(Review 246) - A Guardiã do Reino

em 10 de octubre de 2018

Título original: A Guardiã do Reino
Autor: Beatriz Andrade
Editora: Autopublicado
Páginas: 263
Gênero: Fantasia Juvenil

 Amazon / Skoob 

A Guardiã do ReinoSeres humanos e mágicos já viveram em harmonia, mas isso não é mais possível. A fúria de um rei acabou com a paz e os dividiu em dois mundos, o contato entre eles é probido e apenas a guardiã tem a liberdade de transitar pelos dois. Séculos depois, a princesa Pietra descobre um segredo que sua família vem guardando há gerações, e ela será a responsável por mantê-lo em segurança. No entanto, uma promessa de vingança foi cumprida, e ela precisará manter-se a salvo, se falhar todo o reino estará perdido. Sozinha e amedrontada, Pietra passará por universos desconhecidos e terras fantasiosas na tentativa de fugir de um inimigo poderoso e de seres horripilantes. Sobreviver é um dever que talvez ela não consiga cumprir. 

Resenha: 


A Guardiã do Reino é uma fantasia nacional com ares medievais, que nos apresenta reis, rainhas e seres fantásticos de todos os tipos, desde fadas e elfos, até vampiros ou dragões.

Nesta primeira parte conheceremos Pietra, uma princesa de dezoito anos que tem que lidar com a insegurança de ter que fazer um casamento movido por razões políticas. Franco, seu prometido, é um bom homem, um elfo digno, porém, parte de Pietra se sente em dúvidas, já que não o conhece tão bem à princípio. Poderá o amor surgir com a convivência? Sua mãe, a rainha Antonieta, garante que sim, já que ela mesma admite que aprendeu a amar seu marido, o rei Irineu, com o passar do tempo, com os anos de casamento.
Mas além do casamento, Pietra terá a surpresa de descobrir mais sobre as origens de sua família e da família de Franco, e isso mudará para sempre os rumos da vida da jovem, pois ela não é apenas a futura rainha de Moseroph, mas sim a responsável por zelar e proteger a entrada de um outro reino, um lugar mágico habitado por seres especiais.
Quando a melhor amiga de Pietra, Regina, é sequestrada e inimigos poderosos ameaçam a paz de ambos os reinos, Pietra sente que sua vida e a de Franco está em risco. A jovem é obrigada a tentar lutar contra inimigos que desconhece, e assim provar seu valor. Poderá Pietra escapar ilesa dessa guerra cheia de intrigas? E será que Franco seguirá ao seu lado independente do que aconteça?

Eu gostei muito da escrita da autora, Beatriz Andrade, ela consegue apresentar os reinos de Moseroph de maneira bastante clara, fácil de entender ao leitor, sem se extender demais. A leitura nunca se torna cansativa já que desde a primeira página vários acontecimentos ocorrem e reviravoltas se acumulam.
No entanto, à partir de certo momento senti que os eventos começam a ocorrer num ritmo rápido demais, dificultando ao leitor se conectar com os personagens. Como eram muitas coisas ocorrendo, fica difícil conhecer a fundo as personalidades, conflitos internos e anseios dos personagens apresentados. Além disso, são seres das mais diferentes espécies, e cada um possuí suas particularidades, houveram grupos que fiquei curiosa em saber mais, como surgiram, de onde vieram, etc, e senti que faltou um pouco de informação nesse aspecto.

Um aspecto que achei bem positivo é que apesar de ser um livro rápido e de ritmo intenso, a trama em si é bem imprevisível, a autora consegue pegar o leitor de surpresa, apresentando revelações inesperadas.
Além disso, Pietra, a protagonista, foge do clichê da protagonista feminina de fantasia que, aconteça o que houver, sempre consegue de alguma maneira se livrar e sair ilesa dos perigos. Pietra sofre demais, como nunca vi uma protagonista sofrer em um livro. Psicologicamente e também fisicamente, a garota experimenta todo tipo de dor e isso deixa a trama mais crível, pois Pietra não é uma super heroína, mas alguém real, que se machuca e sente dor como qualquer outro personagem

Como disse, não consegui sentir uma empatia especial pelos personagens, talvez por não tê-los conhecido com profundidade. Ainda assim, gostei da trajetória de Pietra e Franco e dos sentimentos que afloram com o passar das páginas. Foi um romance doce, apresentado de forma terna sem ser enjoativo ou repetitivo demais.

Não leio muitos livros brasileiros (e admito que gostaria de mudar isso mas nunca sei o que ler), no entanto, A Guardiã do Reino se mostrou uma história bastante interessante, com um final digno, fechado, que permite que o leitor já conclua essa primeira parte da história de Pietra e Franco.
Recomendo essa história pra quem busca um livro de muita fantasia e leitura relativamente rápida. Além disso, é sempre bom conhecer a escrita de um novo autor nacional, e como disse, a história é interessante, o ritmo é intenso e ocorrem reviravoltas o tempo todo. Fica a dica.

Beatriz de Andrade é uma autora brasileira, nascida no Rio de Janeiro em 03/02/1989. Estudante de Letras, leitora compulsiva, além de blogueira literária. Escreve resenhas e dicas sobre livros em seu blog, De Bem com a Leitura.


Twitter: Beatriz Andrade






Nos lemos,

Alice

14 comentarios:

  1. Oi Alice.
    Adorei a resenha e a indicação. Eu estou redescobrindo fantasias nesse segundo semestre do ano e achei muito interessante a história criada pela autora. Ainda não conheço a escrita dessa autora brasileira e acho super importante valorizarmos nossos autores.
    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  2. Oi Alice,

    Não conhecia o livro, mas como uma boa amante de fantasias, com certeza vai para a lista.
    Gostei da personagem não ser tão poderosa e se livrar tudo, isso é algo que está virando um clichê no gênero ultimamente.
    Vou colocar no skoob para eu não me esquecer de ler depois.
    PS: Sobre A Rosa e a Adaga, acho que é mais questão do leitor mesmo, eu não curti em si a resolução da história, achei que a autora deu voltas e voltas e na hora da ação ela resolveu muito rapidamente sem trazer nada novo ou empolgante. Os personagens continuam cativantes, isso não posso negar! Tomara que você goste.
    Bjs e uma boa semana!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    ResponderEliminar
  3. Oi, Alice
    Eu não gosto muito desse tipo de livro, acho que na verdade eu preciso estar no caminho de ler fantasias para me sentir inspirada para encarar a leitura, mas eu gostei do tipo de enredo que ele tem. Por isso, eu vou anotar a dica.
    Beijo
    http://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderEliminar
  4. Oi Alice, tudo bem?
    Fiquei com uma dúvida: você comentou que o final é fechado, mas que dá pra entender essa primeira parte da história do casal. Terão mais livros abordando novas coisas desse universo?
    Pergunto porque adorei a resenha e achei esse livro a minha cara! Fiquei bem curiosa pra conhecer.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderEliminar
  5. Oi Alice! Adorei a dica e a premissa da história, eu aprecio muito fantasia e este ano tenho lido bem poucas. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderEliminar
  6. Oi, Alice

    Já tinha visto o livro por aí e conheço a autora através do blog dela.
    Eu não curto muito fantasia, acho que você sabe, e essa não possui muitos elementos que me atraem.
    E posso confessar uma coisa, tenho TOC com nomes que rimam... quando li Pietra e Antonieta chegou a me dar um arrepio! Hahahahahahahaha
    Que pena que você teve essas pequenas ressalvas, mas pelo menos você pôde tirar boas coisas da história. Se quiser alguma dica de livros nacionais fala comigo, será um prazer dar dicas.

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderEliminar
  7. Oi Alice!
    Eu leio muitos nacionais, mas n leio muita fantasia. Estou tentando aos poucos mudar isso!
    Infelizmente dessa vez nada me chamou atenção nessa história...
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderEliminar
  8. Oi Alice, tudo bem?
    Não conhecia o livro e achei a premissa muito interessante, amo fantasia e gostei muito da sua resenha, espero ter oportunidade de ler o livro um dia, faz muito meu estilo!

    Obrigada pelo carinho. Volte sempre!
    Um super beijo :*
    Claris - Plasticodelic

    ResponderEliminar
  9. Oi, Alice! Tudo bom?
    Eu já vi alguns posts sobre esse livro, conhecia a sinopse meio por cima também. ADORO uma aventura medieval nesse estilo, então já vou adicionar na wishlist - essa coisa de a narrativa acabar correndo e não desenvolver personagens direito é uma pena, mas pelo menos a história em si vale a leitura \o

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderEliminar
  10. Olá, Alice.
    O enredo do livro é bem interessante. Pena essa correria do meio pra frente porque geralmente quando tem muitos personagens é o contrário que acontece para o leitor se familiarizar e se envolver com eles. E vi que é uma publicação independente, o que geralmente gera mudanças de capas quando publicam em alguma editora e se tiver continuação dai fica diferente na estante, o que odeio hehe. Não sei se leria ele no momento.

    Prefácio

    ResponderEliminar
  11. Oi, Alice!
    Que linda resenha, muito obrigada pelos seus comentários sobre o livro e por todo o apoio que você me deu. Fiquei muito feliz em conhecer a sua opinião com a leitura e saber que mesmo com algumas ressalvas o livro te agradou. É muito bom poder ver opiniões sinceras, me mostra onde eu posso mudar, onde posso melhorar.
    Novamente te agradeço!!!
    Um beijo enorme <3

    ResponderEliminar
  12. Olá, tudo bem? Ah que resenha bacana! Gosto muito de fantasia, e por isso me vi bem interessada por ser um conteúdo bem presente no livro pelo jeito. Que pena que não houve uma forte conexão com os personagens, mas isso é algo que possa acontecer com qualquer um. Dica mais que anotada <3
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  13. Que lindeza ver resenha de livro da Bea por aqui! Fico feliz demais com o sucesso que ela vem fazendo, certamente é merecido demais! Ainda não tive a oportunidade de ler sua obra mas pela sua resenha já vejo que apesar de tudo, vou me envolver bastante.

    ResponderEliminar
  14. Oi Alice.
    Ainda não conhecia o livro mas achei que ele tem uma premissa interessante e sua resenha mostra que é uma história que flui rapidamente. Anotei a dica, quem sabe?
    Bjus
    www.docesletras.com.br

    ResponderEliminar