(Review 326) - Teto para dois

em 14 de octubre de 2019

Título original: The Flatshare
Autor: Beth O´Leary
Editora: Intrínseca (Brasil)
Páginas: 400
Ano de Publicação: 2019 (EUA) / 2019 (Brasil)
Gênero: Chick Lit
Valoração: 

Eles dividem o apartamento com uma cama só. Ele dorme de dia, ela, à noite. Os dois nunca se encontraram, mas estão prestes a descobrir que, para se sentir em casa, às vezes é preciso jogar as regras pela janela. 
Três meses após o término de seu relacionamento, Tiffy finalmente sai do apartamento do ex-namorado. Agora ela precisa para ontem de um lugar barato para morar. Contrariando os amigos, ela topa um acordo bastante inusitado. 
Leon está enrolado com questões financeiras e tem uma idéia pouco convencional para arranjar dinheiro rápido: sublocar seu apartamento, onde fica apenas no período da manhã e da tarde nos dias úteis, já que passa os fins de semana com a namorada e trabalha como enfermeiro no turno da noite. Só tem um detalhe importante: o lugar tem apenas uma cama. 
Sem nunca terem se encontrado pessoalmente, Leon e Tiffy fecham um acordo de seis meses e passam a resolver as trivialidades do dia a dia por Post-its espalhados pela casa. Mas será que essa solução aparentemente perfeita resiste a um ex-namorado obsessivo, uma namorada ciumenta, um irmão encrencado, dois empregos exigentes e alguns amigos superprotetores?


Tiffany trabalha em uma editora de livros e seu salário deixa muito a desejar. Quando seu namorado, Justin, decide trocá-la por outra, Tiffy sabe que é hora de sair do apartamento do rapaz e buscar sua independência. O problema é que o dinheiro é curto e só permite a Tiffy alugar um apartamento em bairros bem ruins, ou apartamentos pra lá de esquisitos. A solução pra não ter que enfrentar nenhuma das duas tristes opções é responder ao anúncio de jornal buscando por um colega de quarto para dividir o aluguel de um apartamento num bairro central de Londres. 
Leon trabalha como enfermeiro no turno da noite de um hospital. Ele precisa dividir apartamento com alguém que trabalhe de dia, assim, ele nunca nem vai precisar encontrar o colega de quarto já que os horários em que ambos estão em casa serão opostos. A idéia parece ótima. Só tem um porém: no pequeno apartamento só tem a cama de Leon, então o novo colega terá que aceitar não só dividir apartamento, mas também dividir cama e quarto. Isso pode ser resolvido com um acordo simples né? Um dorme do lado direito, o outro dorme do lado esquerdo, e como estarão em casa em períodos opostos, não haverá problema nem mesmo com a questão da cama compartilhada.

Mas quando Leon, por intermédio de sua namorada Kay, aceita a extravagante Tiffy como colega de quarto, ele nem imagina que sua vida e sua casa vão mudar completamente. 
Sapatos, roupas e puffs esquisitos se espalham pelo seu lar, e os post-its divertidos deixados por sua colega de quarto aos poucos vão se tornando parte do dia a dia de Leon, e enquanto Leon e Tiffy começam a compartilhar confidências, anseios e conselhos por meio de bilhetes deixados ao acaso entre os móveis da casa, a inevitável vontade de se conhecer vai surgindo. 
Mas, será que quando Leon e Tiffy estiverem frente a frente a amizade ainda vai perdurar? Ou será que tudo seria bem mais fácil se eles apenas se correspondessem dessa maneira e continuassem desconhecidos?

Minha opinião:

Eu ainda adoro fantasias, mas de uns tempos pra cá tenho notado que os thrillers e os chick lits tem ocupado bastante espaço entre minhas leituras e na maioria das vezes me agradado bastante.
Teto para dois  já estava na minha mira desde que vi bons comentários sobre a obra no Goodreads. Quando li a sinopse fiquei super entusiasmada, a promessa era de uma comédia super bacana. E felizmente acertei em cheio. Teto para dois foi exatamente o que eu precisava pra me tirar definitivamente da ressaca literária que me fazia querer abandonar todos os livros que começava. 

Teto para dois me prendeu até o final, me divertiu horrores e me surpreendeu imensamente, pois eu que esperava só mais uma comédia romântica acabei encontrando uma trama super completa, com personagens bem bolados, e até mesmo com sua carga dramática já que a autora nos traz de forma leve, porém direta, um enredo que retrata o drama de quem sofre abusos psicológicos em um relacionamento tóxico e também a estória de um homem preso injustamente, pagando por um crime que nega ter cometido.

Achei bem legal ambos os assuntos terem sido inseridos na trama, e a autora o faz de maneira bem oportuna. Ela não joga esses temas simplesmente ali do nada. Há um pano de fundo para tudo isso acontecer e foi bem inteligente a maneira como ela consegue fazer o leitor refletir de certa maneira em tudo isso, ao mesmo tempo em que nos diverte com as tiradas divertidas de Leon e Tiffy.

Pensa num livro com carinha de Sessão da Tarde, e este é um dos candidatos perfeitos. A premissa toda é mirabolante, mas leve, e ao contrário do que pode parecer, a estória é bem realista, a autora constrói tudo de uma maneira que o leitor facilmente crê naquela situação inusitada de Tiffy e Leon compartilhando casa e cama em horários alternados.

Ah eu torci tanto por esses personagens, ambos são encantadores. A Tiffy é louca, despojada, sem papas na língua e dona de um jeitão super único. O Leon é caladão, fechado como uma ostra, mas tem aquele coração bom que faz a gente querer abraçar o rapaz a cada capítulo. 
Além disso tem um grupo de personagens secundários que enriquecem muito a trama, pois são cheios de energia, os diálogos são bem trabalhados e a gente sente uma conexão que fluí natural entre todos. 
Entre todos os secundários meus favoritos foram sem dúvidas Gerty, a advigada durona que é amiga de Tiffy e também Ritchie, o irmão caçula de Leon, que está na cadeia e sonha com o dia em que terá sua liberdade de volta. Ambos os personagens acrescentam muita coisa legal à trama, e além deles outros deixam seu grãozinho de areia, tornando a estória mais completa e dinâmica. 

No geral a autora trabalhou bem os temas que propôs a discutir. Alguns podem discordar porque a narrativa de Beth O´Leary é bem leve e como ela quis pegar dois temas pesados pra abordar na trama, pode parecer que ela foi simplória demais na abordagem mas, eu senti que a autora passou a mensagem que pretendia, de forma direta e sem forçar a barra abusando de drama e chororô. 

É estranho pensar que durante metade do livro Tiffy e Leon nem se conhecem, e mesmo assim o leitor fica preso em tudo aquilo. Beth O´Leary conduziu tão bem a trama toda que nem senti as páginas passar e ela conseguiu criar momentos inusitados e inesperados, trazer tramas paralelas que dão um charme extra e acrescentar personagens cheios de carisma. O livro não foi nem mais extenso do que deveria, caindo na famosa "lenga lenga" pra ganhar mais páginas, e nem foi mais curto do que poderia, deixando o leitor com a sensação de tudo é precipitado. O timing da Beth foi bem certeiro, e eu senti as coisas fluírem bem na estória, de um jeito nada cansativo e nem confuso.

Concluindo...

Teto para dois  foi divertidíssimo, doce e empolgante, do jeitinho que eu pensei que fosse. A trama foi bem conduzida por sua autora e os personagens evoluem, aprendem com seus erros e cativam o leitor com seus diálogos inteligentes e mordazes. Embora seja um chick lit, a trama também retrata temas mais sérios de maneira bem prática, sem causar canseira no leitor. E ao final, O´Leary termina lindamente sua estória com um epílogo pra deixar qualquer romântico de plantão com um sorriso plantado na cara e o coração transbordando de fofurice.

"Há pessoas com as quais eu simplesmente me sinto à vontade. Não muitas. Mas você é uma delas, inclusive antes de que te conhecesse pessoalmente."


"Fazia séculos que não me sentia assim. Pra falar a verdade, se me tivessem perguntado há alguns meses, eu teria dito que só poderia me sentir assim com Justin. Esse arrebato de espontaneidade e loucura; a sensação de pura vitalidade, de se lançar de cabeça em algo e não fazer nem caso de todas as células do teu cérebro que gritam que isso é uma loucura... Deus, como sentia falta de tudo isso. Com o cabelo caindo na cara, entre risadas e tropeços..."


Beth O´Leary é formada em Língua Inglesa e começou no mundo da literatura dedicando-se a edição de livros infantis. Vive na zona rural, a certa distância de Londres, e escreveu seu primeiro livro para adultos "Teto para dois" durante os trajetos do trem enquanto ia e voltava do trabalho. Atualmente já se dedica a escrever em tempo integral e se não está trabalhando, certamente estará na mais boêmia das atitudes: sentada no sofá com um livro, uma caneca de chá e um bom cobertor de lã (sem importar qual seja a temperatura do dia). 

Web Page Oficial: https://betholearyauthor.com/

Twitter: Beth O´Leary





Até a próxima, 


Ivy

26 comentarios:

  1. Oi, Ivy
    Estou ficando com muita vontade de ler essa obra. Só vejo resenhas positivas e imagino que seja bem divertida a trama, ainda mais com esses personagens tão legais na trama. Não vejo a hora de ler!
    Beijo
    https://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderEliminar
  2. Oi, Ivy como vai? Parece ser um livro bastante divertido não é mesmo! Depois de ler sua resenha fiquei com vontade de lê-lo. Abraço!

    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  3. Tão bom quando um livro nos surpreende assim, né? Ainda não conhecia esse, mas parece ser muito bom. Já anotei a dica! ❤

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderEliminar
  4. Oi Ivy

    Adoro este tipo de livro, vi várias resenhas sobre ele positivas e já estou bem curiosa para lê-lo.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com

    ResponderEliminar
  5. Olá, Ivy.
    Eu já anotei aqui na minha lista de futuras compras. O livro parece ser um romance daqueles que pega a gente de jeito e acho que vou gostar muito. Assim que der vou ler ele.

    Prefácio

    ResponderEliminar
  6. Oi Ivy!
    Ainda nao li mas ta na lista para esse mes. Tanta gente falou bem que fiquei curioso. To so finalizando um q to lendo ja pra começar ele. Mas parece muito fofo.

    Abraços
    Emerson
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  7. Oi Ivy, uau, que resenha!
    Já ouvi falar muito deste livro, pelas pontuações e todo o burburinho sabe, mas até hoje não iniciei a leitura, pretendo fazer muito em breve, o livro tem tudo que eu amo e está me deixando muito curiosa também!

    Beijos Mila

    Daily of Books Mila

    ResponderEliminar
  8. Chicklit era um gênero que eu não sabia lidar, mas depois ele.me conquistou. É tão gostosinho né? Eu adoro torcer por casais, sofrer com eles. Adorei a premissa desse livro, já vou atrás.

    ResponderEliminar
  9. Olá!! :)

    Eu confesso que nao conhecia este livro ainda, mas a verdade e que nao fiquei particularmente curioso com a trama, por nao ser bem o meu estilo.

    Seja como for, acho otimo que tenhas gostado da escrita e da construçao (bem como da evoluçao) das persoabgens.
    Sim, tambem compreendo como nem sempre lemos fantasia, mesmo que o adoremos. Mesmo que queiramos, mutias vezes e impossivel, se nao existem volumes suficientes no mercado, como acontece por aqui.

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderEliminar
  10. É a segunda resenha que eu leio desse livro.
    Vi a Tami do Resenhando sonhos falando dele, mas não tinha me interessado tanto pela premissa.
    Agora quero ler! Gosto quando sentimos a evolução dos personagens conforme lemos.. Já anotei essa dica para ler futuramente

    Sai da Minha Lente

    ResponderEliminar
  11. Oi, Ivy!
    Estou com esse livro aqui e doida para começar a leitura. Até agora li poucas resenhas sobre ele, mas as que li foram recheadas de elogios. Parece ser o tipo de livro que adoro e que vou me divertir bastante.
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderEliminar
  12. Olá, tudo bem? Assim como você, tenho tido minhas ressalvas com fantasias que acabo fugindo para os romances. Não sou muito adepta aos chick-lit, porém tenho visto cada vez mais sinopses interessantes, e esse é um dos casos. Adorei a resenha e estou super interessada. Ótimas palavras <3
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com

    ResponderEliminar
  13. Olá...
    Adorei a sua resenha!
    Sempre esbarro com esse livro por aí, mas, ainda não tinha lido nenhuma resenha sobre. Pelos seus comentários parece ser uma leitura agradabilíssima e com certeza me deu vontade de ler também.
    Dica anotada!
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  14. Oi Ivy, tudo bem?
    Adorei sua resenha e fiquei ainda mais convencida a ler esse livro, que já vem me despertando curiosidade. Como você mencionou, a premissa é bem fantasiosa, mas parece funcionar tão bem, de uma forma tão bem desenvolvida, que quero ler pra ontem. ♥
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderEliminar
  15. Oi, Ivy!
    Não conhecia o livro, mas já deixei a dica anotada. Adoro um bom romance e esse parece ser muito descontraído e uma ótima leitura.
    Adorei a resenha.

    Beijos
    Construindo Estante || Instagram

    ResponderEliminar
  16. AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA Eu amei demais esse livro! Virou um dos favoritos do ano e bateu até a vontade de reler a história de Tiffy e Leo.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderEliminar
  17. Oi, Ivy!
    Eu amo fantasias também, mas chick lits têm lugar do meu coração (tanto que até escrevo o gênero!).
    E desde que eu vi a sinopse e a capa de Teto Para Dois já quis.
    E agora com a sua resenha, a primeira que li da obra, fiquei com mais vontade ainda.
    Parece que, mesmo com os temas mais pesados, meu coração vai ficar bem quentinho no final.
    Quero, quero, queroooooooooooo!

    Beijoooos

    Teca Machado
    www.casosacasoselivros.com

    ResponderEliminar
  18. Oi Ivy.

    Estou cada vez mais curiosa para ler e descobrir todo o enredo deste livro. Já adicionei na meta de leitura de Novembro. Com sua resenha minha curiosa foi despertada maravilhosamente. Obrigada pela dica e parabéns pela resenha e obrigada pela dica.

    Bjos

    ResponderEliminar
  19. Oi Ivy!
    Ainda não li esse livro, mas me encantei com sua resenha, parece ser uma história super fofa. Adoro ler livros que me tiram da ressaca e este parece ser o ideal, a trama me chamou a atenção, por eles dividirem a mesma cama em períodos diferentes, será que vão se encontrar em qualquer hora? Parabéns, a resenha me deixou curiosa, obrigado pela dica, bjs!

    ResponderEliminar
  20. Oi
    que bom que gostou da leitura, eu estou bem curiosa para ler e realmente parece ser daquele livro que prende o leitor, estou vendo muitos comentários positivos.

    http://momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderEliminar
  21. Eu estou bem curiosa com esse livro, ele parece mesmo ser uma leitura leve e divertida e acho que vou gostar bastante quando eu for finalmente ler. Amei a sua resenha e poder conhecer mais sobre o livro

    ResponderEliminar
  22. Oi, Ivy!
    Depois de ver todo mundo amando esse livro, comecei a ler e é minha leitura atual.
    Não cheguei nem na metade ainda, mas entendo quando você diz que torcemos pelos dois sem que eles se conheçam, porque é exatamente assim que estou no momento hahahaha
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderEliminar
  23. Oi, achei o enredo bastante diferente, principalmente o do personagem preso injustamente, gostei dessa indicação, fora a capa que está show. Parabéns pela resenha

    ResponderEliminar
  24. Oi Ivy!
    Deu pra ver que vc gostou bastante!
    Eu gosto de histórias assim, então vou adicionar o livro na minha listinha, sua resenha super me deu vontade de conferir!
    Tem um dorama q os personagens passam um situação parecida, o nome é Because this is my first life!
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderEliminar
  25. OLá, tudo bem? essa é minha leitura atual e confesso que por conta da correria de leituras uma atrás da outra, ainda nçao consegui me conectar com a obra, porém li apenas o primeiro capitulo, estou dando continuidade e tenho certeza que vou gostar mais ao longo das páginas!

    ResponderEliminar
  26. Oi Ivy,
    Eu vi uma resenha desse livro no insta e fiquei mega curiosa com a interação dos personagens, como acontece a aproximação e o romance já que eles não se veem? Um livro que está na lista com certeza!!

    Beijokas

    ResponderEliminar