(Review 367) - The conspiracy of us (The conspiracy of us #1) - Maggie Hall - De repente, no último livro

28 de junio de 2020

(Review 367) - The conspiracy of us (The conspiracy of us #1) - Maggie Hall

Título original: The Conspiracy of us
Autor: Maggie Hall
Editora: Putnam Juvenille (EUA) 
Páginas: 324
Série: The Conspiracy of us
           1. The Conspiracy of us 
           2. Map of fates
           3. The ends of the world
Ano de Publicação: 2015 (EUA)
Gênero: Suspense Juvenil / Mistério
Valoração: 

A família recém encontrada de Avery pode fechar uma loja da Prada apenas para poderem fazer compras em paz, assim como pode facilmente planejar um bombardeio para iniciar uma guerra. Parte de uma sociedade secreta poderosa e perigosa chamada Círculo, eles acreditam que Avery é a chave para uma profecia antiga. Alguns querem usá-la como um peão. Alguns a querem morta.
Para desvendar o mistério que coloca sua vida em perigo, Avery deve seguir uma trilha de pistas dos monumentos de Paris até os becos de Istambul com dois garotos que trabalham para o Círculo - o belo e volátil Stelan e o misterioso e magnético Jack. Mas, conforme as pistas vão expondo uma conspiração impressionante que pode mergulhar o mundo em uma Terceira Guerra Mundial, ela descobre que os dois garotos estão escondendo seus próprios segredos. Agora ela terá que escolher não apenas entre liberdade e família - mas entre o garoto que pode ajudá-la a salvar o mundo e o garoto por quem ela está se apaixonando.


Eu queria ler The Conspiracy of us  há muito tempo. A sinopse promete uma mistura de "O Código da Vinci" com "Gossip Girl" e essa trilogia juvenil de suspense me parecia original e empolgante. Finalmente consegui fazer essa leitura e, atendeu à todas as minhas expectativas.

Avery West  tenta ser uma garota comum, mas ela se mantém firme em seu propósito de não criar laços com ninguém. A mãe dela trabalha na área militar e por conta das muitas mudanças de localidade, Avery já se conformou com a vida de cigana, vivendo de cidade em cidade, e com a certeza de que manter amizades duradouras será bem difícil em sua situação.
Quando ela conhece Jack Bishop, Avery pensa que está diante de um menino muito bonito por quem sente uma atração boba, nada mais que isso. Mas a verdade é que Jack não é um simples colegial. Ele trabalha como guardião para o Círculo, uma poderosa sociedade secreta formada por 12 ricas famílias, que juntos controlam eventos importantes do mundo. Jack está ali, numa escola secundária no Maine, nos Estados Unidos, para vigiar Avery já que seu pai, até então desconhecido e ausente na vida da garota, pertence a uma das famílias dos doze e aproximando-se do décimo sexto aniversário de Avery, decidiu reaparecer na vida da garota, por conta de uma profecia sinistra que remonta aos tempos do poderoso Alexandre Magno.
Da noite para o dia, Avery é levada para Paris, para estar diante de uma família que sequer conhecia, e logo ela descobre que todo o glamour e o luxo oferecidos são só a ponta do iceberg. Os doze estão dispostos a tudo para cumprir a profecia e assim alcançar poder máximo, e a corrida pelo túmulo de Alexandre Magno está apenas começando. 
Numa busca frenética pelos pontos mais fascinantes de Paris e também pela milenar Istambul, na Turquia, Avery e Jack vão descobrir uma enorme conspiração e despertar a fúria de inimigos poderosos. Talvez eles até possam contar com a ajuda de Stelan Korolev, um guardião russo de outra das famílias do Círculo, mas a jornada deles está longe de terminar e quando pessoas importantes da vida de Avery começam a desaparecer, ela sabe que terá que desvendar tudo logo se quiser encontrar os seus novamente com vida.

Minha opinião

Esse livro me surpreendeu bastante, a trama realmente tem ares de "O Código da Vinci" ao mesmo tempo em que Maggie Hall consegue criar seu próprio enredo, sem se pautar em semelhanças demais com a obra de Dan Brown.
O ponto forte é sem dúvidas a ambientação e a trama tensa, que já se inicia com muita reviravolta.

Maggie Hall não perde tempo tentando fazer o leitor entender e conhecer seus personagens. Nós já somos inseridos no começo dos conflitos e vamos conhecer a Avery enquanto ela vai fazendo um monte de descobertas que praticamente reviram seu mundo de cabeça para baixo.

Eu achei esse livro super inteligente, e terminei essa primeira parte bastante satisfeita com o que encontrei.
A autora nos apresenta um mistério bem desenvolvido, com sociedades secretas poderosas e ricas, e um segredo milenar que alcança figuras históricas como Napoleão e Alexandre Magno. A riqueza de detalhes e a maneira como os fatos se entrelaçam empolgam de verdade e o melhor de tudo é que temos personagens inteligentes e perspicazes numa luta contra o tempo para salvar a vida do tutor de Jack e Stellan, que acaba sendo sequestrado pela Ordem, uma outra sociedade secreta rival do Círculo e igualmente perigosa.

the conspiracy of us | TumblrAvery ganha o leitor fácil. Ela não é deslumbrada e nem donzelinha, mas tem sua dose de ambição e se deixa levar por seus instintos, o que a torna crível e muito verdadeira. O que me deixou com o pézinho atrás com relação à personagem é justamente o fato de ela ser espertinha demais. Sério, Avery sempre saca tudo. Segredos milenares que gênios e comandantes não foram sequer capazes de deduzir, Avery consegue decifrar em questão de minutos, e isso deixou a estória um pouco surreal, algumas vezes perdendo a coerência ao tentar mostrar a Avery como praticamente uma adolescente prodígio.

Jack é o típico herói bonito, forte, misterioso, corajoso e apaixonado. Jack é leal e faz tudo oque puder por Avery, mesmo sabendo que isso pode lhe custar o próprio pescoço; ainda assim, ele até que faz um bom par com Avery e o bacana é que eles se equilibram e se destacam igualmente. O romance já está lá quando começamos o livro, ambos já sentem atração um pelo outro, mas as coisas só acontecem realmente quando a verdade sobre as origens de Avery vem à tona e os dois acabam se vendo presos em um teia de conspiração e sequestros.

Temos um rol grande de personagens secundários, alguns ganham destaque extra como Stellan, que à princípio parece ser um anti-herói mas logo começa a ter sua própria importância até revelar-se fundamental. E temos muitos outros personagens que fazem o leitor quebrar a cabeça tentando desvendar quem é bonzinho e quem é vilão pois num enredo que apresenta sociedades secretas milenares, todo mundo é suspeito.

A ambientação desse livro é uma delicia de se acompanhar. A trama traz o Maine, nos Estados Unidos, segue para Paris e tem seu clímax maior em Istambul, na Turquia. Impossível não se apaixonar pelas descrições precisas de Maggie Hall. A autora consegue transportar o leitor para cada um desses lugares, nos permite visualizar tudo através dos olhos de Avery e convence em sua narrativa. Eu adorei acompanhar meus personagens se escondendo no Louvre, traçando planos em Notre Dame e fugindo dos inimigos dentro da milenar igreja de Hagia Sofia, uma das maiores igrejas da Ásia. Foi uma ambientação rica, completa e fabulosa que deu um charme extra à trama.

A escrita da Maggie Hall é super fluída. Ela sabe criar personagens que ganham fácil a simpatia do leitor e nos surpreende com reviravoltas inteligentes, misturando fatos históricos, figuras memoráveis e muita conspiração e mortes.

Concluindo...

The Conspiracy of us  foi uma primeira parte que entrega o que promete. Ação, intriga, perseguições, alianças imprevisíveis, personagens mais que suspeitos e um ritmo tenso e vibrante que envolve o leitor na trama desde a primeira página. Não conseguia parar de ler até chegar ao final e gostei muito como a autora finaliza a primeira parte, deixando tudo em aberto e prometendo ainda mais emoção na sequência. Apenas alguns detalhes excessivamente "fantásticos" me incomodaram um pouco. Mas, apesar desse detalhe, esse acabou sendo um livro de ação e mistério que conseguiu me cativar bastante.

"O problema é que ficar sozinho é como andar no frio sem casaco. É desconfortável, mas eventualmente você fica entorpecido. Porém, quando você se acostuma a não se sentir sozinho, o choque de voltar é como ter seu edredom de plumas arrancado de você ás seis horas da manhã de um dezembro em Minnesota."



"Porque é pior desejar algo que nunca acontecerá e ficar desapontado do que nunca desejar absolutamente nada."

Continua em:

Map of Fates


Maggie Hall é uma viajante, decoradora, apreciadora de champanhe, telespectadora do futebol USC e autora YA. Atualmente, está viajando o mundo por uma quantidade indefinida de tempo com seu marido, o que significa que neste exato momento ela poderia estar em uma praia na Tailândia, bebendo vinho em Paris, ou em qualquer outro lugar.

Web Page Oficial: http://www.maggiehall.com/

Twitter: Maggie Hall



Até a próxima, 


Ivy

23 comentarios:

  1. Oi Ivy
    Desde o começo estava imaginando que a personagem principal era espertinha demais, e você me confirmou isso. Eu estou animada para ler, estou pegando algumas indicações de livros bem legais aqui, então fico muito satisfeita com sua nota. Como não li O código da Vinci, não tenho muita ideia do contexto, mas quero muito ler!
    Beijo
    http://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderBorrar
  2. Olá..
    Adorei a sua resenha!
    Ainda não conhecia a obra em questão, mas pelos seus comentários pude perceber que com certeza é um livro que me agradaria. A premissa é bem legal e, é claro, já anotei a sua dica!
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderBorrar
  3. Oi, Ivy como vai? Me parece um livro bom de ser lido. Eu nunca li nada de essa autora, tenho curiosidade de conhecer sua escrita. Que bom que a leitura lhe agradou. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderBorrar
  4. Olá, Ivy.
    Eu já fui até olhar se tinha em português porque já me interessei muito pela história hehe. Gosto muito de livros onde tem essa pegada de O Código da Vinci. Se lançarem por aqui vou querer ler com certeza.

    Prefácio

    ResponderBorrar
  5. Oi Ivy.
    Gostei muito da premissa e a sua empolgação com a resenha me deixou muito curiosa. Uma pena que só em inglês, né?
    Vou esperar aparecer por aqui.
    Bjus

    ResponderBorrar
  6. Eu realmente desanimei com todos os livros nessa pegada Ivy, infelizmente tive tantas mas experiencias com o genero que acabei deixando de lado. Talvez eu tente ler no futuro, mas no momento, não pretendo me aventurar, por melhor que seja a resenha ou a obra.

    Abraços
    Emerson
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com/

    ResponderBorrar
  7. Heey!
    Nossa! O livro parece um grande filme de ação, mas fiquei triste que só tenha em inglês. Acho muito legal essa linha cheia de reviravoltas e principalmente essa ambientação em outras cidades e países. As vezes eu tenho um pouquinho de problema com finais abertos porque eu tinha um livro que simplesmente amava e não fizeram a continuação. Estou dando preferência por leituras de volume único, e nos poucos casos de sagas, aquelas que já estejam com todos os volumes publicados.
    Sua resenha tá ótima! Deu para notar o quanto você gostou da leitura.

    Beijos.

    https://www.garotasdevorandolivros.com/

    ResponderBorrar
  8. O livro possui tudo que gosto em uma leitura tem tudo para eu gostar da obra, adorei sua resenha e opinião a respeito, não conhecia a história e nunca li nada da autora mais seria uma ótima maneira de coemçar!

    ResponderBorrar
  9. eu amo tanto esses livros em que a gente não sabe em quem confiar! São sempre histórias que me prendem muito!! Sem contar que esse livro tem todos os aspectos que eu AMO em livros de suspense, já preciso desse livro!!
    Fiquei muito curiosa com esse livro, já quero muito ler! Adorei!

    ResponderBorrar
  10. Olá, tudo bem por aí?

    Eu acho que eu não conhecia esses livros... Se conhecia, não lembro haha. Uma boa saber que tem essa pegada de "O código Da Vinci", que é um dos meus livros favoritos da vida. Adorei a indicação!

    Abraços!
    www.acampamentodaleitura.com

    ResponderBorrar
  11. Oiii!

    Eu jamais imaginaria a combinação de Codigo Da Vince com GG HUSHAUSA... Gostei do enredo e de saber como a história foi conduzida, que bom que para o primeiro de umsa série ele entrega o que foi proposto! isso é ótimo. Será que um dia vão trazer para o Brasil?

    Beijinhos,
    Ani
    www.entrechocolatesemusicas.com.br

    ResponderBorrar
  12. Oi Ivy!!

    Menina quando eu li o primeiro paragrafo da sua resenha eu revirei os olhos pro livro O Código da Vinci e Gossip Girl não são exatamente o tipo de leituras que eu faço, mas wow eu fui lendo o restante da resenha e ficando cada vez mais fisgado pelo livro, muito bem você conseguiu me fazer ficar interessado pela leitura kkkkkk eu adorei toda a premissa da história e também as ambientações é inegável que as cidades escolhidas para as coisas acontecer são cidades lindas!!

    Beijos!
    Eita Já Li

    ResponderBorrar
  13. Não conhecia essa obra, mas a forma como você descreveu e que ela envolve mistério, ação, intriga e tudo mais, já me despertou o interesse, sem contar que se o livro tem um grande enredo e entrega o que realmente promete, já me fez colocar na lista de desejados. Sua resenha ficou ótima!

    ResponderBorrar
  14. Oi Ivy, como vai? Eu sempre fico com vontade de ler todos os livros em inglês que você posta resenha, parece que eles tem uma "luz" que me deixa encantada por eles mas, infelizmente, eu não leio em inglês...kk..gosto muito de livros com protagonistas femininas decididas e fora dos esteriopitipos, que não ficam esperando os boys vierem salvá-las, em fim, gostei da sua dica e espero que alguma editora brasileira publique essa série.

    Viviane Almeida
    Resenhas da Viviane

    ResponderBorrar
  15. Oi Ivy.

    Achei sua resenha bastante interessante porque ainda não tinha lido nenhuma opinião sobre ele. Adorei saber que a história possui ação, intriga e perseguições. Espero ter ele publicado no Brasil.

    Bjos

    ResponderBorrar
  16. Oi Ivi!
    Primeiro adorei a capa, segundo a trama parece ser fantástica, com ar de mistério. Não conhecia essa autora mas fiquei intrigada com a história, é envolvente e do jeito que descreveu muito criativa. Fiquei curiosa quanto aos personagens e cada papel que exercem a garota parece um gênio, espero gostar tanto assim também estou empolgada, parabéns pela resenha, obrigado pela dica. Bjs!

    ResponderBorrar
  17. Não lembro de ter ouvido falar dessa série e pelo que entendi vc leu em inglês. Mas enfim gostei das referências que vc citou para que tivéssemos uma ideia do enredo e por isso amei. E com certeza será uma série que irei ler em um futuro próximo. Valeu demais pela dica.

    ResponderBorrar
  18. Olá, tudo bem? Nossa fiquei instigada com essa mistura ai hein?! Sou super fã de O Código da Vinci e Gossip Girl, e fiquei curiosa com o que seria a mistura dos dois. Uma pena não ter aqui no Brasil pois dependendo, infelizmente, de traduções para ler. Mas fica aqui uma dica para quando as editoras pedirem indicação de títulos para trazer haha Adorei!
    Beijos

    ResponderBorrar
  19. Já gostei da ambientação logo de cara! Muito bom saber a referência usada, mas ao mesmo tempo um enredo original que consegue se destacar sozinho. Agora fiquei aqui, na vontade hahahahah

    Sai da Minha Lente

    ResponderBorrar
  20. Oiê!!!

    Apesar de você ter curtido a leitura e recomendar ela, a proposta do livro não me chamou muita atenção, mesmo tendo a referência de O Código da Vinci que eu adoro!

    ResponderBorrar
  21. é a primeira vez que leio algo sobre o livro, ao menos que recorde, e achei bem interessante a mescla de elementos de O Código da Vinci e Gossip Girl, o que me levou a imaginar que deve ser uma leitura rápida e empolgante, assim que tiver oportunidade, quero conferir

    ResponderBorrar
  22. Ai que premissa mais interessante! Eu conheci esse livro há pouco tempo e adorei a proposta dele, parece ser uma leitura que me agradaria e fiquei bem curiosa para ler também

    ResponderBorrar
  23. Oi Ivi, tudo bem?
    Eu li a resenha e fiquei: caramba, isso parece algo que eu faria! Porque a proposta é uma dessas que eu adoro apesar das surrealidades típicas do gênero, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.
    Sem contar que a trama parece ser bem intrincada e complexa, o que é outro ponto que eu aprecio demais!
    Um beijo de fogo e gelo da Lady Trotsky...
    http://www.osvampirosportenhos.com.br

    ResponderBorrar



Subir