(Review 289) - Vocação para o Mal (Cormoran Strike #3)

em 5 de junio de 2019

Título original: Career of  Evil (USA) / El Oficio del Mal (Espanha)
Autor: Robert Galbraith
Editora: Rocco (Brasil) / Mulholand Books (USA) / Editorial Planeta (Espanha) 
Páginas: 496
Ano de Publicação: 2015 (EUA) / 2016 (Brasil)
Gênero: Mistério / Suspense / Intriga
Saga: Cormoran Strike
1. O Chamado do Cuco (The Cucko´s Calling) 
2. O Bicho da Seda (The Silkworm) 
3. Vocação para o Mal (Carrer of Evil) 
4. Branco Letal (Lethal White)
5. Sem Título
Valoração: 
Goodreads / Amazon / Skoob / Saraiva


Quando um misterioso pacote é entregue a Robin Ellacott, ela fica horrorizada ao descobrir que contém a perna decepada de uma mulher. Seu chefe, o detetive particular Cormoran Strike, fica menos surpreso, mas não menos alarmado. Há quatro pessoas de seu passado que ele acredita que poderiam ser responsáveis por tal crime - e Strike sabe que qualquer uma delas seria capaz de tamanha brutalidade. Com a polícia focada no suspeito que Strike tem cada vez mais certeza de que não é o criminoso, ele e Robin põem as mãos à obra e mergulham no mundo sombrio e distorcido dos outros três homens. Entretanto, quanto mais acontecimentos horrendos acontecem, mais o tempo se esgota para ambos...


Minha opinião:

Vocação para o mal é o terceiro livro da série do Detetive Cormoran Strike. Nesta terceira parte o passado volta para atormentar o agora famoso detetive.

Quando a secretária e parceira de Cormoran Strike, a determinada Robin Ellacott recebe uma encomenda no escritório, ela tem certeza de que é algo que ela comprou para o seu casamento com Matthew. Porém, quando ela abre o pacote, descobre uma perna. Quem foi o autor de uma mensagem tão macabra é impossível saber, mas Strike tem certeza de que é algum fantasma de seu passado que está disposto a assombrar. 
Logo, o o cadáver amputado tem a identidade revelada, e quando outros crimes começam a se somar, a polícia está toda em alerta à procura do novo Estripador que ataca a cidade. E Strike sabe que este misterioso assassino quer atingi-lo e destruí-lo. Agora só resta abrir o jogo e escancarar o passado, inclusive confiando em Robin, que merece saber o tamanho da ameaça que está adiante. 
Mas Robin não desiste fácil e quer ajudar Strike a caçar um serial killer que, em seu caminho de medo, vai deixando mais cadáveres por onde passa, sempre buscando vincular Strike de maneira sinistra. E quando a própria Robin entra diretamente na mira deste psicopata, Strike terá que fazer o impossível para proteger Robin de um assassino quase impossível de capturar.

Vi várias resenhas dizendo que de todos os três este era o melhor e tenho que concordar. 
Achei Vocação para o mal mais bem elaborado, mais viciante e mais revelador. Strike tem que desnudar seu passado diante do leitor, e ficamos conhecendo mais e mais facetas do querido detetive. E Robin também fica mais transparente nesta terceira parte, dividida entre uma espécie de fascínio por Strike e a dúvida do que sente pelo tal noivo que nunca parece compreendê-la. Eu como leitora fiquei torcendo tanto por uns momentos entre Robin e Strike. Acho que eles formam um bom casal, se equilibram de muitas maneiras e conseguiram dentro de três livros construir uma relação baseada na confiança mútua e num apoio sincero entre si, uma cooperação verdadeira. Os sentimentos de ambos ainda é bem confuso, e fica difícil saber se a autora vai apostar em um romance ou vai querer manter os personagens apenas no "será que vai" mas, fato é, que está cada vez mais difícil simpatizar com o noivinho arrogante de Robin e parece que Galbraith/Rowling faz questão de nesta terceira parte nos dar ainda mais motivos para detestá-lo, pobre Matthew.

A trama desta terceira parte é bem diferente dos livros anteriores porque aqui temos um assassino vinculado à Strike e ele desconfia de três pessoas de seu passado, então antes que o leitor pudesse até mesmo conhecer a identidade do assassino, nós conheceremos cada um dos três suspeitos, suas histórias e personalidades, qual o laço que os une ao passado de Strike. Isso tudo deixou a leitura bem mais ágil pois embora não conheçamos a identidade do assassino (que só é revelada nos últimos capítulos), vamos conhecendo detalhes dos suspeitos e com isso o leitor acaba elegendo o seu próprio suspeito maior, tentando vincular cada um deles à esse Estripador que está à solta em Londres. 
Galbraith conseguiu deixar a história super bem amarrada, não consegui decifrar a identidade do culpado e mesmo quando cheguei a desconfiar da pessoa, não conseguia vislumbrar os motivos, e acabava abandonando minhas teorias pois tudo estava tão intrigante e obscuro que se tornou difícil de prever. 

Strike e Robin evoluem grandemente como personagens. Strike foi ficando menos fechado e mais humano, e agora se apresenta diante do leitor completamente desarmado, mostrando um lado mais íntimo e até mesmo frágil. Robin se tornou ainda mais determinada sobre o que quer e embora vacile, não tem medo de impor sua vontade, achei que ela se tornou mais firme nesta terceira parte, mais dona de si. Me desapontei de uma ou duas de suas decisões, especialmente no tocante à sua família e noivo, mas o legal de Robin é que se trata de um personagem que conecta bem com qualquer leitor, a gente consegue se colocar facilmente em seu lugar e entender um pouco de seus impulsos e decisões. 

No primeiro livro eu achei a história boa porém densa e parada. No segundo livro eu gostei mais do ritmo ágil, porém o final mirabolante se mostrou duvidoso pra mim. Este terceiro soube dosar tudo e corrige as falhas dos livros anteriores.
Galbraith mantém uma trama de ritmo ágil e solto como o do segundo livro, nos apresenta um assasino bastante assustador, doentio e misterioso, consegue manter o suspense até o final e nos entrega um final realista, coerente e habilidoso. 

Mais que isso, achei que aqui Galbraith soube dosar também a seriedade e o humor, expresso nas ironias e no sarcasmo de personagens como Strike e seu amigo/cúmplice Shanker. Conseguiu surpreender e até mesmo chocar relatando momentos cruéis ao mesmo tempo em que investe mais no lado pessoal dos personagens, nos trazendo algo de romance e até mesmo drama à uma série que vai se tornando cada vez mais ampla ao abarcar diversos assuntos.

Em síntese, Vocação para o mal foi uma terceira parte dinâmica e envolvente que conseguiu se tornar minha favorita dos livros da saga. Os erros encontrados nos livros anteriores foram corrigidos, o final foi conveniente, interessante e até mesmo dramático, os personagens evoluíram e se tornaram grandiosos, e a trama apresentou muito mais do que prometia no início, me surpreendendo em muitos momentos. A saga de Cormoran Strike está melhorando muito com cada livro, e desta vez, fiquei com expectativas bem altas para o que virá no livro seguinte, Branco Letal, publicado recentemente no Brasil.

"Ele possuía um senso finamente afiado para o estranho e o perverso. Ele tinha visto durante toda a sua infância coisas que as outras pessoas preferiam imaginar que acontecessem apenas em filmes".



"De certa forma, uma explicação nunca foi o ponto. Ela simplesmente gostava de ser a única pessoa que queria descobrir a verdade".


A escritora britânica Joanne Kathleen Rowling nasceu na cidade de Yate, nas proximidades de Bristol, na Inglaterra, em 31 de julho de 1965. Ela se tornaria célebre pela criação do bruxinho Harry Potter, que lhe renderia sete volumes de uma série premiada e aceita quase unanimemente pela crítica e pelo público.
Desde cedo a autora cultivava o gosto da leitura, e vários escritores despertaram na menina o desejo de ser uma escritora. 
Foi uma longa jornada até que Harry Potter e a Pedra Filosofal fosse aceito pelo mercado editorial. A autora teve que realizar um ‘tour’ por diversas editoras, e em 1994 experimentou a miséria e um estado depressivo, até a Bloomsbury decidir lançar sua primeira obra como mais uma na galeria da literatura infantil. Quando enfim ele foi publicado, em junho de 1997, Joanne ministrava aulas de francês. O sucesso foi instantâneo, vieram os primeiros prêmios no campo dos livros para crianças. Ela conquistou até mesmo a premiação de Livro Infantil do Ano, concedido pelo British Book Awards.
Em 2001 ela se casou novamente, com o anestesista Neil Michael Murray, com quem teve dois filhos, David e Mackenzie, além de Jessica, do primeiro matrimônio. Em fevereiro de 2009, ela obteve das mãos de Nicolas Sarkozy, presidente francês, a divisa de Cavaleiro da Ordem da Legião de Honra.

Web Page Oficial: https://www.jkrowling.com/

Twitter: JK Rowling



Até a próxima, 




Ivy

23 comentarios:

  1. Oi, Ivy
    Quando o livro saiu aqui eu fiquei louca para ler também, mas o tempo foi passando e hoje não tenho tanto interesse, ainda mais porque é suspense e eu achei que fosse algo tipo fantasia, sei lá kkk
    Beijo!

    https://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderEliminar
  2. Eu sempre quis ler algo do pseudonimo da JK, mas sempre que eu falo "agora vai" nunca vai, sempre aparece outra coisa kkk
    Mas gostei da sua dica, eu tô doida pra ler essa série, tem todos os elementos que eu gosto e eu sou apaixonada pela JK, espero que eu também goste desse outro lado dela! Tenho um amigo que leu um livro dela sob pseudonimo e disse que é maravilhoso. Tenho altas expectativas!!

    ResponderEliminar
  3. Olá, tudo bem? Menina, acredita que eu nunca li nada da autora? Hahahaha. Tenho bastante vontade de ler tanto Harry Potter quanto essa triologia, que parece ser maravilhosa. Adorei saber tua opinião!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderEliminar
  4. Gostei da resenha Ivy. Curto essas tramas investigativas e fico feliz em saber que este foi o melhor livro da série até aqui. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderEliminar
  5. Oi, Ivy!
    Todo mundo fala muito bem dessa série, mas ainda falta algo para me chamar atenção. Pelo que vejo das resenhas, todo elogio é válido.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderEliminar
  6. Oi, Ivy! Tenho acompanhado a série do Detetive Strike por meio de suas resenhas e apenas pela sinopse já tinha percebido que esse livro é bem mais envolvente e interessante do que os demais, suposição essa confirmada por você logo nos primeiros parágrafos da resenha haha.
    Deu até vontade de ler a série toda, porque esse livro realmente me interessou mais do que os outros :)
    Amei a resenha ♥

    Beijos!
    Estante Bibliográfica > blog novo!

    ResponderEliminar
  7. Olá, Ivy.
    Eu só li o primeiro livro dessa série e lá já deu para perceber que ia ter meio que uma relação amorosa entre eles. Vamos ver se a coisa evolui no próximo livro hehe. Que bom que a série só vai melhorando, mas ainda assim eu não tenho vontade de dar continuidade a ela.

    Prefácio

    ResponderEliminar
  8. Oi, Ivy! Eu tenho vontade de ler esta série por conta de gostar muito de histórias desse gênero e estas obras serem bem elogiadas. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderEliminar
  9. Oi, tudo bem? Eu tentei ler O chamado do cuco há uns anos, mas não rolou, então desisti de querer ler os outros livros, até porque policial não é bem a minha praia, demoro demais pra gostar da trama, isso quando eu não me irrito hehe. Mas que bom que este terceiro volume foi melhor do que os outros. Gostei muito da sua resenha, talvez deste eu fosse gostar. Achei o primeiro bem parado também.

    Love, Nina.
    www.ninaeuma.blogspot.com

    ResponderEliminar
  10. Sinceramente nunca havia me interessado pela leitura desses livros, por se tratar de um gênero que não costumo ler e não me desperta interesse. No entanto fiquei feliz em saber que essa obra e a melhor dos três, e o que os erros anteriores foram corrigidos. Além da trama ser bem desenvolvida, envolvente e convincente.

    ResponderEliminar
  11. Olá, tudo bem? Espero que sim:)

    Ainda não conhecia esse livro, mas a premissa é bem interessante, é o tipo de história que eu costumo gostar. Pela sua resenha já dá pra ficar bastante curioso hahahaha vou adicionar aos desejados do skoob.

    Bjsss

    ResponderEliminar
  12. Oi, Ivy

    Lendo a resenha eu logo criei a teoria de que a perna era do Matthew, mas aí vc disse que vão sendo criadas situações para desgostarmos dele e acho que não é esse o caso. Hahaha
    Eu tenho curiosidade de ler os livros muito mais por serem da JK do que pelas tramas em si, sabe? Talvez pelo impacto de HP na minha vida, não sei.
    Eu nunca digo nunca, falta um empurrãozinho, quem sabe mais para frente.

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderEliminar
  13. Oi, Ivy! Embora eu não tenha lido os livros anteriores, é bom saber que a história evolui, isso mostra também que a escrita da autora também evoluiu. Quem sabe eu não fique motivada a ler? Tenho os livros, mas fiquei desmotivada com suspense de uns tempos pra cá.
    Bjs
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderEliminar
  14. Oi, Ivy. Acho suas resenhas tão completas parabéns.
    Não conhecia os livros, então fiquei um pouco perdida,
    mas, aparece que a serie é super envolvente.

    Até mais!
    Depois da Leitura
    Loja Depois da Leitura

    ResponderEliminar
  15. Olá! Tudo bem?

    Adorei sua resenha! Eu não sabia que a autora da série era a JK, que é ótima! Também não sabia que isso era uma série. Estou com o chamado de cuco há tempos para ler e agora tem mais dois na minha lista haha

    Beijos,
    Blog Diversamente

    ResponderEliminar
  16. Oi Ivy, tudo bem?
    Eu adorei sua resenha, mas discordo um pouco de você.
    O desfecho desse livro foi o de que menos gostei, talvez por já termos os suspeitos em vista. Além disso, achei um pouco mais longo do que o necessário.
    Porém, concordo 100% sobre Strike e Robin: foram muito bem desenvolvidos e aprofundados, me fazendo gostar ainda mais deles.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderEliminar
  17. Oi Ivy!
    Eu não li nem o primeiro volume e confesso que provavelmente não irei ler porque livro policial não faz muito meu estilo. Quem sabe no futuro. Mas tenho uma amiga que ama e ela começou a trilogia. Acho que falta só esse pra ela também, e assim como você, ela também curtiu muito.

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  18. Oi, Ivy!

    Confesso que livros do gênero não são meus favoritos e também não tenho o costume de lê-los, mas acho essa capa bem bonita e parece ser uma história ótima de investigação, daquelas que deixa o leitor preso até o fim. Já vou recomendar o livro pra uma amiga que adora essas obras policiais!

    xx Carol
    https://caverna-literaria.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  19. Olá,
    Esse livro ta na minha listinha, e nossa quero muito lê-lo. Strike entrou no meu top de detetives favoritos (acredite eu tenho uma lista hahaha) e Robin me conquistou aos poucos, quero ler muito este!

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderEliminar
  20. Oi, Ivy!
    Engraçado que nenhum dos outros dois livros da série eu tive muita vontade de ler, porque o pessoal fala muito dos pontos negativos.
    Mas esse me fisgou.
    A história da perna, dos fantasmas do passado e tudo o mais me deixou bem curiosa.
    E que bom que você gostou desse volume.
    Agora estou com vontade de ler todos.
    Bom saber que tem mais um vindo por aí.

    Beijoooos

    Teca Machado
    www.casosacasoselivros.com

    ResponderEliminar
  21. Oi Ivy!
    Gostei de ler sua resenha!
    Eu ainda não li esses policiais da Jk Rowling, mas devem ser muito bons! Teria problema se eu começasse a ler por esse livro?
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderEliminar
  22. Oi Ivy,

    Confesso que as tramas desse livros da J.K. não me chamam atenção a ponto de ler, e eu gosto muito de suspense.
    Fico feliz em saber que esse livro foi melhor que o outros e te agradou.
    Quem sabe mais para frente não me bate a vontade de ler, mas por enquanto ela não apareceu.

    Bjs e uma ótima noite!
    Diário dos Livros
    Conheça o Instagram

    ResponderEliminar
  23. Olá, tudo bem? Olha não sei que teria essa paciência toda, para só no terceiro livro me encontrar na história hehe Apesar de adorar a J.K.Rowling, acho que ainda não estou preparada para ler esses livros dela. Quem sabe, futuramente?! Sua resenha está maravilhosa!
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com

    ResponderEliminar