(Review 321) - As Dez-vantagens de morrer depois de você

em 9 de septiembre de 2019

Título original: As Dez-vantagens de morrer depois de você
Autor: Fernanda de Castro Lima
Editora: Editora Verus (Brasil)
Páginas: 250
Ano de Publicação: 2019 (Brasil)
Gênero: Romance Juvenil
Valoração: 

Coisas mágicas acontecem quando a gente se abre para o mundo. 
Gabriela Muniz tem dez desafios a cumprir, um mais desconcertante que o outro. Saltar de paraquedas é só o começo - ela ainda vai ter que distribuir abraços a deesconhecidos, aprender a dançar, cantar para uma multidão, entre outros itens da lista que sua amiga Júlia deixou para ela. A ideia surgiu em uma tarde em que as duas não tinham muito o que fazer: inventar dez coisas para a amiga cumprir caso a outra morresse. E que fossem coisas absurdas, já que, aos dezessete anos, a morte era algo muito, muito distante. 
Mas, quando Júlia sofre um terrível acidente, resta a Gabriela a memória de sua melhor amiga - e a lista de desafios, que agora terão de ser cumpridos. Entre situações que tiram a pacata Gabriela completamente da zona de conforto - é sério que a Júlia incluiu "Se apaixonar" na lista? -, ela talvez aprenda que a vida pode ser mais leve quando vivida com alegria e intensidade, e que coisas mágicas acontecem quando a gente se abre para o mundo.

Gabriela está enfrentando um ano difícil. É o último ano do ensino médio, ela precisa passar no vestibular de uma universidade pública, tem dúvidas, tem receios, seus pais parecem super distantes e ela só tem agora um amigo com que contar: Fabinho. Mas nada disso importa, porque o pior que poderia acontecer, aconteceu: Júlia, a sua melhor amiga, faleceu em um trágico acidente.
Agora, resta para Gabi apenas dez envelopes deixados por Julia como parte de uma brincadeira que as garotas fizeram. Ambas escreveram dez tarefas para cada uma, em dez envelopes diferentes e estes só deveriam ser abertos caso uma delas morresse. Gabi nunca imaginou que abriria o de Julia tão cedo, e agora só resta à ela honrar a melhor amiga uma última vez, cumprindo cada item maluco da lista, desde "andar de paraquedas" até "acampar em um lugar selvagem" ou simplesmente "se apaixonar".

Minha opinião:

As dez-vantagens de morrer depois de você  me lembrou muito Since you´ve been gone, da Morgan Matson. A premissa é basicamente igual, duas amigas, uma não está, dez cartas/envelopes com dez tarefinhas malucas que tiram a protagonista da zona de conforto. Só que As Dez-Vantagens de morrer depois de você acaba se tornando ainda mais envolvente, já que o livro traz a morte e a dor do luto como assunto. A abordagem usada por Fernanda Castro de Lima é verdadeira, intensa e delicada, ela retrata essas fases do luto através de Gabi de uma maneira bem realista, a gente é capaz de compreender Gabi, de se apoiar nela e de se enxergar nela, porque ela age e reage com uma sensibilidade muito grande e porque a dor pela perda de Júlia é evidente demais, e o leitor sente isso.

Eu passei recentemente por uma situação assim, e talvez por isso mesmo pude me identificar muito com Gabi. Já curou Ivy? Não, e pra ser bem sincera, acho que nunca vai passar. O meu caso foi ocorrendo gradualmente, eu tive tempo, e ainda assim, dói pra caramba. Já a Gabi, ela tem que enfretar uma perda brusca, repentina. E como tal, a Gabi experimenta fases mais prolongadas e duras como a revolta e a raiva que a gente sente por ser pego de surpresa em uma situação dessas, por de repente perder quem a gente mais ama sem nem dar tempo de dizer adeus.  

Embora trate de retratar um tema complicado, a dor do luto e o superar a perda, As Dez-Vantagens de morrer depois de você é carregado de otimismo. Júlia escreveu tarefas que forçassem Gabi a atuar diferente, e a ser mais destemida, e a Gabi, em sua lealdade implacável à Julia, acaba aos poucos tendo que se renovar como pessoa pra encarar as tarefas adiante. E no meio disso, temos tantas descobertas, e a vida segue e aparecem coisas novas à todo momento, mesmo que a Gabi não queira, porque a vida é assim: ela não para mesmo que a gente queira dar "só um tempo".

Eu me identifiquei muito com esse livro, me enxerguei nos personagens e praticamente fiquei imersa na trama, como se estivesse assistindo tudo aquilo como um filme, de tal maneira que me prendeu. A narrativa da Fernanda é leve, doce demais, encanta o leitor e sim, comove também porque, afinal, esse é um livro sobre recomeços e despedidas, sobre "deixar ir", e nós nunca queremos e nem estamos preparados para "deixar ir". Digo isso por mim mesma. Daí eu entendo tanto a Gabi quando ela muda, mas depois regride; quer algo, mas ao mesmo tempo rejeita. Porque a gente fica confuso, a dor ocupa espaço demais, até sufoca. 

Tem uns personagens secundários maravilhosos na estória, que embora não tenham seu próprio arco (e alguns, como a Tia Ana, mereciam) se destacam e aparecem em momentos cruciais, fazendo a diferença na trama. Eu gostei muito dos personagens inseridos, todos estão ali pra tomar parte em algo, eles uma importância necessária e desempenham um papel fundamental neste processo que a Gabi enfrenta. 
Apesar da Gabi ser a personagem principal, o foco não está nem nela, mas em cada tarefa misteriosa deixada por Julia, que só vai se revelando conforme a Gabi vai cumprindo as metas. O leitor fica na expectativa pra conhecer cada um dos desejos da Júlia e muitas vezes pra acompanhar como a Gabi vai lidar com aquilo, e essa expectativa se mantém até o finalzinho, quando nos é revelada a última carta, que consegue fechar com chave de ouro uma trama que já caminhava para um desfecho único e tocante.

Concluindo...

As dez-vantagens de morrer depois de você foi uma surpresa emocionante. Me vi refletida tanto na protagonista como em outros personagens durante muitos momentos, senti uma identificação grande com a estória e me emocionei com as palavras verdadeiras, certeiras e tocantes da narrativa de Fernanda de Castro Lima. Esse foi o primeiro livro publicado da autora e mal posso esperar por ler algo mais escrito por ela já que sua maneira simples e suave de escrever e narrar foi tudo o que eu precisava neste momento. 

"Você é apaixonada pela fantasia de se apaixonar por alguém que acredita ser perfeito e não vai te megoar. Mas eu vou fazer uma revelação que vai mudar a sua vida: não existe ninguém perfeito pra ninguém e, quanto mais você evitar se apaixonar, mais vai perder coisas incríveis na vida. E as frustrações e as decepções vão surgir de qualquer maneira. Se não for por causa de outra pessoa, vai ser por causa da ausência de outra pessoa".


"Fechar um ciclo significa aceitar que antes eu tinha amiga, uma grande amiga, minha irmã. Eu fazia planos, tinha sonhos e ela era parte de tudo isso. Agora eu tenho dezoito anos e preciso reaprender a viver. Um dia por vez, hora a hora, minuto a minuto. E aceitar que começar uma nova jornada não vai diminuir a anterior. A Júlia não vai deixar de ser especial se outras pessoas se tornarem importantes também".
Fernanda de Castro Lima nasceu em Santo André, na Grande São Paulo, em 1978. Formada em Rádio e TV, pela Universidade Metodista de São Paulo, trabalhou em diversas emissoras como a TV Cultura, Rede TV!, Band, MTV Brasil, SBT e Globo News, como produtora editora de texto e coordenadora de edição e produção. Foi repórter visual na Editora Abril, nas revistas Arquitetura, Construção e Minha Casa. Atualmente trabalha como produtora e jornalista freelancer e presta serviços para editoras e produtoras. 



Até a próxima, 


Ivy

30 comentarios:

  1. Oi, Ivy
    Acho que luto sempre é um tema interessante pra se trabalhar, e como também tenho experiência com isso sempre me sinto tocada de alguma forma. Eu super gostaria de ler a obra, adoro livros assim.
    Beijo
    http://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderEliminar
  2. Tudo bem? Já vi esse livro por aí antes. Em um primeiro momento não me chamou tanta atenção, mas pelas suas impressões pude entender melhor do que se trata e com isso, acredito que seria uma leitura que eu faria!
    Você conseguiu através da sua resenha me encantar!
    Já quero!

    ResponderEliminar
  3. Quero ler esse livro, eu estou vendo tantas resenhas positivas dessa história. Mas, só poderei comprar novos livros final do ano nas promoções.
    Beijocas.

    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderEliminar
  4. Oie, não dava nada pelo livro, mas depois de ler ótimas resenhas sobre, minha curiosidade só cresce. Fico feliz que este livro foi uma grata surpresa!

    Beijos Mila

    Daily of Books Mila

    ResponderEliminar
  5. Eu adoro ver o quanto um livro que trata sobre luto, pode envolver e divertir, trazendo otimismo para o leitor. Tenho muita vontade de ler essa história.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderEliminar
  6. Oi, Ivy como vai? Ótima resenha, minha curiosade em ler essa obra só aumenta, parece ser um livro incrível, apesar do tema ser desagradável. Abraço!

    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  7. Caraca eu preciso MUITO ler esse livro, já to apaixonada. E com certeza vou chorar horrores hahaha

    Beijos.
    maravilhosomundodeday.blogspot.com

    ResponderEliminar
  8. Oi, Ivy!

    Confesso que eu acho o título desse livro bem estranho, não passa uma sensação legal, mas gostei de saber que a história transmite logo o oposto disso, que é bacana ver a luta dela com a perda da amiga, sua superação, mesmo que lenta, e sempre lembrando o quanto uma era importante para a outra

    xx Carol
    https://caverna-literaria.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  9. já pelo titulo o livro me chamou super a atenção, deve ser msm uma história super emocionante que fiquei curiosa pra ler

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderEliminar
  10. Oi Ivy,

    A premissa do livro é muito interessante e me lembrou um livro que li da Brittainy C. Cherry com esse começo, mas mesmo sendo meio clichê, com certeza é uma história para lá de interessante, ainda mais por o livro ser aprofundado.
    Estou com ele aqui e em breve inicio a leitura.

    Bjs e uma boa semana!
    Diário dos Livros
    Conheça o Instagram

    ResponderEliminar
  11. Oi, Ivy!
    Não sei se leria esse livro por agora por conta do meu estado de espírito, mas a premissa é interessante e sua resenha foi bem tocante, que estou disposta a dar uma chance no futuro
    Beijos
    Balaio de Babados
    Sorteio de aniversário Balaio de Babados e O que tem na nossa estante. Participe!

    ResponderEliminar
  12. Oi Ivy! A sua é a segunda resenha positiva sobre o livro e ver que lembra algo de Morgan Matson é muito bom, mas não sei se estou no clima para le algo nesse tema po agora, vou esperar um pouco mais. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderEliminar
  13. Oi Ivy,
    Como conhecia só pela capa, que achei linda, nem tinha me tocado que era nacional.
    Adorei conhecer mais, apesar que preciso me preparar mentalmente pra esse tipo de leitura, em vista que guardo certos traumas também.

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderEliminar
  14. Oi
    mais uma resenha positiva que leio desse livro, a história parece ser boa e fiquei curiosa para saber como a personagem age com toda situação, parece ser uma fora da protagonista também se manter forte para seguit em frente.

    http://momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderEliminar
  15. Oi Ivy, tudo bem?
    Em primeiro lugar, sinto muito que você tenha passado por algo semelhante. Desejo muita luz no seu processo de cura. :(
    Sobre o livro: a capa já tinha me chamado a atenção e, depois dessa resenha, fiquei ainda mais curiosa. Adorei a dica!
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderEliminar
  16. Primeiro, amei essa capa. E a história parece muito boa, fico feliz de saber que é envolvente e que trata o luto de uma maneira séria. Ainda vou ler.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderEliminar
  17. Oi, IVy!
    Eu quero muito ler esse livro e saber o quanto você gostou dele só me deixa ainda mais interessada. Sinto muito que voc~e tenha passado por uma situação parecida.

    ResponderEliminar
  18. Olá!

    Eu já tinha visto sobre esse livro, mas ele passou batido, mas agora que li sua resenha percebi que talvez eu goste muito desse livro, por isso já o estou procurando aqui no kindle.

    Sinto muito pela sua perda, passei por algo assim há um tempo e nunca passa, mas o fardo fica mais leve.
    Fique bem!

    ResponderEliminar
  19. Oi Ivy!
    Aaaaawn, parece ser um livro suuuper sensível e fofo, já quero, adorei a indicação! E ainda é nacional 😍
    Já tinha visto a capa dele, mas n sabia do que se tratava!
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderEliminar
  20. Olá!
    Vou confessar que eu não sei se conseguiria ler esse livro, justamente por também ter passado por algo parecido. Já faz alguns anos que perdi uma amiga, e a dor e a saudade nunca passam. Lembro de ter assistido aquele filme "Já estou com saudades" e ter me visto muito nele, o que me deixou extremamente mal, então não sei como seria minha reação com essa leitura. Mesmo assim parece ser uma ótima leitura para quem tem interesse no assunto e, quem sabe, para quem também precisa curar uma ferida.

    www.sonhandoatravesdepalavras.com.br

    ResponderEliminar
  21. Oi Ivy!

    Estou lendo muitas resenhas positivas desse livro, e a cada resenha nova que leio mais curiosa eu fico a respeito da obra.

    Parece ser uma narrativa muito tocante e especial.

    Beijos;***
    Ariane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderEliminar
  22. IVY, necessito ler esse livro!
    Sinceramente, eu to indo marcar no meu skoob que preciso ler, porque os quotes + a sua resenha já super me convenceram
    E ATE quotes da sua resenha, mulher, não tem como não querer ler esse livro, que apesar de ser curtinho, é uma lição e tanto, aparentemente. Cada tapa na cara kkkk

    Beijocas da Pâm
    Blog Interrupted Dreamer

    ResponderEliminar
  23. Esse livro me fez lembrar de duas leitura que me marcaram muito: P,S. eu te amo e A Lista de Brett ambas com cartas e listas a ser cumpridas para superação do luto e autoconhecimento etc. Eu já li muitos elogios a esse livro e acabei ficando bem curiosa. Dica anotada viu. Beijos

    ResponderEliminar
  24. Olá, tudo bem Ivy?

    Confesso que não conhecia o livro, mas gostei da sua resenha e adorei as citações/passagens do livro. Deve ser uma bela leitura, vou anotar a sua dica e pesquisar mais sobre o livro!
    Abraço!

    ResponderEliminar
  25. Olá, ainda não li meu exemplar mais confesso que fiquei muito empolgada com o título sinto que será uma leitura emocionante em alguns aspectos espero aproveitar a leitura também!

    ResponderEliminar
  26. Oi Ivy.

    Eu ainda não tive a chance de ler este livro, mas fiquei bem interessada em conferir essa história. Ainda mais abordando assuntos importantes como luto. Com certeza vou querer conferir. Obrigada pela dica e parabéns pela resenha. Ela conseguiu despertar minha curiosidade.

    Bjos
    https://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  27. Oi, tudo bem? Ai, que amor de trama! Achei meio clichê, mas é um clichê bom. Adoro narrativas sobre amizade e esta me parece emocionante! Vou procurar, com certeza! Que bom que gostou do livro e pôde se identificar com as personagens! Obrigada pela dica, amei! :)

    Love, Nina.
    www.ninaeuma.blogspot.com

    ResponderEliminar
  28. Olá,
    Até hoje tive boas leituras de livros que falam sobre luto. O assunto é triste mas dei a sorte de encontrar autores que trataram bem sobre isso. Como você mencionou me lembra algo que talvez eu tenha lido. Porém gostei dessa dica.

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderEliminar
  29. Oi, tudo bem?
    Eu já estava curiosa para ler esse livro antes, mas vendo quanto a leitura mexeu com você fiquei ainda mais interessada. Parece que a autora abordou com muita sensibilidade a questão da perda e o processo para lidar com essa ausência. É um assunto difícil, mas que parece ter sido muito bem trabalhado por ela. Além disso, parece que os personagens são muito cativantes e acredito que irei me apegar a eles.
    Adorei sua resenha e espero conseguir ler esse livro em breve.
    Beijos!

    ResponderEliminar
  30. Olá, que triste isso de a personagem perder a amiga, esse é um livro que eu estou bem interessada em ler, pela sua resenha me parece que a autora fez um ótimo trabalho ao construir a narrativa.

    ResponderEliminar