(Review 206) - Red Hill

em 11 de junio de 2018

Título original: Red Hill
Autor: Jamie McGuire
Editora: Verus (Brasil) / Umbriel (Argentina) / Simon & Schuster (EUA)
Páginas: 350

Goodreads / Amazon / Skoob / Saraiva
Para Scarlet, cuidar de suas duas filhas sozinha significa que lutar pelo amanhã é uma batalha diária. Nathan tem uma mulher, mas não se lembra o que é estar apaixonado; a única coisa que faz a volta pra casa valer a pena é sua filha Zoe. A maior preocupação de Miranda é saber se seu carro tem espaço suficiente para sua irmã e seus amigos irem viajar no fim de semana, escapando das provas finais da faculdade. Quando a notícia de uma epidemia mortal se espalha, essas pessoas comuns se deparam com situações extraordinárias e, de repente, seus destinos se misturam. Percebendo que não conseguiriam fugir do perigo, Scarlet, Nathan e Miranda procuram desesperadamente por abrigo no mesmo rancho isolado, o Red Hill. Emoções estão a flor da pele quando novos e velhos relacionamentos são testados diante do terrível inimigo - um inimigo que já não se lembra mais o que é ser humano. O que acontece quando aquele por quem você morreria, se transforma naquele que pode lhe destruir? Red Hill prende desde a primeira página e é impossível deixá-lo até o final surpreendente. Este é o melhor da autora Jamie McGuire!
Resenha: 


Red Hill é uma novela post apocaliptica escrita por ninguém menos que Jamie McGuire, autora conhecidissima por haver escrito a série romântica New Adult Maravilhoso Desastre. Desde já os aviso: para quem deseja ler Red Hill buscando encontrar neste livro algo da outra série da autora, não o faça. Jamie realmente arriscou, saindo fora da zona de conforto que a fez famosa, trazendo-nos uma história que poderia resumir como algo totalmente oposto à série Maravilhoso Desastre. No entanto, o fato de ter escrito algo oposto não significa que uma ou outra sejam ruins, muito pelo contrário. Embora não tenha lido Maravilhoso Desastre, sei que é uma série que tem colecionado fãs ao longo dos anos, todo um feito se considerarmos a quantidade de obras similares que podemos encontrar nas livrarias. Red Hill consegue ser um bom livro autoconclusivo, resultando também em uma demonstração óbvia de como um autor realmente talentoso consegue escrever sobre qualquer tema pois McGuire realmente convence o leitor com seus horripilantes mortos vivos que, apesar de possuírem as mesmas características de outras muitas séries aqui também adquirem um tom melancólico. A narrativa carrega uma desesperança que aos poucos vai envolvendo ao leitor, nos fazendo inclusive refletir em como tudo pode mudar de maneira sutil, sem que sequer possamos nos dar conta das mudanças que passam a ocorrer. 

A história é dividida em três pontos de vista distintos, três personagens que, inicialmente, não possuem relação entre si e, ao final, se verão irremediavelmente atrelados ao mesmo destino: chegar ao rancho de Red Hill, o único lugar seguro para os poucos sobreviventes do vírus que devastou a civilização e transformou seres humanos em espectros sedentos por carne humana. 
Scarlet é uma técnica de Raio X que consegue salvar-se de um ataque no hospital onde trabalha, quando pacientes infectados sofrem a mutação e passam a atacar os médicos. Scarlet nos narra com desespero sua luta por sobreviver e encontrar suas duas filhas, Jenna e Halle, que, em meio ao caos, se encontram desaparecidas. 
Nathan foi abandonado pela esposa no dia do apocalipse. Quando o mundo parece estar perto do fim, ele apenas sabe que deve fugir com a filha Zoe, uma criança especial, para algum lugar seguro. Nathan sempre foi um sujeito tranquilo, pacato, mas agora deverá aprender a se defender, a lutar, a ser um soldado para salvar sua filha. Cruzando cidades infestadas, seus caminhos se cruzarão com os de outros sobreviventes, e esse foi o personagem que mais me cativou ao longo da história, por sua força interior e dignidade.
Miranda é uma adolescente que está passeando com seu namorado, Bryce; sua irmã, Ashley e o namorado da irmã, Cooper. Eles deverão ir para o rancho de Red Hill onde o pai das duas garotas, um médico, as aguarda para passarem um final de semana tranquilo, em familia. Mas quando o mundo já não é mais o mesmo, Miranda carregará sobre si a responsabilidade de conduzir até o rancho e assim salvar seus amigos, tendo que manter a calma e o sangue frio enquanto o mundo mergulha em sangue. 

Essa narrativa intercalada em três personagens certamente tornou a novela mais ágil, pois temos distintos pontos de vista, o que permite ao leitor entender o raciocínio de cada um deles e afeiçoar-se à uns ou outros. Há muitos personagens secundários que, entram e saem da trama com personalidades bastante mistas que despertarão no leitor sentimentos vários, desde repulsa até afeição, pois diante do panorama irreversível de estarmos no fim do mundo, veremos que alguns tentarão agir da melhor maneira, enquanto outros mostrarão seu pior lado, mostrando que às vezes haverá bondade mesmo em um mundo sem esperança e que também haverá homens tão maus que nem mesmo os monstros conseguirão igualar-se ao seu nível de maldade. É um cenário bem real, e por isso mesmo sufocante, angustiante, tenso.
Os personagens estão sempre em constante mudança. Jamie desenvolveu bem o lado psicológico de cada narrador e é possível entender com perfeição os instintos que movem cada um deles embora, ao meu ver, alguns personagens evoluem muito e outros, que iniciaram a história apresentando-se como pessoas de caráter interessante ao final se tornaram egoístas, chatos e até mesmo odiosos. Adorei Red Hill justamente por apresentar-nos esse elemento surpresa: personagens que não são o que parecem. Teve alguns que amei nos primeiros capítulos e  então terminei odiando ao final, enquanto outros que pareciam ser insuportáveis se tornaram meus queridinhos nas últimas páginas.

A trama é bem escrita e linear. A autora nos explica bem como a infecção começou e se alastrou, e então passamos para um segundo momento que nos mostrará como os poucos sobreviventes tentarão organizar-se, a luta desesperada pela sobrevivência, até o terceiro momento que seria o desfecho final.

A ambientação é bem assustadora, a autora nos descreve bem esse cenário apocaliptico, onde tudo é bem denso, sombrio e até as coisas mais banais se tornam de dificil acesso.
Eu gostei da escrita de Jamie. Não sei que tal está sua pluma no gênero romântico, mas tratando-se de fantasia/thriller a autora conseguiu apresentar uma história muito bem desenvolvida, ágil e bastante explosiva, onde se nota bastante uma certa inspiração em séries de êxito como The Walking Dead.

Enfim, super recomendo esse livro à todos os fãs do gênero e também à todos que curtem um bom livro de suspense, pois há grandes doses de mistério na trama. Para os fãs da autora que esperam por um vislumbre de Maravilhoso Desastre e dos Irmãos Maddox por aqui, não façam essa leitura buscando encontrar tais semelhanças, pois provavelmente não há. No entanto, às vezes nos surpreendemos com livros inesperados, de maneira que, se você é fã da Jamie e de sua outra série, talvez deva dar uma oportunidade à Red Hill sem esperar nada, apenas para conhecer algo novo da autora que pode te agradar ou não.   


Resultado de imagen para jamie mcguireJamie McGuire nasceu em Tulsa, Oklahoma. Ela foi criada por sua mãe Brenda em Blackwell, Oklahoma, onde ela se formou no colegial em 1997. Jamie assistiu à Northern Oklahoma College, da University of Central Oklahoma, e Autry Centro de Tecnologia, onde se graduou com uma licenciatura em Radiologia.
Jamie vive agora em Enid, Oklahoma, com seus três filhos e marido Jeff, que é um cowboy de verdade. Eles compartilham seus 10 hectares, com quatro cavalos, quatro cães e galo o gato.
Livros publicados por Jamie incluem a Providência trilogia, e The New York Times best-seller Beautiful Disaster , um romance contemporâneo. Quando ela não está escrevendo, Jamie passa seus dias deixando seus quatro cães dentro e para fora.

Web Page Oficial: https://www.jamiemcguire.com/

Twitter: Jamie McGuire




Nos lemos, 

Alice

27 comentarios:

  1. Oi Alice, tudo bem? A sinopse desse livro chama a minha atenção, mas eu sou muito apavorada para ler um livro de zumbi. Não sei porque assisti tantos filmes nesse estilo quando era adolescente e teve um efeito catastrófico em mim: eu morro de medo! Então, eu sei que não conseguiria concluir a leitura de um livro que tenha zumbis, ainda mais um bem escrito, porque iria morrer de medo. Sempre fico curiosa, mas sei desse meu bloqueio.
    Fico contente que seja uma boa leitura para aqueles que se interessa pelo gênero.

    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  2. Olá, Alice.
    Eu passei foi muita raiva com esse livro. Odiei o final. Depois de tudo o que acontece odiei que uma pessoa lá não conseguiu. Mas para quem é fã do gênero é uma boa leitura. Quando li nem me toquei que era dela, só depois que fui ver o nome da autora hehe.

    Prefácio

    ResponderEliminar
  3. Realmente essa narrativa intercalada é ótima para a ambientação desse meio apocalíptico. Gostei bastante do que você apresentou, especialmente pontuando os elementos que envolvem a trama. Tenho certeza que a tensão deve ser uma das principais emoções que esse livro desperta. Acho que a leitura me agradaria bastante.

    Beijos
    http://ventoliterario.blogspot.com

    ResponderEliminar
  4. Oi Alice! Também gostei desse livro e adoraria que a autora escrevesse mais histórias em cenários assim. Esse livro é bem empolgante. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderEliminar
  5. Olá Alice, tudo bem?

    Menina que leitura ein. Eu sempre tive curiosidade de conhecer a história. O livro parece bem eletrizante e faz com que o leitor possa viajar no mundo criado pelo autor. Parece que a autora, sabe escrever de tudo um pouco. Xero!
    https://minhasescriturasdih.blogspot.com

    ResponderEliminar
  6. Parece ter um ótimo suspense mesmo. Obrigado pela dica. Anotado!!

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderEliminar
  7. Belo Desastre me marcou como leitora, eu amei demais! Mas fico feliz em ver como a autora conseguiu sair de uma zona onde ela fazia tanto sucesso e partisse para algo novo. Apesar de nao ser um genero que tenho o hábito de ler, dica anotada.

    ResponderEliminar
  8. Oi Alice!
    Eu lembro que quando esse livro saiu eu fiquei bastante curioso ao ler a sinopse. Parece bem intrigante, mas acabei desistindo por ser sobre zumbi. Sou pessimo com esse tipo de monstro sobrenatural. Não curto muito por não me dá bem com sangue ou descrições de comer partes do corpo, então, nao me arrisco, mas ele sempre me pareceu uma boa pedida. Muito mais que essa série do Desastre da autora KKK.

    Abraços
    David
    https://territoriogeeknerd.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  9. Oi Alice,

    Esse dias uma distopia escrita pela Cecilia Ahern e adorei a escrita dela em um genero diferente do que ela costuma escrever.
    Apesar de ter lido Belo Desastre, estou bem ciente que não terá nada igual a série e acho até legal rsrs.
    Bjs e uma boa semana!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    ResponderEliminar
  10. Oi, Alice!
    Eu sou inconformada que não é todo mundo que conhece esse livro dela. Eu adoro a escrita da autora e achei que a ambientação do livro foi muito bem criada. Ela me surpreendeu por fazer ótimos livros de romance e ter arrasado no suspense.
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderEliminar
  11. Oii tudo bem ?
    Conheço o livro mais não tive oportunidade de ler
    Amo os livros da autora mais não sei se leria esse mais quem sabe ne ?
    Como a própria autora saiu da zona de conforto e capaz de eu sair também.

    Bjs

    ResponderEliminar
  12. Oi, Alice!
    Mulher, não vou mentir que tenho mó preconceito com essa autora, mas eu gostei tanto da sua resenha que resolvi dar uma chance a esse livro. Ele me lembrou um pouco outro que curto muito do Stephen King. Espero gostar desse também.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderEliminar
  13. Oi Alice, eu tenho gostado destes livros pós apocalípticos e gosto quando tem vários narradores, nos dá diversos pontos de vista e se tu diz que tem suspense e mistério... já quero. dica anotada, eu já conhecia o livro, mas não sabia bem sobre o que era.
    Bjos
    Vivi
    http://duaslivreiras.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  14. Oi, Alice! Tudo bom?
    Acredita que eu nunca tinha parado pra ver a premissa desse livro? ASUHASUHUHASUHASUH Tamanho trauma com as outras obras da autora, que eu não chego perto nem que me paguem :v
    ADORO um apocalipse, então fiquei interessada, surpreendentemente? Ainda mais quando foca bastante nos dramas e na tensão dos personagens. Vou acabar procurando em algum momento, obrigada pela dica!

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderEliminar
  15. Olá! Confesso que assim que li a sinopse eu já fiquei receosa, não por conhecer e curtir outra obra da autora, mas porque eu não sou nada fã dos zumbis. Quando fala de infecção, eu já fico com um pé atrás. Tenho certeza que para os fãs do gênero deve ser uma ótima pedida, mas eu passo a dica.
    Abraços

    ResponderEliminar
  16. Olá
    Quem acompanha somente um trabalho da autora nunca iria esperar ler um apocalipse zumbi. Mas gostei da temática, e vou anotar a dica para tirar minhas conclusões.
    Gostei da resenha.
    Bjus

    ResponderEliminar
  17. É tão bom quando pegamos um livro que o autor se desafiou a escrever algo diferente do que estar acostumado.
    Gostei bastante da sua resenha, pelo que você contou a autora usou elementos perfeitos para criar uma ambientação com o clima certo.. gostei bastante da dica e provavel que eu leia! Obrigada pela resenha!

    Beijos,

    ResponderEliminar
  18. Apesar de há ter escutado sobre a outra séria da autora nunca me interessei por ela. Ao contrário desse livro que despertou a minha atenção logo de cara. Adorei o ambiente e a forma dela unir os personagens e só lendo a sua resenha deu pra sentir a intensidade da leitura. Anotei a dica <3

    Sai da Minha Lente

    ResponderEliminar
  19. Olá!
    Tenho grande curiosidade com a leitura dessa trama. Mas como não é um gênero que curta muito acabo sempre deixando para depois.
    Me parece ser um enredo bem desenvolvido e sua resenha me deixou com vontade de dar uma chance.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderEliminar
  20. Olá, que bom saber que a autora conseguiu fazer um bom trabalho escrevendo algo bem diferente do romance que lhe popularizou. Eu ainda não li esse livro e pelo seu post fiquei bem curiosa para saber se esses personagens conseguirão ou não chegar ao seu destino sem ser pegos pelos zumbis.

    ResponderEliminar
  21. Fui pega de surpresa por esse livro. Antes de começar a ler a resenha, imaginava algo completamente diferente. Mas foi uma surpresa boa - tão boa que já coloquei o livro na minha lista de desejados.

    Adorei a resenha.

    Beijos,
    www.degradeinvisivel.com.br

    ResponderEliminar
  22. Sério, eu sou viciada em tudo o que envolva zumbis e adorei ver a tua resenha desse livro, eu li faz pouco tempo e amei demais, também me lembrou bastante o TWD.

    ResponderEliminar
  23. Adora histórias de zumbis, apocalipse, luta pela sobrevivência. Como já li algumas, pude perceber que Red hill tem muitos dos elementos dessas histórias. Mas adoraria ler para conhecer como é a escrita da autora. Qual o tom que ela escolheu para contar a história. Espero poder ler em breve

    ResponderEliminar
  24. Oi, tudo bem?
    Eu já ouvi falar muito sobre a série Belo Desastre, mas já ouvi falar muito sobre a escrita da autora. Acho muito legal ela se arriscar a escrever algo tão diferente dos livros que a tornaram famosa e, pela sua resenha, parece que ela se saiu bem.
    No entanto, confesso que a premissa não me atraiu e não será desta vez que irei conhecer a escrita da autora. Não sou muito fã dessas histórias apocalípticas (inclusive, detesto The Walking Dead) e, por mais que parece ser uma leitura dinâmica e envolvente, não faz meu estilo mesmo.
    Vou passar a dica desta vez, mas, de qualquer forma, adorei sua resenha e acredito que, para quem gosta do estilo, este livro deve ser uma boa opção de leitura.
    Beijos!

    ResponderEliminar
  25. Eu li esse livro na época em que lançou e simplesmente amei a ambientação, eu adoro cenários pós-apocalípticos e tal. E a autora tem uma escrita muito viciante, e personagens cativantes. Ainda não li mais nada dela, mas estou empolgada para ler Belo desastre.
    beijos

    ResponderEliminar
  26. Olá Alice, na época que esse livro foi lançado fiquei bem curiosa para lê-lo, mas por algum motivo acabei esquecendo dele =/ Depois da sua resenha a vontade de lê-lo volto, pelos seus comentários o enredo parece estar bem bacana e eu adoro narrativas intercalada como a deste *-*

    ResponderEliminar
  27. Oi, Alice. Estou passada com esse livro. Afinal, já tinha ouvido falar da série dos Irmãos Maddox, mas não me atrai muito pelos personagens masculinos. Descobri isso lendo as resenhas e vendo os relatos sobre a personalidade deles. Agora, fiquei bastante surpresa por ver uma autora com uma premissa interessante de uma história com gênero completamente diferente. Só tem um problema, sou muitoooo medrosa. Vamos ver se consigo deixar o medo de lado e dar uma lidinha hahaha
    Beijos da Yana,
    Marshmallow Com Café

    ResponderEliminar