(Review 313) - Filho Dourado (Red Rising #2)

em 21 de agosto de 2019

Título original: Golden Son
Autor: Pierce Brown
Editora: Arthur A. Levine Books (USA) / Globo Alt (Brasil)
Páginas: 297
Ano de Publicação: 2015 (EUA) / 2019 (Brasil)
Gênero: Ficção Científica / Distopia
Saga: Red Rising 
1. Fúria Vermelha (Red Rising) 
2. Filho Dourado (Golden Son) 
3. Estrela da Manhã (Morning Star)
Valoração: 

A esperada sequência de Fúria Vermelha põe novos adversários e desafios terríveis no caminho de Darrow. 
Dois anos após a conclusão do Instituto, o jovem descobrirá que se infiltrar na elite da sociedade e destruí-la por dentro é mais difícil do que parece. Sua primeira vitória atraiu novos inimigos que usam a intriga e a política em vez de armas. E ele terá que aprender a combatê-los. 
Filho Dourado figurou na lista dos mais vendidos do The New York Times e colocou Pierce Brown entre os jovens autores promissores de ficção científica da atualidade. A mistura de crítica social, ação, distopia e cultura pop que conquistou os leitores em Fúria Vermelha vai além no segundo volume. Novos personagens entram em cena, as disputas chegam a novos pontos do sistema solar. O autor criou uma trama emocionante e cheia de reviravoltas que prendem o leitor até a última página. 
Pierce Brown criou um universo fascinante que mistura viagens espaciais, colônias interplanetárias e alta tecnologia com a mitologia grega. O primeiro volume da trilogia, Fúria Vermelha, será adaptado para o cinema por Marc Forster, diretor de Guerra Mundial Z. 


Minha opinião:


Filho Dourado é a segunda parte da trilogia Red Rising, cujo primeiro volume, Fúria Vermelha, me surpreendeu demais.

Esta segunda parte continua mantendo o bom ritmo do volume anterior, porém, aqui a trama muda bastante, pois Pierce Brown expande mais seu universo levando o leitor até a Lua para nos apresentar novos personagens, novos vilões e novas ameaças que se apresentam nos caminhos do protagonista, Darrow.

Após disputar obstáculos e enfrentar disputas desumanas na Academia, Darrow agora faz parte do clã de Augusto au Nerón, o poderoso governador de Marte responsável pelos crimes que mudaram a trajetória de Darrow quando ainda era um vermelho sem quase nenhum direito.  Porém, estar no clã Augusto não garante sua segurança, sua cabeça está a prêmio e seu antigo melhor amigo, Casio au Belona, espera pela oportunidade de se vingar pela morte do irmão, Julian. Dentro do próprio clã de Augusto há traidores, conspiradores, pessoas dispostas a boicotar o jovem. Sua maior aliada, Mustang, agora se afastou e prefere exercer diplomacia na Lua, ao lado da poderosa Octavia au Lunne, e o mais leal companheiro, Sevro, também está em Plutão, distante demais para proteger Darrow. Sozinho, Darrow terá que dar o pontapé inicial para uma guerra civil a fim de derrubar a Sociedade dos Ouros, além de escapar da morte que parece espreitar os caminhos de Darrow à todo instante. Os Filhos de Ares, os revolucionários que recrutaram Darrow, parecem estar em silêncio e se sentindo cada vez mais sufocado, Darrow vai experimentar a ascensão e a queda numa quantidade de vezes maior do que o leitor está preparado pra testemunhar.

Todo mundo me dizia que Filho Dourado era ainda melhor que Fúria Vermelha. Eu, ainda assim, fui com certo receio. Trilogias geralmente apresentam um segundo livro mais monótono.... Pois com Filho Dourado todos os meus receios cairam por terra e me peguei vibrando e sofrendo em cada página dessa trilogia que, até aqui, tem se mostrado impecável.

Furia Vermelha foi brutal, caótico, cheio de mortes e lutas, horrores e testes impossíveis. Já Filho Dourado é um livro mais focado na parte política desse universo genial criado por Pierce Brown. Filho Dourado é um livro de estratégias, de traições e complôs, de alianças duvidosas. Mas não pense que isso o torna mais lento que seu antecessor. Filho Dourado consegue ser uma sequência inteligente, que torna a história de Red Rising muito mais complexa e nos entrega personagens mais bem trabalhados, melhor delineados. Aqueles que já conhecíamos da primeira parte aqui mostram mais de si mesmos, mostram seus lados mais obscuros e secretos e esbanjam facetas até então desconhecidas. Junte-se a isso os novos personagens que entram, que chegam pra somar e tornar a trama ainda mais dinâmica e imprevisível.

Todos os personagens evoluíram bastante nessa segunda parte e o que mais gosto é do caráter duvidoso de cada um aqui. Ninguém é simples nesta trilogia e nem essencialmente bom ou mal. O próprio protagonista Darrow muitas vezes peca por ser arrogante e ambicioso demais, mas é justamente essas virtudes e defeitos que tornam esse protagonista tão envolvente aos olhos do leitor. Os outros personagens todos também se mostram necessários à trama, completos. Achei incrível a capacidade de Pierce Brown em criar tantos personagens diferentes entre si e cada um alcançando certo destaque nos momentos cruciais, dividindo espaço com o próprio protagonista em grande parte das vezes.

O final de Filho Dourado foi um final como há muito não via. É aquele tipo de final que deixa a gente meio catatônico, sabe? Em estado de choque, se recusando a pensar em mais nada. Acho que foi um dos finais mais inteligentes e angustiantes que já li em uma segunda parte de trilogia, e isso é dizer muito.

Concluindo...

Se você ainda não leu Fúria Vermelha, corre e leia! Essa é uma daquelas trilogias cuja história vai só crescendo, surpreendendo, cheia de emoção e reviravoltas pra ninguém colocar defeito. Além das mil surpresas que a trama traz, essa segunda parte também se torna um deleite ao nos trazer personagens bem trabalhados críveis e intensos, cheios de intenções ocultas que se revelam como bomba na hora que a gente menos espera. Uma segunda parte simplesmente impecável, que apresenta um final de arrepiar, elevando ainda mais as expectativas pra Estrela da Manhã, o desfecho da trajetória de Darrow, seus aliados e seus muitos inimigos.

"Não deveria ser assim. Os Ouros possuem tudo e ainda assim exigem sacrifícios inclusive entre eles mesmos. Este lugar é podre. Este império está perdido. Devora seus reis e suas rainhas com a mesma fome com que devora aos desafortunados que trituram sua terra."


"Para muitos de vocês, este planeta é vosso lar, então, destruam a praga que o corrói desde dentro. E quando a glória do dia chegue ao seu fim, quando vocês limparem o sangue de vossas espadas e entregarem os panos à seus filhos e filhas para que recordem que formamos parte de uma das mais grandiosas batalhas desde a Queda da Terra, lembrem-se que vocês criaram seu próprio destino."
Pierce Brown é um jovem autor americano que atualmente vive em Los Angeles. Cursou ciências políticas e economia na faculdade e trabalhou como analista de redes sociais em uma startup de tecnologia e nas redes de televisão NBC e ABC, enquanto tentava escrever livros em seu tempo livre. Fúria Vermelha é seu livro de estréia. 

Web Page oficial: https://www.piercebrown.com/

Twitter: Pierce Brown






Nos lemos, 

Alice

16 comentarios:

  1. Parece um livro de perseguição com um toque das tragédias de Shakespeare onde tem picuinha envolvendo famílias, amigos... posso estar errada, claro.
    Já ouvi falar de Red Rising mas não tinha procurado saber mais sobre. Me pareceu um livro bem agitado do começo ao fim, mesmo sendo uma sequencia. Eu super leria <3

    Abraço,
    Parágrafo Cult

    ResponderEliminar
  2. Gostei da resenha Alice. Não é o tipo de gênero que eu mais gosto, mas achei a trama bem articulada. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderEliminar
  3. eu não li o primeiro, mas eu vi a capa dele esses dias num sebo daqui e fiquei apaixonada.
    Eu não sou muito adepta de ficção cinetifica, mas adoro distopia, então acho que vale a pena tentar a leitura, vou comprar o primeiro pra ver se vai! Amei a resenha!

    ResponderEliminar
  4. Olá tudo bem? A obra parece ser bem atrativa mais detesto ficção cientifica, por algum motivo nunca me dei bem com esse tipo de literatura, enfim preciso mudar essa questão quem sabe um dia dou uma chance ao livro.

    ResponderEliminar
  5. Oi, tudo bem? Me parece ser um livro maravilhosamente bem escrito. Sendo uma sequência é bem capaz de o final ser surpreendente como foi o que você citou. Fiquei muito curioso. Abraços!

    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  6. Olá, Alice.
    Essa trilogia está nos meus desejados desde que lançou, mas ainda não consegui comprar. Cadê que baixa o preço ou aparece alguma promoção hehe. Mas um dia lerei. Ainda mais depois dos seus elogios. É dificil encontrar histórias inteligentes por ai hehe.

    Prefácio

    ResponderEliminar
  7. Oi, Alice!
    Essa trilogia está na minha lista de leituras desde que foi lançada, mas ainda não comecei, acredita? Só vejo elogios sobre ela e sua resenha não foi diferente. Espero ler em breve.
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderEliminar
  8. Oi, Alice!
    Eu quero muito ler essa trilogia, mas o autor já está até lançando uma espécie de spin-off.. calma lá, amigo
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderEliminar
  9. Que bom que a leitura vai evoluindo e continuando viciante, eu conheço o primeiro livro, mas ainda não li. No momento estou evitando séries, mas esta é uma que quero ler, um dia.
    Bjos
    Vivi
    http://duaslivreiras.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  10. Eu ainda não consegui ler o primeiro livro hahahahah
    Preciso correr nas minhas leituras porque estou bem empolgada com essa história.

    Sai da Minha Lente

    ResponderEliminar
  11. Eu ainda não li o primeiro. Na verdade, não terminei. Parei nos 20% dele e gostei muito. Parei por não estar muito no clima de uma ficção tão densa como essa.

    Beijos,
    Blog Diversamente

    ResponderEliminar
  12. Eu li Fúria Vermelha, mas não foi uma experiência lá muito boa, achei boa parte muito arrastado (pra mim, claro), então acabei nem tentando o resto da trilogia. Que bom que você achou que a história evolui!

    ResponderEliminar
  13. Eu gosto muito das suas considerações porque você sempre nos apresenta ótimos argumentos para nos convencer de que a história realmente vale a pena, dessa vez não foi diferente. Esse não é um genero que tenho o hábito de ler mas a sua resenha definitivamente me despertou a curiosidade.

    ResponderEliminar
  14. Olá,
    Estou enrolando uma vida pra ler essa série, mas agora me empolguei. Só de saber que as continuações são tão boas me anima bastante. Não sabia da adaptação, achei bem legal.

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderEliminar
  15. Olá

    eu tinha o primeiro livro e não lembro se deem ou vendi.
    Acho que cometi um grande erro após ler suas resenhas haha
    Vou comprar logo os três de uma vez.

    Me diz uma coisa: Você que faz essas montagens de personagens e afins que tem em suas resenhas?

    Ficam maravilhosas *_*

    Beijos

    ResponderEliminar
  16. Oi, Alice!
    Eu necessito!! Ainda não li e morro de curiosidade, mas depois de ler essa sua resenha a curiosidade triplicou. Parece ser o tipo de leitura que me agradaria.

    ResponderEliminar