está situada na Convenant, uma região neutra entre dois reinos. Desde que a área de Covenant foi declarada, a região existiu em paz, até a violência explodir com traficantes de escravos indo até a vila capturar jovens homens para serem soldados em Sandura. Declan precisa escapar para levar seu conhecimento precioso para o barão Daylon Dumarch, comandante de Marquensas, talvez o único homem que pode derrotar Lodavico de Sandura, que agora se aliou à fanática Igreja do Deus Único e está marchando pelo continente, impondo sua forma extrema de religião sobre a população e queimando descrentes pelo caminho. Enquanto isso, na ilha de Coaltachin, o domínio secreto da Quelli Nacosti, três amigos estão sendo instruídos nas artes mortais de espionagem e assassinato: Donte, filho de um dos mais poderosos mestres da ordem; Hava, uma menina séria com habilidades de luta que poderiam derrubar qualquer oponente; e Hatu, um rapaz estranho e conflituoso no qual fúria e calma lutam constantemente, e cujo cabelo é de um tom brilhante e ardente de vermelho. 

17 de julio de 2018

(Review 217) - A week in mondays

Título original: A week in Mondays 
Autor: Jessica Brody
Editora: RBA Molino (Argentina) / Farrar, Straus and Giroux (EUA)
Páginas: 464

Goodreads / Amazon / Skoob 
28958920Se você recebesse a oportunidade de começar do zero tudo outra vez, aproveitaria a chance? Ellison Sparks descobre que está revivendo uma e outra vez a mesma segunda feira apavorante. Qualquer adolescente poderia enlouquecer com isso, mas Ellison decide aproveitar e enxergar como uma oportunidade. A chance de fazer seus sonhos se tornarem realidade e, mais do que tudo, a chance de recuperar seu namorado. Mas, apesar de todos os seus esforços, parece que as coisas nunca saem como ela planeja. Será que Ellie vai conseguir consertar essa segunda feira de uma vez? Ou ficará presa para sempre dentro do mesmo caos de sempre?  

16 de julio de 2018

(Review 216) - Yellow Brick War

Título original: Yellow Brick War
Autor: Danielle Paige
Editora: Roca Editorial (Argentina) / Harper Collins (EUA)
Páginas: 270
Saga: Dorothy must to die
0.5 No place like Oz
1. Dorothy tem que morrer (Dorothy must to die)
2. A ascensão do mal (The wicked will rise)
3. Yellow brick war
4. The end of Oz

Goodreads / Amazon / Skoob / Saraiva
Yellow Brick WarNesta terceira parte da série Dorothy tem que morrer!, Amy Gunn se encontra presa entre sua casa e Oz. Os tornados devem ter alguma coisa contra as garotas do Kansas, porque, da mesma maneira que Dorothy, Amy também foi arrastada por um. Amy aterrizou em Oz, onde o bem está enfeitiçado, os bruxos são bons e os malvados lhe encomendaram uma missão: Assassinar. É que a única forma de impedir que Dorothy destrua Oz (e também o Kansas) é matá-la. E Amy é a única que pode fazer isso. Mas Amy falhou, e muitos morrerram por causa de seus erros. Por sua culpa, o portal entre os dois mundos foi aberto, e agora ela deve encontrar o modo de fechá-lo. Dorothy quer liquidr qualquer possibilidade de que Amy possa voltar à casa. Agora chegou o momento crucial para Amy: deverá se unir às Bruxas, lutar por Oz, salvar o Kansas e impedir de uma vez por todas a malvada Dorothy.