(Review 272) - A Paciente Silenciosa

em 10 de abril de 2019

Título original: The Silent Patient
Autor: Alex Michaelides
Editora: Editora Record (Brasil) / Celadon Books (USA / UK) 
Páginas: 350
Ano de Publicação: 2019 (EUA) / 2019 (Brasil)
Gênero: Thriller Psicológico / Suspense
Valoração: 

Um assassinato, uma verdade oculta. As raízes do silêncio são muito mais profundas do que se pode imaginar. Alicia Berenson escreve um diário para colocar suas idéias em ordem. Ele é tanto uma válvula de escape quanto uma forma de provar ao seu adorado marido que está bem. Ela não consegue suportar conviver com a idéia de que está deixando Gabriel preocupado, de que lhe está causando algum mal. Alicia Berenson tinha 33 anos quando matou seu marido com cinco tiros. E nunca mais disse uma palavra. O psicoterapeuta forense Theo Faber está convencido de que é capaz de tratar Alicia, depois de tantos outros falharem. E, se ela falar, ele será capaz de ouvir a verdade? 


Minha opinião:

Um livro sobre mentes perturbadas, distorcidas e completamente alheias ao bem ou ao mal, é exatamente isso que nos traz A Paciente Silenciosa, a novidade da Editora Record que será publicada em breve e que me manteve fisgada até as últimas páginas sem conseguir pensar em mais nada. 
Um mistério super bem criado, com reviravoltas tão mirabolantes que ficou impossível prever e que revela o pior de seus personagens, expondo ao leitor todos os limites da natureza humana.

Porque eu adorei tanto A Paciente Silenciosa ? Porque é um livro onde a loucura e a realidade vão se misturando, até chegar ao ponto onde o leitor duvida de tudo e se questiona se tudo é uma grande ilusão ou mesmo fruto de mentes pra lá de sombrias. Os personagens são tão manipuladores, quebrados, marcados por traumas, dores e segredos que a gente sente um frio na espinha conforme os segredos mais escondidos vão aos poucos sendo elucidados, e o final... ah que final... me deixou em choque, porque é perturbador e inesperado, de um jeito que há muito tempo não lia em thrillers.

Não é exagero. A Paciente Silenciosa é muito único em vários aspectos. Temos uma protagonista, uma assassina condenada pela morte de seu próprio marido, que não fala, mas ela é tão cheia de facetas e reações que nos intriga o tempo todo. E seu terapeuta é igualmente duvidoso, contraditório e porque não dizer até mesmo um pouco obsessivo. 

Mas porque será que Alicia Berenson, acusada de assassinar cruelmente seu dedicado marido Gabriel Berenson, não fala mais e aceita o peso da culpa? Será que é porque todas as evidências realmente apontam para Alicia, ou será porque a verdade de Alicia e Gabriel pode ser ainda mais complicada e cruel do que qualquer evidência poderia mostrar?
E Theo Faber, o terapeuta decidido em resgatar Alicia? Ele acredita mesmo na inocência e recuperação de Alicia ou para ele a salvação de Alicia é apenas uma maneira de mostrar a si mesmo que ninguém é um caso perdido, nem mesmo ele, com todo o seu passado de dor e seus monstros do presente?

E quando o leitor vai descobrindo todos os segredos de Theo e Alicia, a gente começa a duvidar do que os próprios personagens nos contam. E como se não bastasse, aqueles que convivem com eles parecem ser igualmente insanos, igualmente suspeitos. 

A Paciente Silenciosa foca em Alicia, e a gente quer sim descobrir em detalhes tudo sobre a morte horrível de Gabriel, mas aos poucos a trama vai ganhando uns contornos bem mórbidos, os personagens vão se conectando e o leitor já começa a suspeitar que nada é como parece. 

Eu fiquei presa na narrativa de Theo, contando pra nós como é tratar alguém tão misteriosa como Alicia. O desafio de estar naquele manicômio judicial, lidando com garotas capazes de cometer crimes desumanos, donas de uma mente desequilibrada e frágil. E quando Alicia parece estar disposta a entregar o jogo, levamos um choque ao descobrir uma mulher diferente daquela que havíamos imaginado durante boa parte do livro. Alicia foi um verdadeiro camaleão, um personagem criado com uma maestria tão grande que só poderia descrever como brilhante e fora de série. Alicia desperta sentimentos variados, ela é inteligente demais e ao mesmo tempo desperta uma sensação de fragilidade, ela é uma incógnita e isso a faz ser o melhor personagem do livro.

Quando somos introduzidos em seu diário e passamos a ter um vislumbre de sua vida com Gabriel, descobrimos uma realidade esquisita, irreal e ao mesmo tempo tão simples que assusta, não dá pra saber o que é fruto da mente de Alicia ou o que é real, e o grande trunfo desse livro é justamente isso, brincar com o leitor, o convidando a descobrir o que é real e o que é mentira, uma realidade falsa criada por seus personagens. 

Aconteceram tantas coisas que eu não esperava e que fogem totalmente do clichê dos outros thrillers que li! Alex Michaelides era até então um nome desconhecido pra mim, mas à partir de agora com certeza será um autor que seguirei de perto, pois mal posso esperar pra ler sua próxima obra.

A narrativa é tão cheia de genialidade, mantendo o leitor ávido por descobrir o final dessa trama obscura, e o autor sabe como lançar os fatos aos poucos, de maneira que nos sentimos confortáveis por achar que estamos perto de desentranhar o mistério e então, quando não esperamos, surge uma reviravolta que nos faz ter que desistir de qualquer teoria que havíamos formulado para a verdade escondida que apenas Alicia conhece. 

A Paciente Silenciosa transborda tensão, drama, obsessão, mentiras e uma dose grande de loucura e malícia. A linha que divide o mal de uma simples paranóia é bem tênue aqui, e a gente descobre que até as pessoas mais simples, mais pacatas, podem reagir de maneiras bem surpreendentes e o segredo foi justamente esse: O autor nos apresenta personagens comuns, com vidas normais, porém que passaram aos poucos a viver realidades absolutamente sombrias, assumindo um caráter imprevisível e bem chocante.

Concluindo...

Enfim, A Paciente Silenciosa conseguiu ser um dos melhores thrillers que já li, estando facilmente no mesmo nível de best sellers conhecidos e aclamados como os livros da Gillian Flynn, outra autora especialista em construir personagens psicopatas que alternam entre o bem e o mal com absoluta naturalidade. A Paciente Silenciosa é aquele tipo de livro pra quem ama thriller e lê vários deles ao longo do ano, pois irá surpreender sem dúvidas até mesmo estes leitores, e também para quem nunca lê thrillers mas busca uma história que cause impacto, aversão, angústia e tensão. Um livro que certamente merece alcançar um estrondo sucesso, pois foi escrito com uma originalidade e realismo dignos de aplauso.


Alex Michaelides nasceu no Chipre e é filho de um pai grego-cipriota e mãe inglesa, estudou literatura na Universidade de Cambridge, na Inglaterra e fez uma Pós em Roteiro de Cinema na American Film Institute, em Los Angeles. Alex escreveu o roteiro do filme The Devil you know, de 2013, estrelado por Rosamund Pike, e é co-autor do roteiro do filme The Con is On, de 2018, estrelado por Uma Thurman, Tim Roth e Sofia Vergara. The Silent Patient é sua estréia na literatura.




Até a próxima, 



Ivy

17 comentarios:

  1. Oi Ivy!
    Tô bem curiosa pra ler esse livro tbm, parece ser um thriller muito top!
    Adorei a resenha!
    Bjs
    A Colecionadora de Histórias - Blog

    ResponderEliminar
  2. Oie,
    esse livro deve ser sensacional, sinto na pele todo mistério dele. Tanto Theo como Alicia são personagens únicos e misteriosos, ao meu ver parece isso.
    E como eu adoro um bom thriller seria uma ótima leitura

    ResponderEliminar
  3. Oi, Ivy
    Que bom que você curtiu tanto a obra, vi algumas resenhas muito boas sobre a obra mas como não me interesso por sinopse, acabo passando as indicações. Espero que venham mais livros assim para o Brasil, que deixem a gente ávido pra saber o que aconteceu e que nos surpreenda.
    Beijo!

    http://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderEliminar
  4. Oi Ivy! Thrillers não estão na lista dos meus mais desejados, mas de vez em quando leio alguma história do gênero (sempre roendo unhas e arrancando fios de cabelo, diga-se de passagem) e acho que esse livro vai para a estante em breve, porque os comentários que enaltecem a história são muitos e todos só elogios, então estou convencida de que preciso conhecer essa paciente silenciosa.
    Beijos, Adri
    Espiral de Livros

    ResponderEliminar
  5. Oi Ivy! Tudo bem? Só leio críticas positivas desse livro, é impressionante! A premissa me deixou bem curiosa, parece aqueles suspenses que dariam inclusive um bom filme! Espero gostar tb!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderEliminar
  6. Oi, Ivy! Tudo bom?
    Eita que quanto mais resenha vejo, mais fico curiosa! Todo mundo elogiando o desenvolvimento e a trama - e eu tô meio saturada de thriller, então ver um que tá ganhando o público me deixa ansiosa pra conferir.
    Adorei a resenha.

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderEliminar
  7. oi!
    Eu adorei o livro :D Gostei da premissa e amo quando a história é bem desenvolvida.

    ResponderEliminar
  8. Oi Ivy!
    Pessoalmente não me animo com esse livro. Eu vi algumas unboxings do pessoal que recebeu, e a trama não me cativou, fora que thriller ultimamente eu ando correndo. Nem me agrada. Gostei bem mais dos brindes que vieram na caixa do que do livro em si KKKKKKKKKK. Mas que bom que o misterio foi positivo. Pelo menos nesse fator o autor tem que aceitar para fazer valer.

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  9. Oi Ivy,
    Ah, amo ver os roteiristas de filme investindo em livros também.
    Eu já estava bem curiosa em relação a esse livro, mas todo lado insano e louco destacado me deixou ainda mais animada com a leitura. E eu supeeeer desconfio desse Theo ser treta.

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderEliminar
  10. Olá, Yvy
    Estou com uma sensação de que só eu não li esse livro ainda, rsrs.
    Gostei pastante da premissa do livro, ainda mais porque não é Clichê, já quero. Que bom que o livro atendeu as suas expectativas.
    Até mais!

    www.depoisdaleitura.com.br

    ResponderEliminar
  11. Ainda não tive a oportunidade de ler esse livro, mas sempre fiquei curiosa e ansiosa para adentrar nesse mundo de mistérios que só pela sinopse já afirma isso. Parabéns pela resenha e pelo post, amei!

    https://purooutono.blogspot.com

    ResponderEliminar
  12. Olá, tudo bem? Caramba, deve ser uma leitura bem tensa e intensa, hahaha. Ainda não sabia desse lançamento, mas só pelo o que tu disse já fiquei louca para ler, mesmo não sendo o estilo de livro que eu leio. Amei a dica!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderEliminar
  13. Olá!! :)

    Eu confesso que nao conhecia este livro, mas a verdade e que fiquei bastante curioso, tendo em conta que aprecio bastante thrillers.

    Enfim, foi bom saber que a historia esta ao nivel dos best-sellers, num tom tao original!

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderEliminar
  14. Olá!
    Fiquei interessada demais, esse ano me propus a ler mais livros do gênero e estou sempre a procura e quando leio uma resenha assim tão empolgante, fico super animada, já quero conferir essa história perturbadora. Espero ler em breve!

    beijos!

    ResponderEliminar
  15. Olá, Ivy.
    Eu gostei bastante do livro, mas acho que não está entre os meus favoritos do gênero hehe. Fui surpreendida sim, mas odeio final aberto e por isso acabei não dando nota máxima para o livro.

    Prefácio

    ResponderEliminar
  16. Olá,
    Este livro está na minha lista aqui. Gosto deste tipo de thriller que tem bastante a parte psicológica e claro o suspense é sempre bom!

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderEliminar
  17. Estou muito curiosa com essa leitura. Estou vendo várias pessoas resenhando no Instagram, mas a sua resenha foi a primeira que me prendeu. AMOO personagens manipuladores, sempre fico com pé atrás e aquela sensação de dúvida e frustração. Já quero ler <3

    Sai da Minha Lente

    ResponderEliminar