(Review 198) - As Boas Damas: Uma novela de Sherlock Holmes

em 14 de mayo de 2018


Título original: As Boas Damas
Autor: Clara Madrigano
Editora: Dame Blanche (Brasil)
Páginas: 83

Goodreads / Amazon / Skoob / Saraiva
"As Boas Damas" é a aventura de Annabel Watson, filha do famoso doutor e parceiro de investigações de Sherlock Holmes. Anos depois da morte dos pais, Anna vive com Holmes, seu tutor legal, que está prestes a se aposentar, até uma última cliente aparecer: uma dama da sociedade, que confessa ter assassinado o próprio filho, desafiando o detetive a descobrir suas motivações. Holmes, com Annabel a tiracolo, vê-se diante de um mistério que parece encobrir um mundo sobrenatural.
 Resenha:


Tenho um crush enorme por Sherlock Holmes. É sério mesmo. Enquanto todo mundo aponta Jace, Daemon Black, Christian Grey ou o tal Travis Maddox como crushs literários, o meu sempre foi o inteligente e perspicaz Sherlock. Os primeiros livros que li foram aventuras de Sherlock (Estudo em vermelho e Um Escandalo na Boêmia) e desde então o detetive é um dos meus favoritos de sempre.
Quando soube que havia uma história sobre a filha do bom e fiel amigo de Holmes, Dr. Watson, e que a autora de tal proeza é uma jovem brasileira chamada Clara Madrigano, fui imediatamente na Amazon pesquisar sobre o livro. Encontrar As Boas Damas foi fácil e comprar foi ainda mais, pois as boas criticas e resenhas que fui lendo terminaram me convencendo.

Gostei demais da escrita de Madrigano, a autora se mostra super cômoda escrevendo sobre Holmes, consegue ambientar o leitor com perfeição e cria um bom mistério, uma história peculiar, com um toque seu. Clara Madrigano acrescentou um pouco de fantasia à trama e eu gostei, ela se arrisca ao inserir algo novo às histórias detetivescas de Sherlock e, pra mim, aí está o ponto em que ela acerta e se distancia de todas as outras muitas histórias já feitas e contadas sobre o famoso detetive. Sir Arthur Conan Doyle foi um gênio, o pai de Sherlock, o criador. As melhores histórias sairam de suas mãos e de sua mente brilhante, mas depois dele há muitos autores contemporâneos que conseguem manter o legado de Sherlock ainda vivo e atual, e Clara Madrigano conseguiu ser um desses autores. 

Foi interessante mas também foi melancólico topar-me com um Sherlock mais frágil, um pouco desiludido da vida após perder seu fiel confidente Watson. John Watson, amigo leal, acabou sendo derrotado pela tuberculose, mas deixou nas mãos de Holmes a responsabilidade de cuidar de sua filha, que ficara órfã, Annabel Watson. 
Embora Annabel não seja uma detetive, sequer possa ser considerada ajudante oficial de Holmes, alguns dos casos do detetive aguçam a sua curiosidade, e certamente quando uma bela senhora aparece na residência dos dois confessando ter assassinado o seu próprio filho pequeno, sem apresentar qualquer indicio de culpabilidade, Annabel se sente mais do que intrigada. A senhora alega que aquela criança não era seu filho, e que por detrás do pequeno ser dócil, havia algo irreal, um monstro. Será tudo verdade ou apenas os devaneios de uma louca?
Quando Annabel e Holmes decidem investigar o caso à fundo, eles deverão estar preparados para encontrar algo mais secreto do que o famoso detetive poderia sequer imaginar.

Esse é um livro bastante curto, o ebook tem apenas 83 páginas, porém é uma história tão bem escrita que não senti falta de mais páginas, acho que da maneira como foi contada foi suficiente, eu gostei porque a autora não se estendeu em detalhes desnecessários, não tentou introduzir voltas confusas ou alargar a história. Clara nos entrega uma trama muito ágil, uma história sutil que consegue ser cativante. Ambos os protagonistas, Annabel e Holmes são fascinantes e muito bem delineados em suas personalidades. Holmes mantém a fachada durona, fria, até mesmo insensível que o fez famoso em outras obras, mas aqui também mostra seu lado mais humano, suas debilidades. Annabel é valente, determinada, mas sempre fica explícito o respeito e o amor que nutre por Holmes. Annabel não atua como um touro indomável, uma rebelde sem causa, muito ao contrário, ela é inteligente e nutre um respeito profundo por seu mentor sem que isso a caracterize como alguém excessivamente submissa. Ela é maleável, tem senso de humor e sabe quando reagir e quando calar. Gostei muito de Annabel como protagonista, achei ela centrada, coerente.

O final fecha todas as pontas soltas criadas ao longo da história, e como disse, a autora consegue deixar a sua própria marca, ela arrisca, insere novidades, muda destinos sem medo de desapontar e assim consegue entregar um final que no mínimo emociona, porque Sherlock é isso, um personagem que sempre vive, que tem esse poder de perdurar durante mais de um século nas estantes de gerações de leitores sem jamais perder o brilho e o carisma que o fizeram ser o detetive mais amado da literatura. 

As Boas Damas é um livro pra quem ama Sherlock Holmes e pra quem não ama também, porque é uma história divertida, cheia de mistério, com toques de fantasia e personagens que conseguem prender o leitor, surpreender e deixar saudades uma vez terminada a leitura. Super recomendado.

Resultado de imagen para clara madriganoClara Madrigano é escritora e jornalista, finalista premiada pelo concurso de roteiros do produtor da BBC Jonh Yorke. Alérgica a gatos e ativa nas redes sociais, sempre posta todas as suas novidades por lá. Cozinha seus próprios cookies e tem um golden retriever gigante. 


Twitter: Clara Madrigano









Nos Lemos...

Beijinhos..


Alice

36 comentarios:

  1. Olá, Alice.
    Ri muito agora porque meu marido literário é o Hercule Poirot, rival do Sherlock hehe. Mas não incentivo essa rivalidade e gosto dos dois, só um tantinho mais do HP hehe. Apesar de ter ficado interessa na história não sei se leria. Ultimamente tenho me decepcionado bastante com autores que pegam personagens famosos e escrevem outras histórias. Mas quem sabe.

    Prefácio

    ResponderEliminar
  2. Oie Alice =)

    O Sherlock não chega a ser o meu maior crush literária. Esse post continua sendo do Lucas da série Easy da Tammara Webber, mas tenho que confessar que sou simplesmente apaixonada pelas histórias desse detetive <3 De todos da literatura ele é sem dúvidas o meu favorito.

    Achei interessante a premissa do livro, mas assim como a Sil ando meio com o pé atrás com essas releituras ...

    Beijos;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderEliminar
  3. Oi, Alice! Tudo bom?
    Eu acompanho o trabalho da Clara e sou fã dela mesmo sem ter lido o que ela escreveu. Essa obra tá na minha TBR deste ano porque AMO/SOU Sherlock Holmes e ter uma protagonista feminina batendo de frente com ele deve ser a melhor coisa.

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderEliminar
  4. Oi Alice, tudo bem?

    Menina, eu gosto do Sherlock, porém até agora só assisti aos filmes, mas pretendo ler algo. Fico feliz em saber que neste conto fala-se da filha do Wastson, porque a ultima coisa que assistir ela era um bb rs. Gostei de sua resenha e fiquei curiosa por saber mais. Um xero!

    https://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  5. Oi, Alice
    Faz um tempo danado que não leio nada do Holmes, na verdade acho que só li um livro na escola. Fiquei interessada na trama ainda mais por ser nacional, então tenho altas expectativas.
    Tomara que eu goste!
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderEliminar
  6. Oi Alice,

    Não me mate, mas nunca li nada do Holmes, outra coisa que preciso mudar urgente rsrs.
    Gostei muito do enredo desse livro, alguns autores nacionais simplesmente arrasam nas histórias.
    Vou colocar na lista de leitura, assim como os livros do Sherlock.
    Bjs
    http://diarioelivros.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  7. Oi Clara!
    Achei legal a premissa. Parece uma leitura divertida, embora Sherlock não faça parte da minha grade de leituras ou séries. Nunca fui muito próximo do gênero investigativo não, mas a tonalidade desse livro pareceu mais puxado pra o humor. Gostei. Vou me informar mais sobre a obra.

    Abraços
    David
    https://territoriogeeknerd.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  8. Oie
    Uau, fiquei com muita vontade de ler este livro. Eu adoro os livros do Sherlock apesar de te lido poucos e este parece ser muito bom e com poucas páginas. Quero ler.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  9. Olá,

    Meu crush supremo é o Sherlock <3
    A inteligência e personalidade do detetive sempre foram minha paixão juvenil hahaha
    Adoro ler obras que falam dele e de seus personagens através da ótica de leitores que viraram escritores e esse conto parece ser bem interessante.

    Beijos!

    ResponderEliminar
  10. Oi menina, quanto tempo que não passo por aqui no seu cantinho, vi que tem novidades como a mudança do nome e o endereço. Também estava morrendo de saudades desse mundinho. Sobre a resenha, como sempre você arrasa. Fico muito contente em ver que a escrita da autora lhe agradou e principalmente, que o enredo foi divertido e original. Agora, crush no Sherlock Holmes? Quem diria hein? Amei!
    Enfim, espero nos ver mais vezes né?

    Beijos
    http://ventoliterario.blogspot.com

    ResponderEliminar
  11. Oi! Eu adoro o Poirot, mas o Holmes é o meu detetive favorito de todos os tempos. Eu não conhecia este livro e com certeza vou ler, quero conferir a parceria dele com mais um Watson. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderEliminar
  12. Oi, Alice. Adorei a proposta do livro. Já pela sinopse eu tinha ficado curiosa, mas ler a sua resenha só aumentou o meu interesse pela leitura e quero ler pra ontem! Excelente dica, espero ler em breve e espero mesmo gostar tanto da leitura quanto você gostou.

    ResponderEliminar
  13. Oi Alice! Sherlock não é meu crush literário, mas o personagem me fascina, daí super te entendo! Acho super bacana quando os autores conseguem escrever super bem em poucas páginas! Gostei do enredo e do fato de ser divertida e ter um bom mistério. Dica anotada!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderEliminar
  14. Oi, Alice!
    Não fique brava comigo, mas eu nunca li nada do Sherlock, acredita? Eu vi os filmes e gostei bastante, mas acredito que seja bem diferente, pois a imagem que você cria em sua cabeça acaba sendo bem diferente, né? Eu não sei se leria esse livro, pois não me identifiquei muito, mas fico feliz que tenha sido uma boa leitura para você.
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderEliminar
  15. Tudo bem?!
    Já li várias obras do Holmes é sempre amo! O gênero me agrada muito.
    Amei sua resenha.. Bem descrita e pontuada.

    Beijos.

    www.alempaginas.com

    ResponderEliminar
  16. Assim como você, eu tenho um crush por Holmes e acredita que eu não conhecia este livro?! Imagino o quanto tenha sido melancólico se deparar com esse Sherlock tão diferente do que estamos habituados e fiquei impressionada por ser um livro tão bom em tão poucas páginas, mas gosto muito de objetividade, então o livro seria uma ótima pedida.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  17. Em um livro curto como este é fundamental que o autor não se perca em descrições desnecessárias. Não conhecia e estou anotando a dica.
    Bjs, Rose.

    ResponderEliminar
  18. Oi Alice, eu preciso urgentemente ler Sherlock Holmes, talvez eu entenda teu fascínio por esta leitura. Mas fico bem feliz que tenha gostado tanto.
    Bjos
    Vivi
    https://duaslivreiras.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  19. Também amo Sherlock Holmes, mas nunca tinha ouvido falar desse livro. Claro que doeu meu coração Watson não estar presente, mas adorei ter uma filha dele como protagonista. Com certeza quero ler, e logo, ainda mais com esse toque de fantasia que a autora incluiu.

    ResponderEliminar
  20. Oi! A ambientação do conto e a premissa, por si só já chamou muita atenção. Adoro Sherlock Holmes tenho certeza que vou adorar ler este conto. Preciso ler urgente! Adorei

    ResponderEliminar
  21. Olá Alice,
    Que bom que esse livro é para quem ama e não ama Sherlock. Eu já li algumas coisas dele, mas não posso dizer que amo. No entanto, confesso que não fiquei tão interessada em ler esse conto, acho que tem alguma coisa que você disse em sua resenha que me fez não ter vontade, mas não sei o que é ao certo. Como sempre, sua resenha está extraordinária.
    Beijos,
    https://www.umoceanodehistorias.com/

    ResponderEliminar
  22. Oi Alice, como vai? Eu sou apaixonada pelo Sherlock só esse ano já assisti a todas as temporadas da série disponíveis na Netflix, revi os filmes e comprei o box do Sherlock para ler..rs! Apesar de ainda não ter iniciado os livros (quero fazer um projeto de leitura conjunta) já conheço algumas histórias deles, infelizmente ainda não li essa que você resenhou mas, já anotei a dica!

    Beijos e Abraços Vivi
    Resenhas da Viviane

    ResponderEliminar
  23. Este comentario ha sido eliminado por el autor.

    ResponderEliminar
  24. Olá, tudo bem?
    Eu nunca tinha ouvido falar desse livro, mas fiquei curiosa. Adoro as histórias do Sherlock Holmes (apesar de que nunca tive crush nele... talvez só no Sherlock da série kkk), e deve ser interessante vê-lo fazendo uma dupla com a filha do Watson. Confesso que, no começo, achei triste pensar em uma história em que o Watson morreu e não consegui imaginar como seria Sherlock Holmes sem ele e ainda cuidando de sua filha, mas a medida que fui lendo sua resenha fui me interessando mais e a curiosidade vai falar mais alto.
    Adorei a resenha e já anotei a dica para ler depois.
    Beijos!

    ResponderEliminar
  25. Olá, adorei a sua resenha. Me fez querer ler a obra, principalmente pela novidade que a autora trouxe sobre o parceiro de Sherlock ter tido uma filha. Annabel parece ser uma boa personagem.

    ResponderEliminar
  26. Nossa, pela capa, eu jurava que era um romance de época! Kkkk Não fazia ideia de que existia essa adaptação. E confesso que fiquei bem curiosa para conhecer a filha do parceiro do Sherlock Holmes. Ela me pareceu ser uma personagem forte e marcante. Vou deixar sua dica anotada e pretendo conferir em breve.
    Beijos!

    ResponderEliminar
  27. Os livros de Sherlock Holmes são e sempre serão clássicos que merecem ser lidos e relidos. Eu certa vez me aventurei a ver filmes baseados nos seus livros e são tão empolgantes quanto os livros e agora esta obra sobre a filha do amigo de Holmes me interessou, quero ler e vou baixar ainda hoje.

    Bjo
    Tânia Bueno

    ResponderEliminar
  28. Olá
    Adorei sua resenha, vou conferir esse livro na maratona literaria de outono me deseje sorte que eu gosta tanto quanto você.
    Beijos

    ResponderEliminar
  29. Apesar de não ser muito o meu foco de leitura eu gostei muito, e eu estou em uma pegada de sherlock incrível então eu irei colocar na minha lista e espero conseguir ler em breve, amei poder conferir essa resenha, parabéns.

    Beijos

    ResponderEliminar
  30. Olá Alice, pelos seus comentários a autora conseguiu criar um bom mistério mudando alguns pontos mais mantendo a essência do Sherlock *-* Adorei a dica e sem duvida vou querer lê-lo *-*

    ResponderEliminar
  31. Nunca li um livro do Sherlock Holmes, por isso sei bem pouco sobre o personagem. Apesar disso, gostei da premissa de "As Boas Damas" e vou querer ler em breve.

    Abraço!

    ResponderEliminar
  32. Como é que eu não ouvi falar sobre esse livro?
    Também tenho Holmes como meu crush literário. Quem é Grey perto de Holmes? Fiquei bastante curiosa com o resultado do livro. Por um lado corre um certo preconceito aqui, pois, como você mesma disse, Doyle foi certeiro ao criar Holmes. Por amar demais esse personagem, sempre fico com um pé atrás quando ele passa para mãos de outras pessoas (lê-se os filmes e as séries que fizeram com base nele).
    Se você é tão louca por ele quanto eu e gostou, acho que vale a pena dar uma chance. Vou dar uma espiada e ver se gosto.

    Beijos,
    Luisa
    www.degradeinvisivel.com.br

    ResponderEliminar
  33. Que legaal! Eu não sabia que tinha um conto sobre a filha do Holmes, parece conter um enredo bem interessante e envolvente. Espero conferir a escrita da autora um dia, bjss!

    ResponderEliminar
  34. Oi Alice,
    Adorei a resenha desse livro. Primeiro porque eu também tenho Sherlock Holmes como meu crush, talvez literário seja exagero porque não li nenhum livro do autor. Assisti as séries e os filmes, mas não cheguei a ler nada ainda. Para mim, Benedict Cumberbatch traduz bem o personagem, por isso o ator fez com que Sherlock fosse um crush (apesar de querer bater nele de vez em quando pelas coisas que ele fala com as pessoas mais próximas e que ofende). Não conhecia o livro, mas fiquei curiosa para ler!

    Um beijo da Yana,
    Marshmallow Com Café

    ResponderEliminar
  35. Oii.
    Eu adoro livros no estilo Sherlock Holmes, então acho que vou gostar bastante desse. Já queo pra ontem.
    Obrigada pela indicação.
    Bjs Mary.

    ResponderEliminar
  36. Ahhh, amei essa capa!
    Não li ainda, mas já quero! Adoro Sherlock Holmes!
    Obrigada por esse post lindíssimo! ♥

    ResponderEliminar