(Review 319) - Você (You #1)

em 4 de septiembre de 2019

Título original: You
Autor: Caroline Kepnes
Editora: Rocco (Brasil) / Atria (EUA) / Planeta (Espanha) 
Páginas: 384
Ano de Publicação: 2014 (EUA) / 2018 (Brasil)
Gênero: Thriller / Suspense Psicológico
Saga: You
1. Você (You) 
2. Hidden Bodies
Valoração: 

Best-seller do The New York Times, o romance de estréia de Caroline Kepnes ganhou elogios de escritores do calibre de Stephen King e Sophie Hannah, além de resenhas estreladas, e deu origem a uma série de TV homônima. Não é para menos. Hipnótico, assustador, brilhante, são alguns dos adjetivos usados para descrever este thriller sobre um amor obsessivo e suas perigosas consequências. 
A trama tem início quando Guinevere Beck, que deseja ser escritora, entra na livraria do East Village onde Joe Goldberg trabalha. Bonita, inteligente e sexy, Beck ainda não sabe, mas é a mulher perfeita para Joe, que, a partir do nome impresso no cartão de crédito de sua cliente, passa a vasculhar sua vida na internet e a orquestrar uma série de eventos para garantir que ela caia em seus braços, fazendo com que tudo pareça obra do acaso. À medida que o romance entre os dois engrena, porém, o leitor descobre que Beck também guarda certos segredos e os desdobramentos desse relacionamento mutuamente obsessivo podem ser mortais. 



Você é a estréia de Caroline Kepnes e já arrebatou um número imenso de leitores que se sentiram presos nessa história de loucura e obsessão que Kepnes construiu de maneira pausada e inteligente. Confesso pra vocês que não esperava uma história tão perturbadora e talvez seja o realismo da situação toda o que mais me tenha deixado chocada porque veremos: o que Joe faz não é humanamente impossível. Além disso, ele é um sujeito comum, alguém que a gente poderia ver na rua e jamais suspeitar e essa sensação de falsa segurança que o livro explora é o que mais deixa a gente apreensivo enquanto lê.

Joe Goldberg viu Guinevere Beck entrar na livraria apenas uma vez e esse foi o gatilho para que ele ficasse obcecado pela garota. A exposição excessiva de Beck nas redes sociais acabou alimentando ainda mais a fixação de Joe pela garota e, a entrada definitiva dele em sua vida foi apenas um passo à mais, já que quando Joe entra na vida de Beck ele já está munido de todas as informações que precisava para se tornar um personagem, alguém que fosse "o que Beck gostaria que ele fosse". Joe não desiste nunca, não se abala e alimenta sua loucura com todo tipo de justificativas malucas onde ele se convence de que é correspondido, de que Beck necessita dele, e de que ele é de certa forma especial. Que ele e Beck são "perfeitos" um para o outro. E por causa dessa crença inabalável de que são "perfeitos" juntos, Joe vai até as últimas consequências, sendo capaz de matar aqueles que se colocam no caminho, sempre justificando-se de alguma maneira, transformando-se na vítima, quando ele é na verdade, o agressor. 

Minha Opinião:

A narrativa é tão inquietante porque quem nos conta tudo é o Joe, então é como fazer uma viagem dentro de uma mente doente, completamente psicótica. Não dá pra torcer pelo Joe, não dá pra tentar entender o que ele faz. É estranho e repugnante a maneira como ele pensa e age, os limites que ele cruza são típicos de um psicopata e eu achei essa veracidade com que Kepnes vai narrando a história um dos pontos altos. A autora convence o leitor sobre Joe. Ela consegue explorar toda a loucura e obsessão do rapaz. É como se ela descifrasse pra nós o mais oculto de uma mente perturbada como a dele, e eu achei brilhante como ela vai permitindo que Joe cresça cada vez mais na sua loucura, como a autora nos mostra o quanto tudo se torna fácil e acessível uma vez que a pessoa foca a sua energia toda em um único alvo.
Joe só tem tempo e mente para Beck. E isso fica claro durante a leitura, a história toda é convincente, real e angustia a gente porque eu queria que Beck visse, percebesse logo o que estava acontecendo, mas o Joe era sempre tão sutil que dava pra entender porque ela não notava os detalhes nas entrelinhas do comportamento do seu dedicado admirador. 

É verdade que a Beck também é meio perturbada e também tem a mente distorcida. Mas o que ela tem de exibicionista e narcisista não dá nem pra comparar com o que o Joe tem de maluco e stalker. Os outros personagens que ganham destaque, como Benji, o ex-namorado, e Chana, a melhor amiga, são igualmente intensos e problemáticos, meio quebrados e meio fingidos, vivendo uma vida de hipocrisia. 
Caroline Kepnes brinca muito com isso, essa falsa realidade escancarada nas redes sociais. Ela traz personagens que posam perfeitos em suas fotos e posts e de repente escancara os monstros dentro do armário de cada um deles e o leitor se sente preso numa rede estranha de mentiras. 

O interessante desse livro é que ele não tem momentos de altos e baixos, a narrativa é linear e não muda. O livro todo mantém o mesmo ritmo, e embora Joe vá abusando cada vez mais e forçando a barra sempre, a impressão que dá desde o início é a mesma que se mantém até o final. A narrativa não perde o tom e nada se torna certo ou facilmente solucionado como um livro de finais felizes. Você traz uma história pra assustar e também pra fazer a gente refletir sobre o uso e a exposição exagerada de nossas vidas nas redes sociais. Você vem pra perturbar, pra tirar a gente da zona de conforto, e o linguajar usado por Kepnes, desde suas girias, palavrões e ironias, nos faz sentir a história ainda mais verdadeira e mórbida através dos olhos de Joe.

Concluindo:
Eu gostei de ler Você porque é aquele tipo de thriller psicológico que não nos faz duvidar de nada. Joe faz coisas horríveis e absurdas, e consegue deixar o leitor surpreendido. Você traz uma trama bem realista, cheia de personagens obscuros, que gostam de literalmente varrer a sujeira pra debaixo do tapete e viver de imagem apenas, e isso assusta um pouco porque é um livro que nos faz refletir bastante sobre como as aparências enganam e como nem sempre o que julgamos inofensivo realmente é. Achei a leitura super válida, por ser atual e moderna, de uma maneira intensamente realista.

"-Mentiras não pavimentam o caminho para a alegria. E se há uma coisa que aprendi em quase cinquenta anos neste planeta é o seguinte: se você não começa com um amor louco, o tipo de amor sobre o qual Van Morrison canta, então você não tem força para a distância toda. O amor é uma maratona, Danny, não uma prova de velocidade".


"E mais uma vez não consegue resistir a mentir, a roubar algum dinheiro no tabuleiro do Monopoly quando os outros jogadores saíram. Você é pilantra, até o osso, uma restauradora, e eu a admiro, Beck. Você nunca para de fazer melhorias na sua vida. Você tem carisma. Você tem visão".
Caroline Kepnes é uma autora americana, nascida em Hyannis, . Seu primeiro livro, "You" foi indicado ao CWA New Blood Awards, foi traduzido em 19 idiomas e recentemente deu origem a uma série, protagonizada por Elizabeth Lail (Once Upon a Time) e Pen Badgley (Gossip Girl).
Atualmente ela divide seu tempo entre Los Angeles, na California e Cape Cod, Massachusetts. 


Twitter: Caroline Kepnes





Até a próxima, 


Ivy

13 comentarios:

  1. Oi, tudo bem? Que resenha bacana. Essa obra é bastante perturbadora, eu amo obras com essa temática. Dica anotada, mais um livro para minha lista. Abraços!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  2. Oi Ivy!
    A serie em si nao me chamou atenção o livro menos ainda. Nao gosto muito de tramas pegadas nessa vibe entao acabo deixando passar bastante. Mas e bom saber que a obra original mantem a qualidade que a serie apresentou. Muita gente falou super bem.

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  3. Oi, Ivy
    Eu acho bizarro esse povo que acha que faz as coisas em nome do amor. Me dá agonia ler algo do tipo, fico realmente revoltada. Eu assisti alguns episódios da série e até gostei, mas não sei se leria o livro. Não é meu gênero sabe? Acabaria abandonando. Mas é bom que a leitura foi prazerosa para você.
    Beijo!
    P.S. Arrumei o link do questionário!
    Te convido a responder meu questionário para o TCC, vai ajudar muito! RESPONDER
    Capítulo Treze
    INSCREVA-SE NO CANAL
    Sorteio de aniversário dos blogs O que tem na nossa estante e Balaio de Babados

    ResponderEliminar
  4. Oi, Ivy!
    Não vou ler o livro, mas quero muito terminar de ver a série. Esse Joe não é normal e isso é fato em qualquer lugar
    Beijos
    Balaio de Babados
    Sorteio de aniversário Balaio de Babados e O que tem na nossa estante. Participe!

    ResponderEliminar
  5. Oi Ivy, tudo bem?
    Assisti somente à série, mas gostei bastante. O complicado é acompanhar tão de perto os delírios e os pensamentos doentios e distorcidos do Joe, isso sugou bastante minha energia (talvez por isso tenha evitado o livro).
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderEliminar
  6. Olá, Ivy.
    Eu não sabia que tinha o livro quando assisti a série e como acabei vendo primeiro acho que não vou querer ler porque já não tem mais surpresas. Mas achei a série bem boa e fiquei besta de ver o quanto de pessoas que ficou meio que torcendo pra ele poque a garota era "errada" também. Como se uma coisa justificasse a outra.

    Prefácio

    ResponderEliminar
  7. Oi Ivy,

    A série foi bem falada quando saiu e só descobri que tinha o livro depois dela.
    Confesso que a premissa não me atraiu a ponto de ler, mas fico feliz que tenha gostado da leitura.

    Bjs e uma boa semana!
    Diário dos Livros
    Conheça o Instagram

    ResponderEliminar
  8. Oi Ivy! Eu tentei a série e não deu certo para mim e por fim acabei desistindo também de ler o livro. Pode até ser que a obra escrita me agradasse mais, mas eu acabei me afastando da história pela má experiência com o seriado. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderEliminar
  9. Deve ser uma grande tesão ler esse livro porque só de saber a história da série eu fiquei instigada! Parece uma ótima leitura para quem gosta do gênero!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderEliminar
  10. Oi, Ivy!
    Já assisti a série completa na Netflix, estou com o livro na minha lista de desejados. Imagino que os sentimentos aflorados em mim ao assistir irão triplicar durante a leitura do livro. Parece ser um thriller muito intenso.

    Beijos
    Construindo Estante || Instagram

    ResponderEliminar
  11. Oi Ivy.
    Eu ainda não conhecia você livro, mas vou começar a série em breve. Gosto de saber que a abordagem dos personagens é bem feita, e que ninguém é perfeito. Acho irritante quando os autores conseguem dar ênfase aos erros de ambos os lados.
    Beijos.
    Blog: Fantástica Ficção

    ResponderEliminar
  12. Eu só assisti a série e fiquei totalmente viciada, imagina o livro?! Vendo sua opinião eu achei ótima, parece que prende ainda mais atenção e conquista ainda mais. Já quero!

    Beijos,
    Blog PS Amo Leitura

    ResponderEliminar
  13. Eu não consegui ler este livro ainda, mas assisto a adaptação na Netflis assim que saiu e gostei. Tanto que não vejo a hora de sair a 2 temporada. Gostei de estar na cabeça perturbada do Joe e mais do que isso, ver que TODOS os personagens tinham seu lado obscuro.

    Sai da Minha Lente

    ResponderEliminar