(Review 269) - Estudo Independente (O Teste #2)

em 20 de marzo de 2019

Título original: Independent Study
Autor: Joelle Charbonneau
Editora: Única (Brasil) / HMH Books for Young (USA) / Oz Editorial (Espanha)
Páginas: 325
Ano de Publicação: 2014 (EUA) / 2014 (Brasil)
Gênero: Distopia Juvenil
Saga: The Test (O Teste)
1. O Teste (The Test) 
2. Estudo Independente (Independent Study) 
3. A Formatura (Graduation Day)
Valoração: 
Goodreads / Amazon / Skoob / Saraiva


Cia Vale tem dezessete anos e tem tudo o que sempre sonhou: um amor perfeito, um lugar na Universidade e um futuro como uma das líderes da Comunidade das Nações Unificadas. No entanto, apesar de todos os esforços do governo para apagar a memória de Cia, ela ainda lembra o que aconteceu. Ela precisa escolher entre ficar em silêncio e proteger a si mesma e as pessoas que ama ou expor o Teste e o que ele na verdade é, um programa assassino que deve ser impedido. O futuro da Comunidade depende dela. No segundo volume da saga de Joelle Charbonneau, a chance de fazer parte da revitalização de uma civilização pós-guerra colide com o desejo de fazer o que o coração manda. 

Minha opinião:
Estudo Independente é a segunda parte da trilogia O Teste, uma série que me deixou fascinada com sua primeira parte eletrizante, que aliás lembrou bastante o icônica Jogos Vorazes em muitos momentos. 
Fazia bastante tempo que queria saber como seguiria a continuação de O Teste. Uma parte de mim sentia certo receio. A primeira parte foi carregada de ação, um ritmo frenético que eu já sabia de antemão que não se manteria na segunda parte. Além disso, ao longo dos meses fui encontrando algumas resenhas decepcionantes sobre essa continuação, o que acabou minando um pouco a vontade de dar sequência imediata à série. No entanto, decidi que essa será uma das trilogias que terminarei nesse próximo ano e apesar das baixas expectativas me lancei na leitura. Ao fim, gostei bastante, inclusive gostei mais do que esperava.

É verdade que Estudo Independente perde um pouco de ritmo. Essa segunda parte é mais monótona já que nos dispõem a mostrar a rotina da protagonista Cia Vale na universidade. As primeiras partes são as extensas apresentações de seus novos colegas e as desconfianças da protagonista que tem que lidar com a descoberta sinistra que fez logo ao fim da primeira parte. O livro vai ganhando fôlego apenas a partir da metade, quando Cia e os colegas começam a se enveredar mais nas tramas ocultas por detrás do sistema perfeito que aparenta ser a organização de Tosu City. 
Apesar de ser uma trama mais lenta, Estudo Independente é um livro bem importante, porque ele introduz o leitor aos segredos dentro da sociedade que rege a vida destes personagens. Há todo um novo rol de personagens que são introduzidos e fica difícil saber quem é mocinho ou vilão, uma dúvida que acho que é característica marcante em distopias.

Como disse, é um livro sem muita ação, nada comparado à primeira parte, porém, a trama está repleta de quebra cabeças, momentos intrigantes que deixam o leitor em pura tensão, pois quando parece que algo vai se resolver, surge uma reviravolta que derruba todas as velhas teorias e apresenta um cenário inimaginável em um primeiro momento.

Eu pessoalmente gosto da narrativa da Charbonneau, apesar de sentir que falta carisma em seus personagens (incluindo a Cia), a trama é gostosa de ler, daquelas histórias que a gente vai lendo e quando se dá conta já estamos no finalzinho. Muitos dizem que o gênero distopia se tornou previsível. Acho que até certo ponto as críticas tem fundamento, mas sempre que leio esses livros ainda desfruto bastante com essas sociedades bizarras que os autores tão astutamente conseguem criar e imergir o leitor. A ambientação de Estudo Independente é bem convincente e obscura. Apesar do primeiro livro, O Teste, ser melhor porque tem mais ação, Estudo Independente, a segunda parte, possuí, ao meu ver, uma ambientação melhor trabalhada, e mais crível ao leitor.

O final já deixa bem claro os rumos que a história deve seguir e eu fiquei com vontade de conferir logo a terceira parte.

Concluindo...
Apesar de já intuir alguns dos eventos que virão, acredito que Joelle Charbonneau ainda conseguirá inovar e surpreender. Espero em breve poder confirmar se A Formatura terá um desfecho realmente digno à essa trilogia que, até aqui, considero muito boa.


"Uma jaula que não pode ser vista é tão ameaçadora quanto paredes de aço".
Escritora de coração, Joelle Charbonneau já produziu e estrelou diversas óperas e musicais na região de Chicago antes de se tornar escritora em tempo integral. Além de adorar dar aulas de canto. Estreou na literatura com a série Rebecca Robbins, mas ganhou o mundo com a trilogia distópica O Teste.


Twitter: Joelle Charbonneau





Nos lemos, 

Alice

20 comentarios:

  1. Alice, tudo bem?

    Oba livro com ação, estou precisando ler mais esse gênero.
    Sobre essa questão da ambientação, eu gosto muito quando as cenas são bem descritas. Nuca ouvi falar dessa trilogia, achei interessante. Quero ler.

    Até mais!
    www.depoisdaleitura.com.br

    ResponderEliminar
  2. Oi Alice, tudo bem?
    Gostei de saber mais sobre a série, que eu ainda não conhecia, por meio da sua resenha.
    Que pena que o livro não foi tão bom quanto o primeiro. Mas se o autor conseguiu mostrar o potencial, já ajuda. Espero que o próximo surpreenda você!
    Beijos,

    Priih
    http://infinitasvidas.wordpress.com

    ResponderEliminar
  3. Eu tenho muita vontade de ler essa trilogia, tô vendo várias avaliações positivas.
    Essa é primeira que vejo sobre o livro 2, e confesso que fiquei meio chateada por saber que, mais uma vez, a sequencia não é boa. vou esperar pela resenha do terceiro pra tomar a iniciativa de ler ou não kkk
    Adorei!!

    ResponderEliminar
  4. Oi Alice, uma das vantagens de ler sem expectativas é que as chances de surpresas positivas são maiores. Eu tenho esta trilogia, mas ainda não li. Fico feliz que esteja gostando e que tenha um ritmo eletrizantes. Boa leitura do terceiro volume.
    Bjos
    Vivi
    Blog Duas Livreiras

    ResponderEliminar
  5. Oi, Alice!
    Acho que comentei na resenha de O Teste que adoro essa trilogia. Acho ela uma distopia maravilhosa, pena que não teve muita divulgação.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderEliminar
  6. Eu adoro distopias, mas ainda não consegui dar uma chance para essa trilogia. Tenho o primeiro volume na estante e preciso dar um jeito nisso logo <3 É tão bom quando a história nos surpreende *_*

    Sai da Minha Lente

    ResponderEliminar
  7. Hey Alice! Tudo bem?
    Eu não conhecia essa trilogia, mas já quero ter ela comigo kkk
    Adorei a sua resenha.
    Quando puder, dá uma passadinha lá no blog.
    Um abraço,
    Thamiris.

    | Blog Misto Quente | Siga no Instagram | Curta no Facebook |

    ResponderEliminar
  8. Entre jovens adultos brigando pelo seu lugar ao sol, o que me interessa é a conspiração politica. É a natureza humana em sua essência e também o como Cia vai carregar as verdades que ela sabe, como confiar novamente nas pessoas? Estou ansiosa para o terceiro livro, para ver o sistema colapsar e as coisas darem certo ou errado.

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderEliminar
  9. Oi Alice! Eu gosto muito desta série e acho uma das melhores do gênero, pena ter sido tão pouco divulgada e conhecida. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderEliminar
  10. Oi Alice!
    Eu tenho o box dessa trilogia aqui e nem comecei a ler ainda! Mas adoro distopias, acho q vou gostar!
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderEliminar
  11. Oi Alice!

    Esse eu confesso que tenho o primeiro mas nao li... Uma pena que ele se perca um pouco no segundo livro :(
    dá uma raiva dessas coisas rsrsrs MAS por ter uma trama intrincadinha e cheia de segredos
    Será que consigo lê-lo esse ano???

    Beijocas da Pâm
    Blog Interrupted Dreamer

    ResponderEliminar
  12. Estou super curiosa para saber o que vai achar do terceiro livro. Acho que essa foi a única trilogia distópica que já li e me lembro de ter amado tanto, mas tanto esses livros. Esse segundo tem mesmo um ritmo diferente, até pq o cenário muda um pouco.

    ResponderEliminar
  13. Olá nunca li os livros, na verdade não os conhecia, mais fiquei bem interessada pela premissa da obra, espero ter a oportunidade de leitura em breve! Gosto de leituras eletrizantes e acredito ser o caso deste, beijos!

    ResponderEliminar
  14. Oi Alice!!

    Que resenha incrivel!! Me lembro dessa trilogia dd alvoroço que ela fez na epoca do seu lançamento, mas infelizmente, esse tipo de livro atualmente não faz muito o meu estilo de leitura.

    beijos

    ResponderEliminar
  15. Oi, Alice!

    Cheguei a começar a ler o primeiro volume, mas acabei parando e deixei de lado. Preciso retomar a leitura, porque estava bem interessante, e gostei de saber que a continuação mantem a qualidade, apesar do ritmo diminuir um pouco. Ficou ótima a resenha!

    xx Carol
    https://caverna-literaria.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  16. Oi Alice,

    Tenho o primeiro e esse exemplar na estante e está na minha lista do ano para ler.
    Bom saber que a história foi bem feita nesse livro, apesar da ação estar mais presente no primeiro.
    Espero que eu goste da leitura.
    Bjs e um bom fim de semana!
    Diário dos Livros
    Conheça o Instagram

    ResponderEliminar
  17. Olá, tudo bem? Estou com a trilogia aqui ainda para começar, e confesso que já muitas opiniões divididas. Uns adoram como você, outros já não curtiram tanto. E para ter uma opinião própria espero ler em breve. Adorei seu ponto de vista e ele me deixa animada para ler.
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com

    ResponderEliminar
  18. Infelizmente não li nada de Jogo Vorazes, não mne chamou atenção na época. Hoje tenho a mente literária bem aberta e gostei só em saber que o primeiro livro da série foi eletrizante. Ainda que esse tenha perdido um pouco da ação eu fiquei bem animada para conferir a narrativa da Charbonneau, então vou anotar a sugestão. Quero ler.

    Abraços.

    ResponderEliminar
  19. Como é bom quando uma continuação nos agrada tanto assim!
    Eu tenho vontade de ler os livros dessa trilogia e adorei poder ver a sua opinião sobre eles, espero que o próximo volume seja tão bom quanto os anteriores e que realmente dê um final digno à história.

    ResponderEliminar
  20. Olá, tudo bem Alice?

    Eu tenho vontade de ler essa trilogia e conhecer a escrita da autora, curto o gênero literário e espero poder ler esses livros ainda esse ano. Parabéns pela resenha, ficou bem legal!
    Abraço!

    ResponderEliminar