15 de noviembre de 2017

(Review 163) - Laura va a por todas (Laura, #1)

Laura va a por todas
Marta Francés

Ediciones DeBolsillo

1/2 de Bilogia Laura
1. Laura va a por todas
2. Laura llega al final del camino

216 Páginas
 Romance / Chick Lit
Goodreads /Amazon / Casa del Libro 
★★★
*** Para leer esta reseña en Español, haz click AQUI
"Quem era esse? Não tenho nem idéia mas acabo de conhecer meu futuro marido"... Laura sempre sonhou em se casar. Ela já tinha até imaginado o vestido que usaria e as músicas que tocariam em sua festa de casamento. Por essa razão, o casamento de sua melhor amiga em Zaragoza termina por ser um momento agridoce porque agora ela será oficialmente a única de seu grupo que permanece solteira. Mas tudo mudno quando um desconhecido a resgata do assédio de um primo chato do noivo. Laura, sem nem saber quem é, não duvida nem um segundo em começar a afirmar que esse será o homem com quem irá se casar. Durante a festa, Laura descobre que ele se chama Mateo, que vive em Barcelona, e que a quimica entre eles é explosiva e irresistível. No entanot há um obstáculo que se coloca no meio dos dois: a distancia. Agora ambos deverão se empenhar para driblar esse problema e encontrar de uma vez aquela felicidade que, entre risos e lágrimas, todos nós buscamos. 
 Resenha:

Laura va a por todas é o primeiro livro que leio da autora espanhola Marta Francés, e até que me surpreendeu para bem.
Se trata de um chick lit adulto, narrado na terceira pessoa, que nos apresenta a história de Laura e Mateo.

Laura é uma jovem de vinte e nove anos, independente, alegre, que ao sentir os 30 anos se aproximando cada vez mais, decide que já é chegada a hora de assentar-se na vida e sair em busca daquele que será "o cara especial pra chamar de seu".
Laura está vendo como todas as suas antigas amigas casam, ela se tornou a última solteira do grupo e enquanto suas amigas já começam a planejar a primeira gravidez, Laura começa a sentir-se frustrada ao não conseguir sequer encontrar um candidato à altura para planejar um futuro.

Tudo muda na vida de Laura quando no casamento de sua melhor amiga, Elena, um dos convidados à salva de uma situação bizarra e inusitada, e com isso, entre risos e paqueras, ela acaba entrando nos caminhos de seu "salvador", Mateo. 
Mateo e Laura sentem de imediato uma simpatia enorme um pelo outro, e no embalo da festa, acabam "ficando".
Pronto, os dois começam a viver uma relação à distancia, já que ele vive em Barcelona e ela reside em Zaragoza. Mas mesmo assim, driblando essa dificuldade, o relacionamento floresce e se transforma em uma paixão bastante madura, que convence o leitor ao se desenrolar de maneira pausada e convincente.

Fato é que a autora nos apresenta uma história de premissa bem simples. Mas mesmo assim consegue prender o leitor, porque por mais rotineira que sejam as vidas destes personagens, acabamos em algum momento nos enxergando neles, pois há várias situaçoes comuns ocorrendo em suas vidas, coisas que muitos de nós já vivemos, e é interessante e curioso enxergar essa situação ocorrer sob um diferente ponto de vista, através de um personagem ficticio. 

A protagonista, Laura, também é alguém fácil de se fazer gostar. Ela é simpática, otimista, divertida e desencanada. É aquele tipo de personagem que poderia facilmente ser nossa amiga do coração ou aquela colega de trabalho divertida que sempre faz todo mundo sorrir.

Meu "ops" aqui nessa história acabou sendo com Mateo. Achei o personagem perfeito demais, perfeito até o ponto em que se torna irreal porque vamos falar sério, esse tipo de homem perfeito que sabe tudo, agrada sempre, escuta qualquer coisa e presta atenção em todos os detalhes, entende sempre qualquer situação e dói de tão lindo, tudo junto em uma só pessoa, só existe mesmo na ficção  (e não falo apenas de homens não, isso inclui mulheres) (se vocês conhecem algum, guardem segredo e nem espalhem porque será raridade...). A autora transformou Mateo basicamente em um princípe com cavalo branco. 
Claro que Mateo tem coisas que eu gostei e me pareceram críveis. Seu senso de humor às vezes ácido é divertido, sua personalidade enigmática me fazia questionar muitas coisas, e ele tem uma doçura que nos convida a crer que é possivel ser assim. Por outro lado nunca será um personagem inesquecível. É mais um de um milhão de tantos. Um rosto bonito no meio da multidão. Sem nada que o destaca, sem aquela marca de originalidade que nos faz lembrar de um personagem dias ou até meses depois de haver terminado um livro.

Outro fato que não gostei, é que esse é um livro de pouco mais de 200 páginas, um livro considerado curto, e honestamente a quantidade de cenas "apimentadas" acaba se tornando um exagero. Veja bem, eu não ligo se há cenas "hot" em um romance contemporaneo ou New Adult. Eu sei que é comum no gênero. Mas o que sim me incomoda é ver essas cenas sendo colocadas ali porque sim! Sem qualquer coerência, sem sentido, apenas pra ganhar páginas e talvez agradar um ou outro leitor. Como se diz por aqui, algumas dessas cenas pareciam "metidas com calçador". Não tinha necessidade, não havia porquê estar ali, mas simplesmente estava... Desnecessário ao extremo na maior parte das vezes...

No entanto, a quimica entre o casal é legal. Laura é aquele personagem que parece falar cara a cara com o leitor, extremamente transparente mesmo. E até certo ponto Mateo a complementa. Enfim, não é o casal do ano, mas acaba sendo aquele casal que ganha a simpatia do leitor.

Os personagens secundários deixam a história bem mais leve e interessante. Por se tratar de um livro curto, há muitos personagens secundários, e ainda assim, eu gostei do fato de a autora conseguir apresentá-los e inseri-los na história de uma maneira que não fica confusa e nem pesada. Ao terminar a leitura eu sabia exatamente quem era quem e conseguia me lembrar bem de todos, e olha que eram muitos. Deste rol de personagens secundários, diria que se destacam Estefi, a colega de quarto de Laura; Álex, o irmão da Laura que, apesar de ser bem típico acaba sendo divertido; e Martina, a madrasta da protagonista que pra mim foi a maior surpresa. 

O final é extremamente bem pensado. Um cliffhanger em todos os sentidos. A autora joga no leitor uma tremenda reviravolta bem nas últimas páginas e não nos resta outra alternativa senão ficar na expectativa de ler logo a outra parte da bilogia para saber o que acontecerá. 
Gostei desse final imprevisível porque trouxe a história mais emoção e dúvidas. 

Resumindo, Laura va a por todas nos apresenta uma história de amor doce e simples, que envolve o leitor e personagens realistas que terminam por conquistar com o passar das páginas. Uma novela romantica que se lê em nada, perfeita para quando buscamos desconectar um pouco buscando uma história simples que, ainda assim, mantém uma certa ternura. 

      "Nos fundimos em um abraço que me deixou sem chão. Não esperava que transmitisse tanto, mas foi o que aconteceu... Mateo me abraça tão forte que sinto que as partes que até então haviam estado soltas dentro de mim acabaram por unir-se para formar algo novo, algo que até hoje não havia sentido nunca. Me assusta. Me dá muitíssimo medo. Mas também sei que as coisas boas que valem a pena na vida sempre dão medo".

32071306

Imagen relacionada

Marta Francés nasceu em Zaragoza no ano de 1982. É técnica em Administração de Empresas e atualmente divide o seu tempo entre trabalhar nessa área e escrever. Fanática pela leitura desde muito pequena, cresceu rodeada por livros já que seus pais também são ávidos leitores. A paixão por escrever romance contemporaneo só surgiu há alguns anos e pouco depois ela começou a publicar suas primeiras histórias.






Twitter: Marta Francés



Nos Lemos....



Beijos...


Alice

14 comentarios:

  1. Gostei da resenha Alice. Gosto bastante de chick-lit, mas confesso que o excesso de cenas hots me desanimou um pouco. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderEliminar
  2. Oi, Alice. Eu adoro um enredo assim! Li um livro bem parecido com isso, mas ele tem suas partes legais e ruins, depois comento sobre ele. Adorei a premissa e com certeza se tivessem lançado aqui eu leria. Também não curto personagens perfeitos, fico com um pé atrás achando que ele vai fazer uma grande merda porque ele acaba se tornando superficial ao meu olhar. Mas realmente gostei, exceto a capa, que é meio estranha.
    Beijos
    http://www.leitoraencantada.com/

    ResponderEliminar
  3. Oi Alice!
    Não conhecia o livro ainda, mas não me chamou a atenção... Também não gosto quando tem cenas hot assim, sem propósito!

    Beijos,
    Sora | Meu Jardim de Livros

    ResponderEliminar
  4. OOii Alice!!
    Eu adoro um chick-lit, mas confesso que eu nunca pararia para ler esse livro se não tivesse lido sua resenha aqui. Mas ainda não me arrisco ler em espanhol, então não sei se farei uma leitura desse livro se ele não for publicado no Brasil.

    Beijinhos!
    Amanhecer Literário

    ResponderEliminar
  5. Oi, Alice!
    Realmente quando o cara é muito perfeito, a história parece ser irreal. Mas gostei da premissa e bom saber que a Laura é uma boa personagem. Eu já a estava imaginando como aquelas pessoas que forçam a barra.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe das promoções em andamento e ganhe prêmios maravilhosos

    ResponderEliminar
  6. Olá Alice, tudo bem?
    Não conhecia o livro, mas gostei da história. Afinal, amo um clichê...rs. Apesar da história ser simples, a personagem principal parece ser bem interessante, diferente das mocinhas chatinhas e irritantes que encontro em alguns livros do gênero. Um namoro a distância não deve ser fácil, então estou torcendo para que eles consigam ficar juntos e já aguardo a resenha do próximo.
    Beijos!

    http://excentricagarota.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  7. Oi, Alice! Nunca tinha ouvido falar do livro, estranhei o título até me tocar que estava em espanhol (help, cuidado com a burra hahahahah).
    Gosto muito de histórias com premissa "simples", acho que dão ótimas narrativas, porque gosto de histórias que exploram o dia a dia, a vida "comum", que no fim é tão extraordinária e conseguimos nos identificar tanto... Porém, personagem perfeitinho não me agrada não. Eu sempre me irrito com isso, e somando o fato de que sou zero a esquerda em espanhol, não acho que leria :/ Mas bom que você gostou! Uma leitura boa é sempre ótimo.

    bjs

    Queria Estar Lendo

    ResponderEliminar
  8. Não conhecia o livro, mas desde o início da sua resenha, acredito eu que não iria gostar de ler este livro.
    Se tem algo que me incomoda muito é estes personagens muitos perfeitos que acabam saindo da realidade e principalmente, autores que colocam cenas de sexo só para dar mais páginas, é muito óbvio e me frusta muito.
    Pelo os coadjuvantes parecem interessantes, né?
    Bom, fico feliz que ainda tenha gostado, eu infelizmente não o leria.
    Magia é Sonhar

    ResponderEliminar
  9. Oie Alice
    Gostei do enredo, parece aqueles filmes de sessão da tarde sabe. Tbm não curto quando tem muitas cenas hot sem necessidade. Preciso dizer que eu ameiii esta capa do livro.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  10. Oi Alice,
    Eu adorei a premissa e capa.
    Não conhecia, mas já quero! Será que tem em português?
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  11. Oi Alice!
    Nunca ouvi falar desse livro ou da autora, mas confesso que não me agradou muito a premissa e menos ainda os personagens, então infelizmente dessa vez vou passar a dica.

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  12. Oi Alice,
    Achei a trama interessante apesar de o protagonista parecer um pouco irreal. Dica anotada!!!

    *bye*
    loucaporromances.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  13. Oi Alice,

    Achei o livro bem interessante, gosto de histórias mais leves assim.
    Apesar do personagem ser totalmente perfeito, acredito que iria gostar da história.

    Bjs e um bom fim de semana!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    ResponderEliminar
  14. Oi Alice, tudo bem?
    A história parece legal, mesmo com ressalvas.
    Super leria, se tivesse em português. Será que tem?
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderEliminar