(Review 320) - Lendo de cabeça para baixo

em 6 de septiembre de 2019

Título original: Reading Upside Down (EUA) 
Autor: Jo Platt
Editora: Canelo (EUA) / Editora Rocco (Brasil)
Páginas: 287
Ano de Publicação: 2016 (EUA) / 2019 (Brasil)
Gênero: Chick Lit
Valoração: 

A felicidade parecia estar batendo à porta de Rosalind Shaw naquele que deveria ser o dia mais feliz da vida dela. Abandonada no altar, sem qualquer explicação ou justificativa, a jovem mergulha numa depressão sem fim, daquelas de passar dias e dias largada à frente da TV, sem força para sair do sofá. Até que um dia seu amigo Tom propõe que ela se torne co-proprietária de uma loja de livros antigos, numa cidade do interior. Ro aceita a proposta e se torna sócia de Andrew, o amigo reservado de Tom, e conhece novos amigos, capazes de mudar a vida dela para sempre. Uma história leve e divertida sobre sentimentos feridos e mal-entendidos, equívocos e perdões.


Lendo de cabeça para baixo é simplesmente lindo, cativante e bem escrito, um chick-lit com personagens engraçados e carismáticos que fazem a gente sorrir, suspirar e desejar abraçar cada um deles, de tão reais e humanos que cada um deles se torna com passar das páginas.
Esse é um livro com altas doses de alto astral, fofurice e momentos de sorrisos roubados, escrito com uma narrativa cheia de sensibilidade, que me deixou completamente imersa e fascinada por essa história.

Rosalind Shaw foi abandonada no altar por Marcus, e o pior de tudo é que depois disso ele sequer foi capaz de explicar os motivos de uma decisão tão drástica. Sendo assim, óbvio que Ros ficou um caco. Ela perdeu o emprego, emagreceu demais e ficou deprimida, mas com o apoio incondicional da família e dos amigos, Ros conseguiu seguir adiante e se mudou de cidade, foi para St. Albans ser sócia em uma livraria, a Chapters, onde administra ao lado de Andrew, um sócio que, embora seja bem centrado e calado, acabou se tornando um grande amigo. Além dele, há Joan e Georgie, funcionárias do local, mas lá na Chapters todo mundo acabou mesmo se tornando uma espécie de família e Ros encontrou um porto seguro ao lado de pessoas em que pode confiar, rir e chorar. 
Ros nem quer pensar em amor por enquanto. O trauma do casório desfeito ainda ecoa na mente dela, e é difícil até mesmo pensar em perdoar; mas, às vezes, o amor vai aparecendo por acaso, do outro lado da cerca mesmo, e por mais que ela tente evitar, as muitas coincidências, acasos e casualidades da vida acabam sempre trazendo seu vizinho bonitão, Daniel, para pertinho dela. Mas será que Daniel está interessado? Ele é tão popular com as mulheres e poderia ter quem quisesse. Além disso, antes de mirar no próximo alvo, Ros tem que se redescobrir, se aceitar e entender que a vida, na maioria das vezes, escapa do controle da gente.

Minha opinião:

Rosalind foi uma das melhores protagonistas que li neste ano.. Ela é calorosa e engraçada, sem ser uma tonta. Ros é inteligente pra caramba, amiga pra muitas horas, sensível e às vezes um pouco dramática, e me peguei torcendo por ela e por seu vizinho deus grego, Daniel, durante toda a leitura.
Há também personagens secundários espetaculares, que colocam seu grão de areia para que a trama seja inesquecível e sem eles, nada teria sido tão bom. Ri demais com a louca da Joan e seu Bobby, que são tão excêntricos que se tornam aquele tipo de personagem que a gente fica querendo que fosse real, e meu afeto ficou com Andrew e Georgie, dois personagens que de início não apitavam muita coisa, mas foram crescendo na trama e me ganharam pois se revelam mais do que apenas coadjuvantes, tanto Andrew como Georgie vão ganhar suas próprias histórias e, especialmente Georgie, surpreende por sua força interior, já que sua trajetória acaba sendo cheia de altos e baixos, vitórias incontestáveis e uma mensagem tocante pra gente perdoar e se aceitar como é, e seguir em frente.

Eu não queria que esse livro terminasse. A história foi tão boa e cheia de brilho que me deixou nostálgica depois de ler a última página. 
Importante dizer que Lendo de cabeça para baixo não foca na deprê de Ros e muito menos no período pós casamento desfeito da garota. Eu achei interessante que Jo Platt optou por narrar bem pouco deste início, já trazendo Ros de mudança para St. Albans e pronta para um recomeço. Esse detalhe da autora deixar de lado o dramalhão pra focar no recomeço, em passar ao leitor uma mensagem positiva e encorajadora de seguir adiante foi certamente o fator que me fez amar esse livro.
Lendo de cabeça para baixo poderia ter abusado do drama e do chororô, mas Platt preferiu trazer sorrisos, preferiu nos apresentar personagens cheios de carisma e graça, que com delicadeza sofrem mas dão a volta por cima também. 

Outro ponto positivo é que não há estereótipos ou clichês aqui, e isso me surpreendeu tanto! Ros não é a chorona e nem a coitada, ela é super engraçada e genuína. E o Daniel, príncipe encantado com direito a galochas e barba mal feita, ele é lindo e desejado, mas foge do estilo garanhão ao ser também autêntico e muito doce. Aliás, de galã ele divide o pódio com o Andrew, que é o melhor amigo bonitão que também possuí qualidades infinitas.

Eu fico tão frustrada escrevendo essa resenha porque sinto que tudo o que eu disser ainda não será suficiente pra deixar claro o quanto amei esse livro, o quanto todos deveriam ler e dar uma oportunidade pra esta história mágica e o quanto esses personagens me arrebataram, seja através de um sorriso, seja através de um suspiro.

A narrativa de Jo Platt é tão leve. Platt sabe o momento de contar piadas e abusar do humor, mas também sabe onde e quando lançar uma pitadinha de drama e expectativa, para manter o leitor sempre fisgado. 
Esse é um livro que, apesar de trazer um romance docinho, transmite mais que tudo a história de amizades verdadeiras, a trajetória de quatro pessoas dentro de uma livraria que dividem suas mágoas, angústias e alegrias com sinceridade e afeto. Lendo de cabeça para baixo é um hino aos verdadeiros amigos, que estão contigo para todas as horas, aqueles tão raros de se encontrar e acho que aí, na amizade retratada, que reside a grande magia desse livro e que nos faz amá-lo porque ele se propõem a ser muito mais do que apenas um romance. 

Cabe ressaltar que a Chapters, a livraria onde os personagens trabalham, não adquire grande importância, já que o foco do livro está nos relacionamentos,e não na livraria em si, mas ainda assim, as curtas descrições de Jo sobre a livraria acabam sendo um deleite para qualquer amante dos livros lendo a obra. 

Concluindo...

Enfim, Lendo de cabeça para baixo foi uma grande surpresa, um livro que sei que vou querer reler daqui um tempo, porque deixou uma sensação gostosa ao fechar suas páginas. Os personagens são maravilhosos e todos possuem uma história bem construída, os protagonistas são muito bons e a trama, pouco a pouco, vai nos fisgando, nos prendendo e nos deixando cada vez mais apaixonados pela narrativa leve e jovial de Jo Platt. Espero que a editora se anime em publicar mais livros da autora, Lendo de cabeça para baixo foi uma experiência incrível. 

"Eu sorri de volta, sentindo como se devesse saber o que dizer a seguir, mas tivesse me esquecido de decorar as falas".



"Provavelmente que estou tentando enterrar meus demônios, dizer ao mundo que estou reconciliada com os erros passados, e alguma coisa desse tipo".

 
Jo Platt nasceu em 1968 em Liverpool, na Inglaterra. Atualmente reside em Bristol com seu marido e seus dois filhos. Depois de cursar a Faculdade de Inglês no King´s College London, Jo trabalhou alguns anos como assistente administrativa em uma grande instituição da cidade. Depois de dez anos em Bristol, Jo se tornou mãe e se firmou em empregos de meio período, como professora assistente de pré escola e secretária. Jo já possui quatro livros publicados. "Lendo de Cabeça para baixo" foi sua estréia na literatura. 

Web Page Oficial: http://www.joplatt.co.uk/

Twitter: Jo Platt


Até a próxima, 


Ivy

17 comentarios:

  1. Oi, Ivy
    Eu tinha visto uma resenha que falava que a Ros estava deprimida e isso meio que freou um pouco minhas expectativas, porque não gosto muito de acompanhar personagem que não se deixa permitir sentir as coisas sabe? Mas já estou com outra impressão pela sua resenha e super gostaria de ler a obra, ainda mais com essa capa lindona.
    Beijo
    Te convido a responder um questionário para o meu TCC, é rapidinho e vai ajudar muito! RESPONDER
    Capítulo Treze
    INSCREVA-SE NO CANAL
    Sorteio de aniversário dos blogs O que tem na nossa estante e Balaio de Babados

    ResponderEliminar
  2. Quando eu fico apaixonada por uma história também sinto que, por mais que eu escreva, não consigo dizer tudo que o livro foi para mim. Estranho, né? Veja como uma leitura pode ser mágica e especial em nossas vidas...
    E depois de te ver tão empolgada com esse livro, já fiquei aqui morrendo de curiosidade! Afinal, amo de paixão chick-lit. Esse já foi pra listinha e espero gostar tanto quanto você!

    Beijos!

    ResponderEliminar
  3. Gente, eu to apaixonada na capa desse livro!! É de uma fofura sem fim.
    Bom, adoro quando um livro envolve uma livraria então esse já ganhou pontos comigo. Queria entender o titulo com a história, pois parece dar um clima de comédia para a trama.

    No inicio achei a ideia toda meio Melancia, sabe? Mas ainda bem que logo você foi avisando que o livro não fica focando na tristeza toda da personagem e sim no seu recomeço. E histórias de recomeços são sempre bacanas pois passam uma mensagem ao leitor.

    Silviane Casemiro
    Blogueiras Cansadas@Blogueiras.Cansadas

    ResponderEliminar
  4. Oie,
    Que capa mais fofa, ja gostei. Sua resenha me deixou super curiosa pelo livro, primeira vez que o vejo e já quero ler. Parece ser uma linda história. Amei sua resenha.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com

    ResponderEliminar
  5. Oi Ivy!
    É muito bom quando o livro pega a gente de surpresa e torna a leitura tao impressionante. Nao conhecia mas achei uma fofura só e ja fiquei curioso. Marcarei na minha listinha sem duvidas. Chicklit ja gosto.

    Abraços
    Emerson
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  6. Oi, Ivy!
    Não sei se isso é bom ou ruim, mas a situação da personagem no começo do livro sou eu todinha no final do ano passado hahaha Só por isso, o livro já me cativou. Sua resenha ficou ótima e me deu muita vontade de ler. É tão bom quando dá pra sentir que a pessoa realmente gostou da leitura e esse texto foi uma dessas vezes <3
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderEliminar
  7. Olá, Ivy.
    Eu já tinha lido uma resenha desse livro e fiquei querendo muito ler ele. Mas tinha esquecido de anotar para não esquecer. Anotei agora hehe. O problema dele é o preço que é bem salgado.

    Prefácio

    ResponderEliminar
  8. Adorei sua resenha!
    Ainda não conhecia o livro em questão, mas, pelos seus comentários parece ser exatamente o tipo de leitura que curto!
    Dica anotada <3
    Bjks

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  9. Adorei sua resenha!
    Ainda não conhecia o livro em questão, mas, pelos seus comentários parece ser exatamente o tipo de leitura que curto!
    Dica anotada <3
    Bjks

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  10. ai gente, abandonada no altar e quem salva são os livros, quer maior prova de que a leitura une as pessoas?
    achei interessante a história, fiquei com vontade de ler e que capa mais fofa!

    ResponderEliminar
  11. Gostei da resenha Ivy. Amo chick-lits e o fato da trama se passar em uma livraria e da protagonista não ser uma cabeça de pastel já me deixaram bem interessada. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderEliminar
  12. Oi, Ivi!
    Nossa, parece ser um livro e tanto! Já tem um tempinho que não leio chik lit e fiquei morrendo de amores só com sua resenha.
    Gostei muito da capa também.

    Beijos
    Construindo Estante || Instagram

    ResponderEliminar
  13. Não conhecia o livro mas já corri pro skoob e add a minha lista de desejo. Vc pode ficar tranquila que vc conseguiu sim transmitir o quanto esse livro foi bom para vc e soube destacar os pontos positivos dele. Amei e já estou curiosa para ler. Adoro esse estilo de livro e se esse não tem o foco na parte depressiva do fim do relacionamento e sim no recomeço ele consegue com certeza inspirar todos os leitores. Amei amei amei. Valeu pela dica.

    ResponderEliminar
  14. Olá, tudo bom?
    Nunca tinha ouvido falar deste livro, mas após ler sua resenha ele já entrou para minha lista de desejados, sem nem pensar duas vezes! Adoro um chicklit e saber que este ainda tem uma história super alto astral quando podia abusar do drama, uma personagem principal forte, que cativa o leitor e um enredo envolvente, com personagens que só abrilhantam ainda mais a história me deixou super curiosa! Anotei a dica e mal posso esperar para ler. Já me apaixonei por Daniel e Ros através de suas palavras ♥ rs
    Beijos!

    ResponderEliminar
  15. É incrível quando um livro nos surpreende positivamente, né? Adorei demais sua resenha e confesso que agora fiquei com vontade de ler. O que me deixou ainda mais encantada foi saber que a autora poderia ter colocado muito drama no enredo e preferiu seguir outro caminho. Gostei bastante!

    Beijos,
    Blog PS Amo Leitura

    ResponderEliminar
  16. Oi, tudo bem?
    Ainda não tinha lido uma opinião sobre o livro e gostei das informações que você mencionou. Com certeza quero conferir essa história inteira. Obrigada pela dica e parabéns pela resenha. Fiquei com muita vontade de lê-lo.

    Bjos

    ResponderEliminar
  17. Olá,

    Eu amo livros chick lit, mas não conhecia esse. Adorei a capa e quando fui lendo sua resenha fui ficando com mais e mais vontade de ler. Amei a sua resenha demais!

    Beijão!

    ResponderEliminar