(Review 186) - Tudo o que queres que eu seja

em 9 de abril de 2018

Everything you want me to be / Todos mienten
Mindy Mejia

Bertrand (Portugal) / Editora Planeta (Argentina / Espanha)

304 Páginas
 Fantasia / Romance / Juvenil
Goodreads /AmazonSaraivaSkoob
★★★
Para leer en Español, haz click AQUI
Hattie Hoffman passou toda a vida desempenhando diversos papéis: boa aluna, boa filha, boa namorada. Mas Hattie quer algo mais, algo maior, enfim, algo que se revela extremamente perigoso. Quando é brutalmente apunhalada até a morte, a tragédia desfaz a comunidade da pequena cidade. Em breve vem à tona que Hattie estava envolvida num relacionamento secreto, altamente comprometedor e potencialmente explosivo. A questão é: alguém sabia? Até onde poderiam ter ido para lhe colocar um fim? O namorado de Hattie parece ter ficado perturbado com a sua morte, mas terá ele ficado tão apaixonado que ela se tornou uma obsessão? Ou a natureza impulsiva e temerária de Hattie simplesmente a colocou no lugar errado, na hora errada, levando-a à uma morte violenta às mãos de um estranho? Cheio de reviravoltas, seguimos a reconstrução de um ano na vida de uma jovem perigosamente cativante, no decurso do qual os segredos mais sombrios de uma pequena cidade vêm à tona... e ela fica cada vez mais perto da morte. 
 Resenha:


Tudo o que queres que eu seja é um suspense da autora americana Mindy Mejia e, de primeira me surpreendeu. Se trata de um livro carregado de tensão, com uma trama obscura onde personagens inicialmente bons aos poucos adquirem novas facetas, ganham novos contornos e ao final o leitor encerra o livro com a sensação de haver vivido uma montanha russa de descobertas já que ninguém é realmente quem parecia ser de inicio, e a própria trama se distorce ao longo das páginas, adquirindo contornos que nos dizem que, diferente de outros thrillers, em Everything you want me to be não há vitimas. Todos os personagens carregam uma parcela de culpa, de segredos e de algo carregado de escuridão atrás de si mesmos. É interessante notar como Mindy Mejia consegue mostrar ao leitor a facilidade com que um cidadão acima de qualquer suspeita pode vir a se tornar, quando oculto aos olhos da sociedade, em alguém muito distinto de como se apresenta em público. O ponto forte desse tipo de thriller é não só expor o assassinato e colocar o leitor no papel de investigador e juiz, mas principalmente o thriller surpreende ao nos trazer essa reflexão constante sobre quem realmente são as pessoas e até onde somos capazes de fingir, de literalmente interpretar como grandes atores fazem, no intuito de satisfazer outros ao nosso redor e, principalmente, na intenção de ocultar aos olhos do mundo nossa fraqueza e nossos segredos.

Hattie era uma menina que tinha um futuro promissor pela frente, ela era atrevida e cheia de sonhos. O tipo de garota que agradava à todos, só tinha um problema: após seu assassinato, Del Goodman, o detetive encarregado do caso, começa a desmontar o quebra-cabeças frágil construído por Hattie ao redor de sua personalidade e descobre que Hattie podia ser e viver como várias pessoas, sempre no intuito de alcançar seus objetivos e convencer as pessoas de sua grande farsa. Quem era a verdadeira Hattie, e do que a verdadeira Hattie era capaz é o mistério, que parece se entrelaçar com a motivações que levaram alguém a assassinar brutalmente a garota dócil e gentil de Pine Valley, uma pequena cidadezinha do Minnesota, onde nada acontece e todos se conhecem há muitos anos.
Tão logo Goodman inicia a investigação, ele se depara com dois potenciais suspeitos. O problema é que, ao mesmo tempo em que ambos possuem motivos para haver matado Hattie, ambos também possuem álibes firmes para a noite do crime e possuem uma reputação acima de qualquer suspeita. O pior é que, quanto mais Del Goodman tenta descobrir sobre a morte de Hattie, mais ele descobre que a garota não era a moça inocente que a cidade acreditava que ela fosse, e enquanto a família e os amigos buscam por respostas, Goodman logo suspeita que, por trás de tudo isso é provável que muitos estejam mentindo.


E assim a trama se extende ao longo de suas mais de 500 páginas, nos mostrando cada vez mais o lado obscuro da protagonista e daqueles que, de alguma maneira, estariam ligados à sua vida e morte.
Embora seja uma trama metódica, onde muitos fatos realmente demoram para acontecer, o mais interessante é notar a evolução dos personagens, em especial da Hattie. Em um primeiro momento ela é uma garota doce, feliz e simpática, com um aura especial. Porém, ao longo dos capitulos, vai se revelando cada vez mais fria, manipuladora e calculista, e o leitor vai sendo conduzido pela própria Hattie à uma espiral cheia de segredos que culminaram com uma morte trágica.

Os capitulos são alternados entre três narradores distintos. Teremos Del Goodman, o detetive, que nos contará os detalhes da investigação, suas suspeitas e descobertas. E teremos também um panorama do passado, dos dias que antecederam ao assassinato de Hattie, e estes momentos nos serão contados através de seu professor Peter Lund e pela própria Hattie.
Todos os três narradores são vozes interessantes, que unidas se mesclam apresentando ao leitor uma trama linear, tensa e cheia de reviravoltas. Como disse, embora seja um livro de reviravoltas, é também uma leitura pausada, onde cada fato toma um tempo largo para ocorrer, o que em certos momentos pode enfadar o leitor. No entanto, achei necessário esse tipo de ritmo à trama, já que precisamos entender e crer na mudança que experimenta Hattie e os outros ao seu redor ao longo dos dias que antecedem sua morte.

Achei o desfecho bastante pobre, a revelação final da identidade do culpado foi, no mínimo, precipitada e vazia, porém, a maneira em como a trama está narrada em seus capitulos, com essa alternancia de narradores, vai prendendo o leitor, e foi o que fez a leitura valer a pena.

Enfim, Tudo o que queres que eu seja é um livro de altos e baixos. Houveram detalhes que eu gostei muito, como a personalidade de Hattie e evolução de cada um dos personagens. Porém, achei que a trama se extende demais em certos momentos e a revelação do assassino, ao meu ver, foi apressada e sem emoção, me deixando indiferente. De qualquer maneira, Mindy Mejia fez um bom trabalho pois demonstrou que possui talento e escrita para conduzir uma trama cheia de suspense até o fim sem permitir que o leitor pudesse intuir a identidade do culpado antes das revelações finais.

Image result for mindy mejiaMindy Mejia é uma autora americana natural do estado do Minnesota, cuja novela de estréia, The Dragon Keeper, foi publicada pela editora Ashland Creek Press no ano de 2012. Mindy ama escrever e ela geralmente cria histórias inspiradas nas que costuma ler: novelas contemporaneas e livros intensos, que consigam transmitir entretenimento mas também algo de substância. Seu thriller, Everything you want me to be (Tudo o que queres que eu seja) já foi publicado em espanhol pela editora Planeta e também em português pela editora Bertrand (Portugal). 

Web Page Oficial: http://mindymejia.com/

Twitter: Mindy Mejia




Nos Lemos...

Beijinhos..




Alice

32 comentarios:

  1. Oi, Alice!
    Eu gosto muito desses suspenses que tem saído, porque eles se comprometem a contar uma realidade que as pessoas, muitas vezes, ignoram. A gente vive nessa bolha achando que quem vai machucar a gente são estranhos em uma rua escura e facilmente esquece que geralmente as vítimas conhecem seus agressores - muitas vezes ele está na nossa família. Gosto de como montam a nossa realidade. O problema é quando constroem tramas interessantes com desfechos pobres ou anticlimáticos, né?
    Que bom que conseguiu aproveitar alguns pontos da leitura!

    bjs
    Queria Estar Lendo

    ResponderEliminar
  2. Olá!
    Nunca tinha lido nada sobre esse livro até agora e amei!! Adoro thrillers e esse parece ser muito bem construído. Fiquei bem interessada nessa vida misteriosa da "vítima", quero mesmo saber o porquê dela ter sido assassinada!
    Super anotei a dica! =D

    ResponderEliminar
  3. Olá, Alice.
    Eu sou fã de um bom suspense e vejo que ultimamente tem ótimos no mercado. Pelo tamanho do livro a história tem que ser boa para prender o leitor. Pena que o final não foi tão bom. Mas ainda assim me interesso por ele e se sair por aqui vou querer ler.

    Prefácio

    ResponderEliminar
  4. Olá!

    Eu fiquei tão empolgada com teus elogios como broxada a respeito do final, sabia?

    Eu amo uma boa investigação, muito mesmo. Daí se dá ruim no resultado, acaba que afeta a minha leitura. Porém, gosto de saborear os personagens e você disse que o desenvolvimento é um ponto positivo.

    Vou ver ~ obrigada pela indicação

    ResponderEliminar
  5. Nossa, eu adorei a premissa desse livro, mas uma coisa não me agradou, em mais de 500 páginas e a autora ainda fez o final ser precipitado, eu particularmente não gosto de livros longos e mais com um final que poderia ser melhor desenvolvido, acho que a leitura não me agradaria. Mesmo assim adorei a sua resenha e a sinceridade. Bjs

    ResponderEliminar
  6. Oi Alice! Que pena o final ter sido tão fraco, neste tipo de livro o final é o que coroa o suspense. Não conhecia a obra. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderEliminar
  7. Oi Alice, tudo bem!
    Achei a trama interessante, uma pena o final não ter sido satisfatório. Eu ainda não conhecia o livro, mas fiquei curiosa para entender por que a protagonista escondia sua verdadeira natureza e os motivos que a levaram a ser assassinada.

    *bye*
    Marla
    https://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  8. Oi Alice, tudo bem? Suspense não é meu gênero favorito, mas tenho lido alguns ultimamente e gostando. Não conhecia esse mas curti a trama, mas acho melhor ajustar a expectativa para o final!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderEliminar
  9. Oi Alice!
    Eu também detesto quando o livro enrola demais com páginas desnecessárias. Isso geralmente me faz perder o interesse de ficar lendo e acabo demorando mais do que deveria, por menor que seja a obra. Mas a sinopse e o tipo desse livro também não me cativou muito :( Então vou passar a dica dessa vez.

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  10. Gostei da resenha Alice. Curto bastante suspense e achei o enredo bem intrigante. Beijo!
    www.newsnessa.com

    ResponderEliminar
  11. Oi Alice, adoro estes enredos onde não sabemos bem o que esperar dos personagens. Acho que isso os deixa mais reais. Não li ainda o livro, mas quero.
    Bjs, Rose

    ResponderEliminar
  12. Oi, Alice
    Eu gostei muito da sinopse do livro, ela me chamou bastante atenção mas fiquei com um pé atrás pela sua nota e pelas páginas, que são grandes demais. Eu acho legal quando um autor resolve desconstruir uma personagem assim, mostrando ela fria e calculista. Pena que a autora pecou no final, isso é muito frustrante.
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderEliminar
  13. Oi Alice,

    Poxa que pena que o desfecho foi mais ou menos.
    Pela capa não imaginei que fosse um suspense, mas gostei da premissa, acho que eu leria, mas não exatamente nesse momento.
    Bjs!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    ResponderEliminar
  14. Saudações literárias! Tudo bem com você? Pow! Só pela sinopse fiquei vidrado na obra, lendo sua resenha fui mergulhando mais em todo o suspense que essa obra oferece. Já vai estar na minha lista de desejados.

    ResponderEliminar
  15. Oie!
    Tem um enredo forte e muito misterioso, né?
    Curti sua forma de escrever sobre o livro!
    Fiquei muito interessada nele! Já quero!
    valeu pela sugestão!

    Eliziane Dias

    ResponderEliminar
  16. Não é de todo um género literário que eu aprecie e pela sua resenha acho que não daria uma chance, mas ainda bem que não foi totalmente mau para ti :)

    MRS. MARGOT

    ResponderEliminar
  17. Oi, Alice!
    Nossa, realmente um fim paia acaba com toda a graça da história. E esse livro que tem mais de 500 páginas, você deve ter ficado bem frustrada mesmo.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderEliminar
  18. Oi, Alice. Tudo bem?

    Eu não conhecia esse livro, mas já gostei do fato de os personagens não serem nada daquilo que aparentam ser?
    Que pena que o desfecho acabou não sendo tudo aquilo, sendo um livro tão extenso talvez as revelações poderiam ter sido feitas antes, aos poucos, sei lá...
    Mas eu acho que leria sim, gosto muito do gênero.

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderEliminar
  19. Uma pena que alguns pontos foram apressados na resolução.
    Mas que bom que a obra em si é boa e eu fiquei curiosa.
    Não conhecia ainda.

    Tenha uma ótima quarta-feira.

    Abraços,
    Naty
    http://www.revelandosentimentos.com.br/

    ResponderEliminar
  20. Oi Alice!
    Ainda não conhecia esse livro. A história prometia ser boa, pena que o final foi decepcionante.

    Beijos,
    Sora | Meu Jardim de Livros

    ResponderEliminar
  21. Olá!

    Primeiramente amei seu blog, sobre o livro - atualmente estou me ariscando com novos gêneros como os thrillers parabéns pela resenha.

    sonhoseaventurasdeamor.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  22. Olá.
    Eu adoro suspenses e já quero esse livro. Acho que vou gostar dele, pois esses temas de namorados obsessivos são meu tipo de suspense preferido.
    Adorei a sua resenha. E espero gostar do livro.
    Bjssss

    ResponderEliminar
  23. Uma pena que o final deixa a desejar, achei a premissa tão interessante. Mesmo com essa ressalva, acho que me interessaria pela leitura. Gosto muito dessas tramas de suspense, onde todo mundo tem a sua parcela de culpa. Um abraço!

    Não Me Mande Flores

    ResponderEliminar
  24. A história parece ser bem interessante e, por ser um thriller, já fiquei bem curiosa a respeito dele (depois dos romances esse é meu gênero preferido). Uma pena você não ter gostado tanto.
    Acho que thrillers precisam manter um ritmo bacana para não se tornarem enfadonhos e deixarem o leitor sempre ligado na leitura. Quando se estendem demais acaba ficando dificil de acompanhar.
    Mesmo assim acho que leria, fiquei bem interessada na trama.
    Beijos

    ResponderEliminar
  25. Oi! Eu acho que esse tipo de história não me atrairia muito, pois não gosto muito de livros de suspense e mistério, como esse parece ser. E o fato de você não ter curtido tanto também me deixa menos ansiosa para conhecer.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderEliminar
  26. Olá, tudo bem?
    Eu ainda não conhecia esse livro, mas fiquei empolgada lendo a sua resenha. Apesar de não ser muito fã de thrillers, gostei da premissa desse e fiquei curiosa para saber quais segredos a menina escondia e por quê ela foi assassinada. No entanto, quando você falou sobre o desfecho ser pobre e precipitado, perdi totalmente a vontade de ler.
    A leitura parece ser muito envolvente, mas acredito que esse final deve ser frustrante, então, prefiro nem arriscar começar a ler.
    De qualquer forma, adorei sua resenha!
    Beijos!

    ResponderEliminar
  27. Oie
    é bem ruim quando o livro é ótimo mas ai acabe se estendendo sem necessidade, ja aconteceu com muitos livros que li, mas ainda assim parece valer a pena a leitura e espero poder ler em breve, bela resenha

    beijos
    http://www.prismaliterario.com.br/

    ResponderEliminar
  28. só pela capa,eu nunca diria que esse livro se trata de um suspense hehehe
    como a gente se engana... curto pakas o gênero, mas com esses pontos negativos que vc citou na postagem, confesso que não me animei pra fazer a leitura...
    bjs...

    ResponderEliminar
  29. Oi, Alice. Tudo bem?
    Eu nunca tinha ouvido falar do livro e no início, ao ver que era um suspense, não me interessei tanto (não estou no clima para este gênero no momento), mas fiquei realmente curiosa em relação ao fato da autora conseguir mostrar que não tem mesmo uma vítima e que todos podem ser maus ou bons, isso é relativo. Fiquei curiosa por isso e leria o livro justamente por isso, mas fiquei receosa já que você diz que a revelação não é tão boa. Porém, mesmo assim, espero poder ler o livro.

    Adorei a resenha.
    Beijos,
    Magia é Sonhar

    ResponderEliminar
  30. Oi Alice, tudo bem?
    Adoro livros de mistérios e que abordam a personalidade dos personagens, que vão se revelando ao longo das páginas.
    Porém, achei esse livro muito longo, no momento não leria (tô fazendo TCC). :(
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderEliminar
  31. Oi, Alice!

    Incrível como sempre descubro livros bons aqui no seu blog! É uma pena que a revelação do assassino tenha sido assim apressada, as vezes o autor discorre tanto o resto da trama que quando enfim chega na parte principal já cansou de escrever, ou ao menos é a impressão que passa hahaha ainda assim achei interessante haver um mistério quanto às atitudes e personalidade da personagem, e como gosto de livros investigativos, imagino que gostaria bastante desse também. Ótima resenha!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  32. Achei bem interessante isso que você disse de que não há vítimas nesse livro... É algo bem difícil de encontrar. Mas desfecho pobre e trama se estendendo demais em alguns momentos... Não sei, acho que eu acabaria não curtindo muito a leitura.

    ResponderEliminar