24 de marzo de 2018

(Review 182) - Coragem


Brave
Rose McGowan

HarperCollins Brasil
Autoconclusivo
288 Páginas
 Autobiografia / Narrativa / Relato
Goodreads /AmazonSaraivaSkoob
★★★
Rose McGowan nasceu em um culto e o trocou por outro, mais visível: Hollywood. Se tornou uma das atrizes mais desejadas da noite para o dia, quando foi "descoberta" nas ruas de Los Angeles. O estrelado logo se tornou um pesadelo de exposição constante e sexualização. Todos os detalhes de sua vida pessoal se tornaram públicos, e as realidades de uma indústria inerentemente machista emergiam a cada roteiro, papel, aparição pública ou capa de revista. Hollywood esperava que Rose ficasse quieta e cooperasse. Em vez disso, ela se rebelou e impôs sua verdadeira identidade e voz. Ela reemergiu sem roteiros nem desculpas, corajosa, controversa e sempre verdadeira. Liderando o movimento de denúncias de assédio sexual na indústria de entretenimento ao expor os crimes de Harvey Weinstein, Rose é hoje um dos rostos do movimento feministae não exita em disparar verdades inconvenientes e exigir mudanças. Coragem é seu livro de memórias em forma de manifesto - um relato sem censura nem piedade da ascensão de um ícone millennial, uma ativista sem medo e uma força de mudança imparável determinada a expor a verdade sobre a indústria do entretenimento, trazer à luz uma indústria multibilionária construída sobre a misoginia sistêmica e empoderar pessoas ao redor do mundo a acordarem e terem Coragem. 

 Resenha:

Rose McGowan é um rostinho familiar pra mim. Eu amava Charmed desde que era adolescente. Assisti o episódio piloto da série quando ainda era bem novinha e Rose ainda nem fazia parte do trio de irmãs. A série alcançou um tremendo sucesso, Shannen Doherty saiu, Rose McGowan a substituiu e a personagem de Paige foi apresentada ao público. Eu gostava muito da Paige, a irmãzinha de Phoebe e Prue era doce e valente, e sempre achei a atriz muito bonita, o curioso era que nem eu e certamente nem os milhões de expectadores conseguia imaginar os dramas pessoais enfrentados pela jovem atriz naquele momento. 

Logo depois da era Charmed, tornei a ver Rose no MTV Awards. Ah meu Deus, a menina doce daquela série agora namorava o Marilyn Manson e estava seminua ao lado dele na premiação!! Todo aquele excesso de sex appeal me fez sentir uma certa aversão pela atriz naquele momento. Embora agora, anos depois ao ler sua biografia eu entenda o que ela estava vivendo e pensando quando agiu daquela maneira, quando você é apenas um mero expectador que não sabe nada, infelizmente vai julgar o livro pela capa, e quando vi Rose ali fazendo caras e bocas, naquele vestido que mostrava praticamente tudo do seu corpo, eu achei que ela estava se desvalorizando, e junto com isso, desvalorizando a figura feminina como um todo. 
Os anos passaram e nunca mais ouvi falar da atriz, até quando estourou o escandalo com aquele produtor famoso de Hollywood, o Harvey Weinstein que abusou de uma centena de jovens atrizes, algumas hoje bem famosas como Ashley Judd, Cara Delevigne e a própria Rose McGowan. 

Rose se tornou a porta voz da campanha que hoje já é mais do um simples hashtag do twitter. O #Metoo se dedica a denunciar, a dar nomes, e através dele mais e mais mulheres se sentiram livres para contar as experiências traumáticas que viveram. No meio desse lodo os pecados de Hollywood foram expostos e muitos grandões da indústria caíram. 
E foi justamente a jovem Rose que foi uma das primeiras em denunciar seu agressor. Foi ela que teve a coragem de narrar como aconteceu o seu estupro e como lutou para superar um trauma que até hoje a persegue. 


Coragem não se resume à mais um manual feminista, não é sequer apenas um livro de denúncias. Me surpreendi porque Rose, aliás, é discreta ao extremo e procura não dar nomes, embora o leitor consiga ler nas entrelinhas e saber quem é quem em sua narrativa. 
Quando a Harper Collins anunciou o livro entre as novidades, eu fiquei curiosa por essa biografia. Rose foi criada na "famosa" seita Childrens of God. Essa seita é a mesma onde se criaram os irmãos Phoenix, Joaquin e River Phoenix, o primeiro dos irmãos tem uma personalidade peculiar, o segundo teve um fim trágico. Eu queria muito saber o que Rose, sem papas na língua, teria à dizer sobre crescer naquela seita. 
Os primeiros capítulos já começam brutais. Fica dificil para nós, ocidentais livres e modernos, entender como existe ainda seitas com o poder de manipular seus fiéis de uma maneira tão sinistra ao ponto destes se excluirem totalmente da sociedade, vivendo uma vida à parte, em uma realidade que só se poderia descrever como bizarra. 
Rose consegue descrever bem o pesadelo, a dor e a solidão que sentiu, o leitor entende nitidamente o vazio que aquela garota tão pequena vivenciou. 

Como a atriz descreve em suas próprias palavras, ela basicamente saiu de um culto secreto para entrar em um culto público, de efeito gigantesco, um culto talvez ainda mais cruel, que possui segredos enraizados tão profundos que quase ninguém sequer ousa contestar. Hollywood não é só sinistra, é medonha mesmo. Através das palavras da atriz a gente consegue ver o que homens sedentos de poder e dinheiro são capazes de fazer. E o grande trunfo desse livro é como Rose nos abre os olhos pra nos mostrar como pouco a pouco cada um de nós acaba sendo manipulado, quer seja por um ideal, quer seja por um padrão de beleza. 
Eu achei tocante como ela mesma reconhece seus erros, se desculpa diante do público por quando sente ter errado em sua vida, mas também é dura, exigente, intensa quando precisa nos fazer entender que mudar a realidade está em nós, em cada um. 

A biografia de Rose McGowan é uma das biografias mais honestas que já li. É como estar sentado diante da atriz, falando com ela. Dá pra imaginar aquelas mesmas palavras saindo dela. 
Por muitos momentos dá pra entendê-la, em outros podemos até não compreendê-la totalmente, mas ficamos com aquela vontade de poder abraçá-la, consolar, como faríamos com uma amiga. 

Com certeza Coragem é um livro que transborda uma sinceridade que é dificil de se encontrar em artistas da midia atual. É um testemunho carregado de dor, porque a história da Rose é muito cheia de altos e baixos, de momentos onde a realidade supera qualquer obra de ficção. As perdas que essa moça, que escreve com alma de menina, sofreu, conseguem tocar no coração do leitor, porque ela é honesta e sincera em quanto aos sentimentos até mesmo quando sabe que ficaremos chocados com sua maneira de julgar e reagir. Mesmo assim, chocados ou não, Rose é autêntica, é forte, é o tipo de garota que hoje deve ser exemplo de alguém que não só ressurge das cinzas pra contar que venceu outra vez, como de alguém que superou diversas dificuldades na vida e mesmo assim ainda quer relembrar tudo para garantir que outras meninas possam ter histórias melhores do que a sua. Aplausos à Rose McGowan, do fundo do coração espero que continue de cabeça erguida pois desde agora aprendi a admirá-la por mais esse grande passo que deixa explicito toda a sua coragem.

Imagen relacionadaRose McGowan é uma formadora de opiniões e defensora das mudanças. É escritora, diretora, musicista, ícone, empresária e feminista, tendo como seu maior foco a luta contra as injustiças e desigualdades na indústria do entretenimento. Como ativista, ela liderou um movimento para romper o silêncio e se tornou porta voz na luta para romper o status quo. Ao criar a plataforma de justiça social #RoseArmy, ela sinalizou ao mundo que é hora de pensar diferente e ser melhor. Rose ganhou reconhecimento mundial como atriz, protagonizando filmes como Scream, Jawbreaker, Planet Terror e Doom Generation. Foi uma das estrelas da série de TV Charmed, um dos mais antigos e bem sucedidos programas liderados por mulheres. Fez sua estréia como diretora com Dawn, filme para o qual concorreu oara o Grande Prêmio do Juri do Festival de Sundance. 

Web Page Oficial: https://www.rosearmy.com/

Twitter: RoseMcGowan




Nos Lemos...

Beijinhos..




Alice

11 comentarios:

  1. Oi Alice!
    Nossa, não sabia que a Rose McGowan tinha passado por tudo isso! Eu também gostava de Charmed, mas não acompanhei mais a atriz quando a série acabou. Fiquei com vontade de ler o livro!

    Beijos,
    Sora | Meu Jardim de Livros

    ResponderEliminar
  2. Oi
    Não conhecia o livro, que bom que gostou da história, parece ser um bom livro e bem indicado, a Rose passou por muita coisa em, até comecei a assistir Charmed esses dias, mas parei.

    http://momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderEliminar
  3. Ou Alice, ando fugindo de autobiografias e afins, ainda mais quando na é de alguém que realmente me interessa. Mas é legal que você tenha lido e gostado.
    Bjos Rose

    ResponderEliminar
  4. Oie
    Este livro parece ser bem interessante, não sou fã de biografias, mas algumas eu gosto de conferir.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  5. Alice,

    Depois da tua resenha esse livro tá na minha lista de desejados.
    Quero dizer que não gosto de ler biografias, já tentei, mas nunca conclui. Sempre achei chatas e cansativas.
    Fiquei tocada e emocionada com o que tu trouxe sobre o livro, sei que vou me revoltar, me chocar e me abalar, mas pretendo ler!
    Muito obrigada pela indicação.

    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  6. Olá!
    Eu tinha visto algum comentário sobre essa obra, mas não sabia que era essa atriz. Caramba deve ser um livro bem chocante e com uma história bem crua.
    Não sei se leria só por entretenimento.
    Gostei de conhecer sua opinião sobre a biografia.
    Beijos!
    Camila de Moraes

    ResponderEliminar
  7. olá...não conheço a vida da atriz, na verdade não sabia dela até ver esse lançamento...
    fiquei curiosa pra ler a bio, sem dúvidas...
    sugestao anotada...
    bjs...

    ResponderEliminar
  8. Ola,
    Comecei a assistir Charmed mas não curti muito a série e infelizmente não me lembrava muito dessa atriz, mas confesso que o livro me surpreendeu. Parece que ela colocou a boca no trombone.Muitas vezes acreditamos que Hollywood e só Glamour e Brilho mas pelo que li tem seu lado bem escuro também. Parece um livro que veio para chocar e surpreender uma leitura que com certeza vai fazer pensar.
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    http://leiturakriativa.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  9. Olá!
    Nunca li nenhuma biografia até agora, não sinto vontade de ler algo do tipo. O livro parece mesmo interessante, mas não leria. Recordo de ver a escritora/atriz em algum meio. Adorei a resenha, ficou ótima.
    Abraços.

    ResponderEliminar
  10. Eu nunca assisti a série, então confesso que não conhecia a autora. E não gosto muito de biografias, então não tenho interesse em fazer essa leitura. Mas o conteúdo parece ser bem interessante, gostei da sua resenha.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderEliminar
  11. Oi
    Confesso que não conhecia a autora, não sou de assistir séries.
    Mas fiquei apaixonada pelo livro, desde a capa, tema e tua resenha.
    Dica mais que anotada.
    Parabéns pela resenha!
    Beijo

    ResponderEliminar