(Review 294) - 36 perguntas que mudaram o que sinto por você

em 29 de junio de 2019

Título original: 36 questions that changed my mind about you
Autor: Vicki Grant
Editora: Galera Record (Brasil) / Running Press Kids (USA) / Destino (Espanha)
Páginas: 246
Ano de Publicação: 2017 (EUA) / 2019 (Brasil)
Gênero: Romance Juvenil
Valoração: 

Inspirado por um estudo real de psicologia, popularizado pelo The New York Times e a coluna Modern Love. 
Hildy e Paul têm as próprias razões para participar de um estudo do departamento de psicologia da universidade local que te o intuito de "facilitar uma proximidade pessoal e, talvez, resultar em um relacionamento". 
O experimento consiste em 36 perguntas, algumas inofensivas, como Quando foi a última vez que cantou sozinho?; outras nem tanto, como Qual sua mais terrível memória? As questões ajudam os dois a desnudar para o outro - e para si mesmos - sentimentos muitas vezes reprimidos. 
Segredos são revelados; vulnerabilidades expostas. Hildy e Paul chegam ao fim do questionário entre risos e lágrimas, e baiacus voadores! Mas a pergunta mais importante permanece: eles se apaixonaram?


Minha opinião:

36 perguntas que mudaram o que sinto por você me despertou a curiosidade justamente por apresentar uma estrutura e proposta diferentes do que já li, o livro todo é baseado em uma experiência verídica, 36 perguntas feitas à dois desconhecidos. É possível se apaixonar?

Eu gostei do livro, ele começa de maneira bem leve e aos poucos vai nos introduzindo nos segredos e dramas dos dois protagonistas, Hildy e Paul mas, apesar de ter uma proposta interessante e uma narrativa bem jovial, a história em si me deixou bastante fria. Não consegui sentir conexão com Hildy ou com Paul, foi um casal de personagens bem simpático, crível até, porém faltou carisma e principalmente, faltou mais desenvolvimento à respeito do entorno deles. Grande parte do livro é apenas uma troca de perguntas e respostas entre ambos, onde eles vão deixando escapar um detalhe ou outro, e talvez por não haver um desenvolvimento maior na rotina de ambos, o leitor se sente um pouco desapegado ao que se passa na história. Até chegamos a ser testemunhas de alguns momentos da vida de Hildy, mas não é suficiente pra que a gente se apegue ou conheça seus amigos e família, sendo assim, mesmo acompanhando alguns momentos de Hildy, me sentia vazia, como que contemplando uma completa desconhecida não tão interessante.
Além disso, a maneira como Hildy praticamente do nada já se enxerga apaixonada por Paul soou um pouco forçada. Eu ando bem saturada de amores instântaneos e esperava uma história diferente, um amor mais bem elaborado, pausado.

Outro detalhe que acabou me desagradando foi a falta de surpresas. A narrativa é bem linear e a trama acaba sendo bastante previsível. Já na metade do livro eu consegui intuir exatamente o que aconteceu com a família de Paul e também o drama vivenciado pela família de Hildy, a autora até que tentou criar um suspense, mas a narrativa era tão óbvia que o leitor acaba lendo fácil nas entrelinhas o que está acontecendo e o final, que deveria ser mais emocionante, acabou sendo morno, porque já sabia 80% do que iria acontecer.

Apesar dos percalços que tive, tenho que elogiar a idéia geral de Vicki Grant. Não é fácil escrever um livro onde mais de 60% da trama se centra em apenas dois personagens debatendo entre si. As chances de se tornar extremamente maçante são grandes e, embora eu me sentisse desconectada com a história, achei no geral uma leitura rápida e muito leve, aquele tipo de livro fácil, despretensioso porém morno.

Concluindo...

No geral, a idéia por trás de 36 perguntas que mudaram o que sinto por você é bem original mas, faltou algo para que a história se tornasse atraente de verdade para o leitor. Acredito que a grande falha foi a autora não ter focado mais nas vidas paralelas de Hildy e Paul, em suas rotinas, em algo que nos permitisse entender melhor os personagens e seus entornos, suas vidas. A trama até que é realista, os dramas e conflitos de Hildy e Paul não se resolvem em um passe de mágica e eu agradeço que a autora tenha tido esse discernimento, agregando esse realismo, mostrando que nem tudo na vida pode ser consertado como que por magia, mas, infelizmente, o livro não funcionou pra mim, já que acabou me deixando com a sensação de uma trama que tinha um potencial pra se tornar hilária, doce e divertida, mas que ao final deixou a desejar, se tornando desinteressante.

" Vou te ensinar uma coisa. O amor é como qualquer outra coisa. Você vai fazer besteira algumas vezes até acertar. Só não deixe de errar com vontade. Do contrário, não vale nada."


Vicki Grant é autora e roteirista premiada. Mora na Nova Escócia, que é tão bonita quanto parece. Ela adora ler, viajar, chatear os filhos e caminhar por uma certa praia de areia branca. Tem dutos lacrimais pequenos, então as pessoas com frequência acham que ela está chorando, quando na verdade não está. 

Web Page Oficial: www.vickigrant.com

Twitter: Vicki Grant



Até a próxima, 


Ivy

7 comentarios:

  1. Olá adorei a postagem, este será um dos próximos livros que irei ler, achei interessante saber um pouco mais sobre ele!

    ResponderEliminar
  2. Olá, Ivy.
    Que pena que o livro não funcionou com você. Eu gostei bastante dele. Achei meio morno no meio, mas acho que o começo e o final compensou. E não me importo com livros que já sei como vai terminar. Se fosse assim não amaria romances de época hehe.

    Prefácio

    ResponderEliminar
  3. Oi Ivy! Pena você não ter curtido, comigo funcionou bem e achei a história adorável. Eu gostei da forma que as perguntas foram revelando os personagens e dando forma para a história. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderEliminar
  4. Oi Ivy,

    Que pena que o livro não te cativou tanto. Eu gostei da trama e apesar de algumas ressalvas que fiz sobre os personagens também e o contexto, no geral foi uma boa leitura. Não é um dos meus favoritos, mas também não desgostei.

    Bjs e um bom fim de semana!
    Diário dos Livros
    Conheça o Instagram

    ResponderEliminar
  5. Esse teste eu fiz com minha esposa e a gente acabou chorando 😂
    Eu fiquei bem curiosa pra ler esse livro e tem muita coisa bonita nele, apesar de gente falando que ele não é tudo isso sabe?!
    Eu vou procurar esse livro na amazon e eu quero muito ler ele, ele parece ótimo! Amei sua resenha!

    ResponderEliminar
  6. Oi Ivy!
    Eu vi uma resenha super positiva desse livro no blog da Nizz e confesso que ela me animou a conhecer. Achei o romance fofo e parece super leve e gostoso de ler. Ainda nao decidi, mas mantenho-me curioso, apesar das suas ressalvas.

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  7. Poxa que pena que o livro não funcionou pra você.Já eu amei esse livro, apesar de não acreditar muito que 26 perguntas fariam duas pessoas terem um relacionamento, achei a trama muito fofa e divertida.
    beijos

    ResponderEliminar