(Review 364) - Inesquecível (Unremembered #1) - Jessica Brody

em 19 de junio de 2020

Título original: Unremembered
Autor: Jessica Brody
Editora: Editora Rocco (Brasil) / Farrar, Straus & Giroux (EUA)
Páginas: 336
Ano de Publicação: 2013 (EUA) / 2017 (Brasil)
Gênero: Mistério / Suspense Juvenil / Ficção Científica / Viagem no Tempo
Trilogia: Unremembered
1. Inesquecível (Unremembered) 
2. Indecifrável (Unforgotten)
3. Unchanged 
Valoração: 

Após um acidente aéreo, uma garota é encontrada ilesa e sem memória em meio aos destroços em pleno Oceano Pacífico. Ela não estava na lista de passageiros da aeronave e seu DNA e suas impressões digitais não são reconhecidos em nenhum lugar do mundo. Sua única esperança é um garoto estranho e sedutor que afirma conhecê-la. E que eles eram apaixonados um pelo outro. Mas será que ela pode confiar nele para recuperar seu passado e descobrir quem ela realmente é? 
Inesquecível é o primeiro volume de uma trilogia romântica com tintas sci-fi.




Inesquecível traz vários elementos bem comuns em livros juvenis de fantasia ou ficção científica: uma protagonista misteriosa que desconhece vários detalhes à respeito de si mesma e que só vai descobrir aos poucos, vilões ardilosos que aparecem em todos os lugares, um mocinho disposto a se sacrificar pela mocinha e que conhece várias respostas que a mocinha não tem, e um universo novo. Inesquecível é a primeira parte de uma trilogia de ficção cientifica que traz viagens no tempo e dons peculiares em seu enredo. 

Seraphina é a única sobrevivente de um vôo que partia de Los Angeles com destino ao Japão. Ela foi resgatada em meio aos corpos e ao despertar é diagnosticada com uma severa amnésia. A garota não sabe quem é, de onde é e nem nada sobre seu passado, ela sequer consegue se lembrar de coisas simples como pra que serve um celular ou um computador. 
Quando um garoto aparece no hospital alegando conhecê-la e garantindo que Sera corre perigo, ela não quer nem acreditar. Quem poderia querer fazer mal à ela, uma adolescente sem memória?
Mas Zen, o garoto que parece ter todas as respostas, jura que Seraphina é bem mais do que imagina e que gente poderosa está no encalço da garota. 
Sem memória e sem quaisquer pistas sobre sua verdadeira realidade, Seraphina terá que escolher entre acreditar em Zen e suas revelações extraordinárias, ou insistir em ser uma garota normal, recomeçando do zero e ignorando o tal perigo que o garoto jura existir. Apesar da resistência, Sera sabe que algo em Zen lhe é muito familiar e quando algumas lembranças retornam, Seraphina descobre que é parte de algo muito maior do que poderia imaginar, e que fugir nunca será tão simples pra ela.

Minha opinião:

Eu tinha muita expectativa pra essa trilogia da Jessica Brody. Eu li uma comédia juvenil dela e adorei a escrita leve da autora, havia colocado pelo menos uns três livros dela na minha meta de leitura. Infelizmente, Inesquecível acabou não correspondendo à todas as expectativas que nutria, e apesar de ter uma narrativa fácil, no geral não me surpreendeu em quase nada, se tornando aquele tipo de leitura "mais do mesmo" que quando a gente termina nem deixa marca. 

Inesquecível desde o começo me deixou uma sensação dividida, de déja-vu total. A trama se parece com várias outras que li, e muitos fatos acabaram sendo repetitivos ou previsíveis pra mim justamente por conta disso.
A narrativa, apesar de ser fácil, se tornou parada. As coisas demoram a acontecer na trama e a falta de respostas sobre Seraphina acaba frustrando, eu senti falta de mais surpresas, de uma trama mais ágil. 
Esse detalhe da protagonista que está à cegas e não sabe nada também já começa a saturar quem lê muita fantasia, já que um dos detalhes que mais encontramos nestes livros é justamente a protagonista que desconhece seu potencial e fica literalmente fazendo papel de tonta até a verdade finalmente aparecer. 
O mocinho que conhece todos os detalhes e tem todas as respostas também não foi nem um pouco surpreendente pra mim. Assim como os vilões, que são descritos como poderosos e cruéis mas até aqui não me convenceram em sua tal crueldade. 

Alguns eventos da trama me deixaram desapontada porque esperava que fosse menos linear e mais cheia de reviravoltas. A leitura foi bem monótona pra mim e faltou emoção e intensidade em seus capítulos. Até o final achei bem morninho, não consegue despertar no leitor aquela vontade de querer dar continuidade à trilogia. 

Os personagens são normalzinhos também. É fácil gostar da Seraphina e também do Zen, seu par. Mas faltou mais desenvolvimento nos personagens secundários, acho que isso seria essencial pra deixar a trama mais vibrante. A gente fica sabendo quase nada dos secundários, eles só estão ali pra preencher página e interagir com os protagonistas e isso deixa a trama chata. Além disso, apesar de Sera e Zen serem bacaninhas, o casal não tem muita química e fica difícil visualizar esse amor intenso narrado por Zen para Seraphina. 

A idéia toda da trama é legal, mas tem semelhanças com outras que já li então ficou faltando aquele plot twist vibrante pra me deixar eufórica ou qualquer coisa que trouxesse um toque que diferenciasse essa estória de tantas outras que já li. Eu adoro viagens no tempo, mas aqui ficou tudo explicado de um jeito meio corrido, que deixa o leitor desejando que a autora corrija esses errinhos na próxima parte, já que a trama em si até tem potencial, mas faltou muito pra que fosse melhor.

Concluindo...

Talvez pra quem não lê muita ficção científica ou fantasia, Inesquecível  seja uma experiência boa de leitura. A estória toda é simples, e pra quem não é habituado com esse tipo de leitura, pode pregar algumas surpresas. Infelizmente, achei que não funciona pra quem é mais adepto destes gêneros e lê com frequência livros do estilo já que essa primeira parte ficou bem parecida com tantas outras estórias já conhecidas. A parte mais interessante, que seria a que trata viagens no tempo, ficou incompleta em sua explicação e perdeu o brilho. Apesar disso, Brody tem uma narrativa leve e fácil de se ler, então pode ser uma trilogia interessante para leitores mais jovens. Inesquecível é um exemplo clássico de idéia boa, porém mal executada, a parte boa é que se a autora conseguir corrigir os errinhos da primeira parte em sua próxima sequência, a trama tem todo o potencial pra ser bem melhor e, quem sabe, agradar bastante.




" - O que nos faz humanos? - pergunta ele. - É nosso coração? Nosso cérebro? Nossos sentidos? Nossos membros? Pergunte a cem pessoas e terá cem respostas diferentes. "


Continua em...

Indecifrável

Jessica Brody sabia desde cedo que queria ser uma escritora. Ela começou a "publicar" seus próprios livros quando ela tinha sete anos, juntando as páginas com papelão, colando as amostras de papel de parede e fita isolante.
Após se graduar no Smith College em 2001, onde se formou duplamente em Economia e Francês e um pouco em japonês, Jessica mais tarde passou a trabalhar para MGM Studios como Gerente de Aquisições e Desenvolvimento de Negócios. Em maio de 2005, Jessica deixou o emprego para seguir seu sonho de se tornar um autor publicado.
Em apenas quatro anos, Jessica já vendeu cinco romances (dois romances para adultos pela St. Martin's Press e três romances para jovens adultos Farrar, Straus, Giroux.) The Fidelity Files, sua estréia, lançado em lojas em junho de 2008, o follow-up, Love Under Cover, Novembro de 2009 e o The Karma Club, a estréia de Jessica em romance para jovens adultos lançado em abril de 2010 com a sua continuação em junho de 2011, My Life Undecided.
Jessica recentemente vendeu mais cinco títulos para jovens adultos a sua editora, Macmillan Children's Publishing Group. 52 Reasons to Hate My Father (que foi recentemente escolhido para virar filme) e Unremembered (também escolhido para virar filme), o primeiro livro de uma nova série sci-fi.
Seus livros são publicados em mais de dez países estrangeiros, incluindo o Reino Unido, França, Alemanha, Itália, República Checa, Rússia, Brasil, China, Portugal, Israel e Taiwan.
Jessica agora trabalha em tempo integral como uma escritora e produtora. Ela atualmente divide seu tempo entre Los Angeles e Colorado.

Web Page Oficial: https://www.jessicabrody.com/

Twitter: Jessica Brody



Até a próxima, 


Ivy

10 comentarios:

  1. Eu não sou muito de ler livros do gênero. Então, talvez essa história me prenda! Mas concordo que quando cai na mesmice, é meio chato mesmo. :( Espero que o próximo seja melhor! Ah! E eu amo histórias com avião no meio. Mas acho que nesse caso, acaba sendo só um detalhe, né? :)

    Beijos, Carol
    www.pequenajornalista.com

    ResponderEliminar
  2. Oi, Ivy como vai? Que pena que a leitura tenha se tornado previsível, às vezes isso acontece. Nunca li nada de essa autora. Me parece um bom livro como um todo. Adorei a sua resenha. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  3. Olá, Ivy.
    Esse é um dos problemas que sempre encontro em livros de suspense, pouca coisa me surpreende. Mas ainda assim eu achei o enredo interessante e como peguei ele grátis esses dias vou querer ler.

    Prefácio

    ResponderEliminar
  4. Oi Ivy,
    Peguei esse livro quando estava grátis, mas o fato de ter sci-fi não me animou muito a ler, sabe?
    Não é um gênero que me agrade, mas como tem o romance, pode ser que eu goste mais.
    Toda a série já foi lançada aqui no Brasil?
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  5. Oi Ivy.
    Como não leio muito do gênero, pode ser que para mim a coisa funcione. Mas não é algo que leria por agora. Mesmo assim vou deixar anotado aqui. Uma pena que o livro não te empolgou e até mesmo decepcionou um pouco.
    Bjus

    ResponderEliminar
  6. Oi, Ivy
    Acho a capa dessa obra incrível, linda mesmo, mas é uma pena que nem de longe a obra entrega tudo aquilo que promete. Esse enredo me lembrou demais um filme ou alguma série, sabe? Por isso entendo um pouco sua ideia de déja vu, mas de modo geral não me interessei pelo livro. Acho que nem se ele fosse maravilhoso eu teria vontade de ler kkkkk preguiça total.
    Beijo!
    http://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderEliminar
  7. Oi Ivy, tudo bem?
    Ótima resenha! Eu leio bastante livros do gênero também e provavelmente me sentiria saturada pela colcha de retalhos de elementos já vistos em outras séries.
    Ainda mais sendo uma trilogia, ou seja, me faria "perder tempo" com 3 livros sendo que o primeiro já não decola. Acho que vou acabar passando o título mesmo.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderEliminar
  8. Teve um tempo que até pensei se leria ou não esse livro, mas aí acabei não lendo. Ainda estou decidindo, mas adorei ver sua opinião.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderEliminar
  9. Oi
    eu acho que tenho o e-book do primeiro, uma pena que a história não foi bem executada e que as coisas demoravam para acontecer, gostei de conferir sua opinião.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderEliminar