7 de junio de 2018

(Review 205) - E não sobrou nenhum

Título original: Ten little niggers / And then there were none
Autor: Agatha Christie
Editora: Globo Livros (Brasil) / Planeta (Argentina) / St. Martin´s Press (EUA)
Páginas: 302

Goodreads / Amazon / Skoob / Saraiva
Uma ilha misteriosa, um poema infantil, dez soldadinhos de porcelana e muito suspense são os ingredientes com que Agatha Christie constrói seu romance mais importante. Na Ilha do Soldado, antiga propriedade de um milionário norte-americano, dez pessoas sem nenhuma ligação aparente são confrontadas por uma misteriosa voz com fatos marcantes de seu passado. Convidados pelo misterioso Mr Owen, nenhum dos presentes tem muita certeza de porque estão ali, a despeito de conjecturas pouco convincentes que os leva a crer que passariam um agradável período de descanso em mordomia. Entretanto, já na primeira noite, o mistério e o suspense se abatem sobre eles e, num instante, todos são suspeitos, todos são vítimas e todos são culpados. É neste clima de tensão e desconforto que as mortes inexplicáveis começam e, sem comunicação com o continente devido a uma forte tempestade, a estadia transforma-se em um pesadelo. Todos se perguntam: Quem é o misterioso anfitrião Mr Owen? Existe mais alguém na ilha? O assassino pode ser um dos convidados? Que mente ardilosa teria preparado um crime tão complexo? E, sobretudo, por quê? São essas e outras perguntas que o leitor será desafiado a resolver neste fabuloso romance de Agatha Christie, que envolve os espíritos mais perspicazes num complexo emaranhado de situações, lembranças e acusações na busca deste sagaz assasino. Medo, confinamento e angústia: que o leitor descubra por si mesmo porquê E não sobrou nenhum foi eleito o melhor romance policial de todos os tempos.
 Resenha:


E não sobrou nenhum (O caso dos dez negrinhos) é um dos grandes clássicos da literatura policial, escrito pela maravilhosa rainha do crime, Agatha Christie, a obra foi publicada pela primeira vez em 1939 e desde então foi traduzida a centenas de idiomas, tornando-se um fenômeno em vendas, alcançando a multidões de leitores e até o dia de hoje ainda persiste como uma referência para novos autores do gênero.

O livro, apesar de ser antigo, possui uma historia atual e uma narrativa moderna, personagens peculiares que bem se encaixariam em perfis de narrativas mais recentes já que se trata de um grupo bastante heterogêneo de pessoas que por razões distintas recebem cartas contendo um misterioso convite para hospedar-se na casa de um excêntrico casal, os Owen, que recentemente teriam adquirido a Isla del Negro, um lugar isolado, pitoresco que, há tempos, levanta rumores diversos. 
Movidos pela curiosidade, pela ganância e pelo engano, eles irão reunir-se naquela misteriosa mansão, à espera de seu misterioso anfitrião. O quadro se torna sombrio quando Sr Owen não aparece e em seu lugar uma gravação é colocada, acusando uma a uma daquelas pessoas de algum crime bastante grave. No início, tudo parece tratar-se de uma piada de mau gosto, mas quando os cadáveres começam a se amontoar de maneira similar à uma canção de ninar sobre os Dez Negrinhos, os últimos sobreviventes começam a se dar conta de que o assassino pode ser um deles e que talvez sair daquela ilha com vida seja impossível. 

A narrativa de Agatha é às vezes um pouco densa, confesso que achei algumas partes bastante cansativas. A trama inteira está narrada em terceira pessoa, e nos mostra um panorama geral dos personagens. Conheceremos quem são, e pouco a pouco, veremos os aspectos mais básicos (e egoístas) de suas personalidades e ao final, apesar de se tratarem de dez pessoas, é possivel ao leitor distinguir quem é quem. 
A autora consegue apresentar-nos um excelente mistério onde a identidade do culpado se manteve uma incógnita para mim até o fim. Eu tinha os meus suspeitos e errei, pois não consegui ler as pistas sutis que a autora inseria na trama, mas acredito que pra quem é familiarizado com a escrita de Christie, talvez o mistério seja mais facilmente solucionado.

E não sobrou nenhum (originalmente publicado com o título "O caso dos dez negrinhos") é um livro maravilhoso que ao meu ver é perfeito para aqueles que como eu ainda não leram nada de Agatha Christe e gostariam de começar a ler algo da autora, pois certamente essa é uma de suas melhores obras, además de ser um livro autoconclusivo. É uma história que apesar de começar um pouco cansativa, pois os primeiros capitulos se resumem em introduzir-nos um à um de seus personagens (o que pode resultar um pouco confuso ao leitor) aos poucos vai ganhando ritmo, nos envolvendo em seu mistério bem planejado e em sua narrativa instigante e sem floreios. Um clássico do mistério digno de aplausos. 


Resultado de imagen para agatha christieDame Agatha Mary Clarissa Mallowan (Torquay, Devon, Inglaterra, Reino Unido, 15 de setembro de 1890 — Wallingford, Oxfordshire, Inglaterra, Reino Unido, 12 de janeiro de 1976), mundialmente conhecida como Agatha Christie, foi uma romancista policial britânica, autora de mais de oitenta livros. Seus livros são dos mais traduzidos de todo o planeta, superados apenas pela Bíblia e pelas obras de Shakespeare, com mais de 4 bilhões de cópias vendidas em diversas línguas.

Conhecida como Duquesa da Morte, Rainha do Crime, dentre outros tútulos, criou os famosos personagens Hercule Poirot, Miss Marple, Tommy e Tuppence Beresford e Parker Pyne, entre outros. Agatha Christie escreveu também sobre o pseudônimo de Mary Westmacott.





Nos Lemos...




Alice

17 comentarios:

  1. Oi Alice, eu sou muito suspeita para dizer, porque eu amoooooo Agatha Christie e esse livro é um dos meus favoritos da vida. Lembro que a primeira vez que li o pequeno poeminha dos Dez Negrinhos fiquei toda arrepiada pensando o que viria a seguir. Engraçado que como eu já conhecia a Agatha quando li esse, não achei esquisito ou cansativo o jeito dela escrever, sei lá. Eu já estava penasndo em reler, depois dessa resenha (você sempre arrasa <3) já quero fazer isso para ontem!

    Beijos da Yana,
    Marshmallow Com Café

    ResponderEliminar
  2. Oi, Alice! Tudo bom?
    Eu li Agatha faz muuuuuuito tempo, nem lembro do título. Acho que foi pra escola. Curti bastante, na época, e é um gênero que eu continuo gostando até hoje. Não estou tanto na vibe, no entanto, então vou guardar a recomendação pra ler futuramente.

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderEliminar
  3. Oie
    Não conhecia este livro da autora, mas já fiquei curiosa. Pela sua resenha o livro me pareceu bom e enredo curioso. Adoro livros de mistérios.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  4. Oi Alice!
    Já anotei a dica!
    Nunca li nada da autora e nem do gênero, mas tenho vontade de conhecer, não só por desencargo de pensamento como também porque acho necessário ter pelo menos uma experiencia.
    Nunca tinha visto nenhuma resenha desse livro em especifico, mas ja vi varias de outras obras da autora e todas sempre falam de quão brilhante ela é na hora de criar os misterios.

    Abraços
    David
    https://territoriogeeknerd.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  5. Leio muito pouco de literatura policial, mas sei que a autora é ícone do gênero. Que legal saber que você gostou da história, apesar de algumas coisinhas.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderEliminar
  6. Oi, Alice!
    Eu adoro os livros da Agatha, mas só gosto dos que são com o Hercule Poirot. Os outros eu não consegui gostar muito. Esse que você falou, eu ainda não li, mas espero mudar isso! Afinal, ela é uma grande escritora do seu gênero.
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderEliminar
  7. Oi, Alice!
    Eu só li um livro da Agatha e acabou sendo uma péssima experiência. Porém, quero muito ver a adaptação desse livro.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderEliminar
  8. Menina, sei que é uma vergonha, mas nunca li nada nem da rainha do crime e nem do rei, Sidney Sheldon.
    Tenho dos reis do romance que é a Nora Roberts e o Nicholas Sparks. kkkkkkk
    Mas vou começar a conhecer a escrita dela assim que terminar a faculdade e esse será meu primeiro livro dela porque eu amei sua resenha.
    Gratidão pela dica!

    Eliziane Dias

    ResponderEliminar
  9. Olá,
    Quando me perguntam de todos os livros da Agatha qual eu recomendaria para quem nunca leu nada dela, e eu digo com toda certeza que este é livro para se começar! Tanto pelo mistério envolvido, como pela solução do crime que é muito complicada (ou não, depende do ponto de vista). Meu favorito dela! ♥

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderEliminar
  10. Eu sou apaixonada pela autora esse livro foi o primeiro que li dela, na verdade, foi o primeiro livro que eu li depois das histórias infantis e ele foi o responsável pelo meu amor pela leitura e pela minha preferência pelo gênero. Adorei ver a sua opinião com a leitura!

    ResponderEliminar
  11. Oi, tudo bem?
    Eu ainda não li esse livro, mas já li outras obras da autora e fico impressionada porque ela sempre surpreende no final. Acredite, mesmo se você estivesse acostumada com a escrita dela, provavelmente ainda teria errado o desfecho. Esse autora era brilhante e construía enredos como ninguém.
    A escrita dela é realmente mais densa, mas confesso que isso não me atrapalhou nos livros dela que eu li. Acho muito legal ir conhecendo os personagens, pois vou criando teorias e suspeitos desde o início (e claro que erro no final kkk). Ainda tenho muita vontade de ler esse, porque o enredo é realmente instigante e deixa o leitor curioso.
    Adorei sua resenha e fico feliz que tenha gostado do livro.
    Beijos!

    ResponderEliminar
  12. Oi, Alice
    Meu amigo adora os livros da Agatha e disse que esse é um dos melhores dela, mas como eu tenho preguiça de ler livros assim, nunca li nada da autora. Vou tentar arriscar com o livro que já tenho aqui, quem sabe eu não leia esse.
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderEliminar
  13. Oi, tudo bem?
    Teno até vergonha de falar, mas nunca li nada dela. Uma vergonha eu sei, mas pretendo remediar esta situação este ano. Já me indicaram este livro e li algumas resenhas, todas positivas. Adorei a sua resenha e acredito que este será minha escolha de estreia de Agatha!
    http://colecionandoromances.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  14. Oi Alice, tudo bem? Eu tive uma fase, na adolescência, em que li alguns livros da Agatha Christie e lembro de gostar muito das tramas criadas pela autora. Era impressionante como ela consegue envolver o leitor que não consegue se manter apático em relação à história. Acho que até hoje não ouvi alguém dizer que não fez suposições sobre as histórias, assassinos e motivos. Enfim, ela é mestre mesmo!
    Ainda, acho que a ambientação dele deve dar um toque a mais pra história. Esse é um daqueles que pretendo ler.

    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  15. Oi.
    Minha mãe tem uma coleção de livros da autora, que eu li quando era mais nova. Mas não sei se tem esse, pois acho que lembraria de ter lido.
    Gostei do enredo, despertou minha curiosidade, apesar de ter as partes mais lentas.
    beijos.

    ResponderEliminar
  16. Olá, tudo bem? Está aí uma autora de sucesso que eu amo e quero ler todos os livros que ela escreveu, gente essa mulher é fantástica, estou comprando e colecionando os BOXs com os livros em capa dura! Ainda não tive a oportunidade de ler e espero que ela não demore muito, eu leio o gênero policial há alguns anos e sou super fã deles, os autores sempre precisam contar com muitos detalhes o que aconteceu em cada cena do crime, talvez por isso você tenha achado a escrita dela cansativa em algumas partes, sem essa descrição não conseguiríamos ver os diversos acontecimentos da história, eu também gosto de livros escritos em terceira pessoa..rs!

    Beijos e Abraços Vivi
    Resenhas da Viviane

    ResponderEliminar
  17. Um dos melhores livro da autora. Já tive oportunidade de ler há uns anos atrás, ainda na época em que ele se chamava O Caso dos 10 Negrinhos. Aliás, achei desnecessário a troca do título.
    Bjs, Rose.

    ResponderEliminar