(Review 327) - Crave a marca (Carve the mark #1)

em 21 de octubre de 2019

Título original: Carve the mark
Autor: Veronica Roth
Editora: Editora Rocco (Brasil) / Katherine Tegen Books (EUA) / RBA Molino (Espanha)
Páginas: 480
Ano de Publicação: 2017 (EUA) / 2017 (Brasil)
Gênero: Ficção Científica Juvenil 
Valoração: 
Goodreads / Amazon / Skoob / Saraiva / Cultura

Em um planeta onde a violência e a vingança imperam, em uma galáxia onde alguns são afortunados, todos desenvolvem habilidades especiais - o dom-da-corrente - um poder único para moldar o futuro. Enquanto a maioria se beneficia destes dons, Akos e Cyra não. Seus dons-da-corrente os tornam vulneráveis ao controle dos outros. Será que vão conseguir recuperar o controle dos seus dons, de seus destinos e das próprias vidas, e ainda instaurar o equilíbrio de poder no mundo?
Cyra é irmã de um tirano brutal que governa o povo de Shotet. Os dons especiais da jovem causam dor, mas trazem poder - algo explorado por seu irmão, que a usa para torturar seus inimigos. Mas Cyra é muito mais do que uma arma na mão do irmão: ela tem uma resistência fora do comum, raciocínio rápido e é mais esperta do que ele imagina. 
Akos vem de Thuvhe, a nação amante da paz, e a lealdade à sua família não tem limite. Mesmo protegido por um dom especial incomum, Akos não evita que ele e seu irmão sejam capturados por soldados inimigos shotet. Akos se desespera e quer resgatar o irmão vivo, não importa a que custo.
Quando Akos é empurrado para o mundo de Cyra, a inimizade entre seus países e famílias parece intransponível. Acreditando ser a única saída, Akos decide se unir a Cyra. Uma união que pode resultar na sobrevivência ou na destruição de ambos... 
Numa narrativa eletrizante, no viés de Star Wars e Divergente, Veronica Roth explora - com equilíbrio e pungência - a história de um jovem que faz uma aliança com o inimigo para escapar da opressão que governa sua vida. Juntos, partem em busca de seus únicos objetivos: para um, a redenção; para o outro, a vingança. 


(Review 326) - Teto para dois

em 14 de octubre de 2019

Título original: The Flatshare
Autor: Beth O´Leary
Editora: Intrínseca (Brasil)
Páginas: 400
Ano de Publicação: 2019 (EUA) / 2019 (Brasil)
Gênero: Chick Lit
Valoração: 

Eles dividem o apartamento com uma cama só. Ele dorme de dia, ela, à noite. Os dois nunca se encontraram, mas estão prestes a descobrir que, para se sentir em casa, às vezes é preciso jogar as regras pela janela. 
Três meses após o término de seu relacionamento, Tiffy finalmente sai do apartamento do ex-namorado. Agora ela precisa para ontem de um lugar barato para morar. Contrariando os amigos, ela topa um acordo bastante inusitado. 
Leon está enrolado com questões financeiras e tem uma idéia pouco convencional para arranjar dinheiro rápido: sublocar seu apartamento, onde fica apenas no período da manhã e da tarde nos dias úteis, já que passa os fins de semana com a namorada e trabalha como enfermeiro no turno da noite. Só tem um detalhe importante: o lugar tem apenas uma cama. 
Sem nunca terem se encontrado pessoalmente, Leon e Tiffy fecham um acordo de seis meses e passam a resolver as trivialidades do dia a dia por Post-its espalhados pela casa. Mas será que essa solução aparentemente perfeita resiste a um ex-namorado obsessivo, uma namorada ciumenta, um irmão encrencado, dois empregos exigentes e alguns amigos superprotetores?

(Li até a página 100 e...) - As três partes de Grace

em 12 de octubre de 2019

Originalmente criada pelo blog Estante Lotada, esta TAG consiste em oferecer as primeiras impressões sobre nossa atual leitura ao chegar à página 100. 

A leitura da vez é As três partes de Grace , um romance juvenil bem maduro e atual.

Resultado de imagen para as três partes de grace robin benwayAs três partes de Grace
Robin Benway
Galera Record
321 páginas
Romance Juvenil


Primeira frase da página 100:

"Se sua mãe ia esconder vinho no armário, poderia pelo menos comprar um vinho bom em vez dessa merda da loja de conveniência."


Do que se trata o livro?

A Grace ficou grávida e agora que ela teve o bebê irá encaminhar a criança para sua família adotiva. Enquanto a "Pesseguinha" estava só dentro da barriga, tudo parecia mais certo. Mas agora que a bebê vai partir com outra família, Grace sente uma culpa enorme e tem medo de que não seja a atitude certa entregar a pequena para a adoção. Com esse drama, ela decide procurar por sua mãe biológica, afinal, ela agora entende como ninguém o que é abandonar um filho e como as coisas nem sempre se resumem a um simples abandono. Antes de ir em busca da mãe, Grace decide também contatar seus dois irmãos biológicos que jamais conheceu: Joaquin e Maya. Os três agora tem muito a compartilhar, porém, quando cada um está enfrentando suas próprias barras e batalhas dentro de seus lares, fica difícil abrir o coração e se dar a oportunidade de conhecer alguém tão inesperado. Maya precisa lidar com problemas de família, e Joaquin fechou seu coração depois de milhares de decepções e traumas causados por diversas casas de acolhida por onde passou. Há muita ferida dentro dos três jovens, e se apoiar uns nos outros pode ser duro, mas também o mais certo.


O que está achando até agora?

A narrativa é ótima, e a estória dos três irmãos se reencontrando vem sendo contada de uma maneira bem delicada e leve.


O que está achando da personagem principal?

Na verdade, apesar do título citar apenas a Grace, temos três protagonistas: a Grace, a Maya e o Joaquin. De momento estou amando os três. São bem diferentes entre si, mas ao mesmo tempo são coerentes, maduros e cativantes. O Joaquin é mais caladão, mas acho que por trás disso vai nos contar uma estória bem tensa. A Maya é cheia de adrenalina, e empolga o leitor. E a Grace é a sensível, mas ela não é cheia de mimimi não. Pra ser honesta, até aqui a Grace tem se mostrado forte e muito humana.


Vai continuar lendo?
Sim.


Última frase da página:

" Maya se sentiu idiota, parada ali, ouvindo a irmã e segurando a evidência que queria esconder ao mesmo tempo ".




Até a próxima, 



Ivy

(Li até a página 100 e...) - Um Teto para dois

em 30 de septiembre de 2019

Originalmente criada pelo blog Estante Lotada, esta TAG consiste em oferecer as primeiras impressões sobre nossa atual leitura ao chegar à página 100. 

A leitura da vez é Teto para dois, um chick lit hilário e diferente recentemente publicado pela Editora Intrínseca.

Teto para dois
Beth O´Leary
Editora Intrínseca
400 páginas
Chick Lit

Primeira frase da página 100:

"-Como os assaltos a mão armada?".


Do que se trata o livro?

A Tiffy acabou de romper com o namorado. O problema é que era ele que bancava tudo, incluído o apartamento onde ela morava. Agora Tiffy tem que correr atrás de um novo lar pra chamar de seu, mas a grana dela é curta e ainda por cima sua dignidade insiste que ela devolver o que deve para o ex. Sendo assim, a opção acaba sendo responder a um anúncio inusitado. Uma pessoa procura alguém para dividir o apartamento. Só tem um detalhe: o lugar é pequeno e eles terão que dividir a cama. Esquisito né? Mas Tiffy acaba aceitando o desafio já que o proprietário do imóvel, Leon, trabalha como enfermeiro no turno da noite de um hospital e Tiffy trabalha de dia, são horários opostos e os dois fazem um arranjo pra nunca coincidir no apartamento. Tiffy dorme de um lado certo da cama, e Leon dorme do lado oposto. Eles se falam através de post-its, recadinhos deixados pela casa e o que começa como uma relação esquisita entre colegas de apartamento acaba logo se tornando uma divertida amizade, onde Tiffy e Leon vão trocar confidências e conselhos sempre através de bilhetinhos cheios de personalidade. Mas a curiosidade aperta e de repente a idéia de nunca conhecer seu colega de dormitório acaba ficando cada vez mais estranha, afnal, Tiffy e Leon já se sentem como amigos e nunca nem se viram. Mas será que quando eles finalmente se encontrarem cara a cara essa interação cheia de cumplicidade vai continuar existindo? Ou será que a amizade pode mudar de rumos, entrando em terrenos bem mais perigosos?


O que está achando até agora?

É show de bola! Tem de tudo um pouco: um pouquinho de drama porque Leon tem um irmão na prisão e está sofrendo pra caramba com isso. Temos muita comédia, romance e uns personagens simpáticos que pouco a pouco estão me ganhando.


O que está achando da personagem principal?

A Tiffy é minha favorita do livro. Ela é tão desencanada de tudo, e está superando o término do namoro com a cabeça muito erguida, mas ainda assim, como às vezes vacila, quer voltar atrás, enfim, atitudes normais de um personagem com cara de realismo. Tiffy me faz rir e seus amigos são incríveis também. O Leon também é protagonista, ele é bem mais fechado que a Tiffy, mas é encantandor também, à sua maneira.


Vai continuar lendo?
Opa, até a última frase.


Última frase da página:

"Que fique claro que eu não te pediria isso se não fosse importante ".




Até a próxima, 



Ivy