(Review 365) - Spin the dawn (The Blood of Stars #1) - De repente, no último livro

21 de junio de 2020

(Review 365) - Spin the dawn (The Blood of Stars #1)

Título original: The Blood of the Stars
Autor: Elizabeth Lim
Editora: Alfred A. Knopf Books for young readers (USA) 
Páginas: 392
Ano de Publicação: 2019 (EUA) 
Gênero: Fantasia Juvenil / Retelling 
Saga: The Blood of the Stars
1. Spin the Dawn 
2. Unravel the Dusk
Valoração: 
Goodreads / Amazon / Skoob / Saraiva / Cultura


Project Runaway encontra Mulan nesta fabulosa fantasia YA sobre uma jovem garota que precisa se disfarçar de menino para poder participar de uma competição pelo cargo de alfaiate imperial e embarca em uma jornada impossível para conseguir costurar três vestidos mágicos: do sol, da lua e das estrelas.
Maia Tamarin sonha em ser a maior alfaiate de seu país. Mas, por ser uma menina, o máximo que ela deveria almejar seria fazer um bom casamento. Quando um mensageiro real convoca o seu pai doente, outrora um alfaiate de renome, para ir à corte, Maia se apresenta como um filho e toma seu lugar. Ela sabe que sua vida está perdida se seu segredo for descoberto, mas ela corre esse risco para realizar seu sonho e salvar sua família da ruína. Há apenas um problema: Maia é só um dos doze alfaiates que deverão disputar o cargo.
Trapaças e mentiras correm desenfreadas enquanto os alfaiates competem em desafios para provar sua arte e habilidade. A tarefa de Maia se torna ainda mais complicada quando chama a atenção do mago da corte, Edan, cujos olhos penetrantes parecem ver muito mais além de seu disfarce. 
E nada poderia tê-la preparado para o desafio final: costurar três vestidos mágicos para a futura noiva relutante do imperador: do riso do sol, das lágrimas da lua e do sangue das estrelas. Com essa tarefa impossível diante dela, ela embarca em uma jornada pelos confins do reino, buscando o sol, a lua e as estrelas, e encontrando mais do que jamais poderia ter imaginado. 
Mergulhando na cultura chinesa e apresentando um romance proibido pincelado de magia, essa fantasia para jovens adultos é perfeita para os fãs de Sarah J. Maas e Renée Ahdieh. 



Spin the dawn  é a primeira parte de uma dualogia incrível que mistura magia, lendas chinesas e uma protagonista determinada a ser a melhor alfaiate de um reino, custe o que custar.

Maia Tamarin  não tem o sonho de se casar com um príncipe, nem pensa em ter uma grande família de muitos filhos. Seu objetivo maior na vida é ser a melhor na profissão que escolheu e ama. Maia é uma talentosa costureira / alfaiate, descendente de uma linhagem de grandes alfaiates, como sua avó e seu pai. É a filha mais nova e a única mulher, e desde a morte precoce da mãe, Maia aprendeu a cuidar da casa, da família e do ateliê de seu "Baba" que, entregue à depressão do luto, nunca mais conseguiu costurar com a mesma destreza e habilidade. 
As coisas pioram quando os dois irmãs de Maia, Sendo e Finley morrem na guerra. E o menor, Keton, retorna paralítico. Os sonhos de Baba para seus filhos foram destroçados por causa de uma disputa política, e parte da família de Maia se perdeu defendendo o poderoso e carismático imperador Khanujin, um homem admirado por seu porte, sabedoria, beleza e genialidade, alguém inacessível.

Quando é anunciado o casamento do imperador Khanujin com Lady Sarnai, a filha de seu inimigo, em uma tentativa de trégua, o imperador convoca os melhores alfaiates do reino para apresentar-se e servir a noiva. Haverá uma disputa feroz e o pai de Maia é convocado. Tomado pela depressão e pela tristeza, o maestro Tamarin não é o mesmo homem e Maia sabe que apesar disso, recusar um convite do imperador é uma ofensa grave e a família de Maia pode ver seu nome (e o nome do ateliê) manchados. Assim, Maia decide ir atrás de seu sonho e ocupar o lugar do pai. Ela disputará o título de alfaiate real. O único problema é que mulheres não podem nunca ser alfaiates do rei, é absolutamente proibido. Por conta disso, Maia se disfarçará de menino, e passará a usar o nome do irmão Keton, como se fosse ele no lugar do pai na disputa. 

Maia agora vai viver no palácio do imperador, cercado de luxo, intriga e disputas. Os melhores alfaiates do reino querem vencer e costurar os vestidos de lady Sarnai, mas só o melhor ocupará o posto. E quando Maia recebe do pai umas antigas tesouras da avó, ela pensa que está apenas levando um talismã de família, uma espécie de legado e amuleto. Maia não poderia imaginar que as tesouras estivessem revestidas de uma magia intensa, que transforma as costuras de Maia em peças ainda mais maravilhosas. 

Mas lady Sarnai é exigente e não se deixa impressionar. Ela quer um trio de vestidos especiais de seu mestre alfaiate, e por causa deste pedido Maia terá que viajar até lugares distantes, em busca de elementos lendários, dignos dos deuses. Ela conta com o feiticeiro da corte ao seu lado na jornada, Edan. Ele é poderoso, astuto e sarcástico, e Maia descobrirá que nesta jornada em busca do impossível ela pode descobrir segredos escondidos dentro de seu próprio coração e conhecer um universo mágico, inimaginável, oculto pela beleza das montanhas e ilhas do fascinante Oriente.

Minha opinião:

Esse livro é descrito (acertadamente!) como uma mistura de Mulan com Project Runaway. Quando li a sinopse fiquei muito curiosa para saber como a autora desenvolveria esse rico universo, e como nos conduziria pela trajetória de Maia.

Eu amei esse toque de costura e magia que a estória apresenta, Elizabeth Lim traz um toque de originalidade à trama que nunca havia lido e isso foi extremamente positivo.

A trama vem toda narrada na primeira pessoa, pela própria Maia e isso torna a estória bastante especial pois Maia é uma protagonista carismática e intensa. Basicamente, o livro se divide em três partes: a introdução quando conhecemos Maia e sua família, a situação dura em que vivem e a disputa intensa pelo cargo de alfaiate real. Na segunda parte testemunhamos a jornada de Maia e Edan até os confins do império, é onde a magia se faz presente no enredo e o romance também ganha seu espaço. E por fim temos a última parte, quando acompanhamos as consequências das escolhas feitas por Maia e Edan.

Em todas as partes que a estória se divide, o ritmo da narrativa é rápido e muitas vezes nos pega de surpresa ao apresentar detalhes que nem esperávamos.

Eu gostei muito da primeira parte quando temos as disputas entre os alfaiates e Maia precisa ser astuta para estar no meio deles. Ela tem que fingir ser um menino diante de todos, e além disso  focar em ser a melhor alfaiate da disputa. Só que a lady Sarnai é impossível de se agradar e isso tornava a estória cheia de expectativas porque a gente nunca sabe o que vai acontecer com a Maia.

A segunda parte é mais morna porque se centra na jornada de Maia e Edan, e o ritmo decai um pouco. O romance é fofíssimo, e eu gostei como a autora soube desenvolver a relação deles bem pausadamente, os tornando primeiro cúmplices, depois amigos, e por fim, amantes. Edan e Maia possuem uma interação ótima e os diálogos entre eles são bem elaborados. A trama toda ao redor de Edan, de sua origem e de seu poder é muito interessante e prende a gente porque queremos saber como o casal vai superar tantas adversidades.

É curioso como a estória começa sem quase nada de magia na primeira parte e logo depois muda de estilo e adquire um tom extremamente fantástico com direito a tapetes  voadores e sangue de estrelas. Eu adorei esse toque mágico porque é diferente de tudo o que já li. Tem um toque oriental incrível que, junto com a ambientação bem feita, praticamente transporta o leitor para o distante Oriente.

A narrativa da Elizabeth Lim é fácil de acompanhar, ela constrói personagens agradáveis, vai tecendo segredinhos ao longo da trama e revelando outros detalhes que vão aguçando a curiosidade e mantendo a expectativa pelo final.

Eu gostei muito como esse livro finaliza, deixa um arco bem criativo para a segunda parte que promete uma sequência cheia de sacrifícios e tensão.

Concluindo...

Spin the dawn  foi uma leitura rápida, leve e muito interessante, sem dúvidas. A ambientação com um charmoso toque chinês, a mistura de Mulan com corte e costura, os personagens cativantes, tudo colaborou para que a leitura fosse diferente e imprevisível para mim. Fiquei muito entusiasmada para conferir o desfecho já que a trama caminha para um final impossível de deduzir, mas que deve ser certamente cheio de emoção.

"A guerra impõem um preço alto - disse lady Sarnai -, e desse sacrifício nasce a paz. Às vezes devemos renunciar ao que mais valorizamos em nome do futuro do nosso país, seja isso um leque bonito, nossa honra ou nossas próprias vidas. No final, todos pertencemos aos deuses."



"Isso não é tão diferente de costurar - me disse -. Imagina que você é uma agulha costurando a montanha e tentando encontrar o caminho para traçar a costura perfeita. Um ponto mal feito e o tecido da montanha se rasgará. Às vezes, encontrar o caminho é complicado, mas sempre conseguiremos. Só não podemos nos render. "

Continua em:


Unravel the Dusk


Elizabeth Lim é uma autora americana. Cresceu na baía de San Francisco, onde passou sua infância alimentando sua imaginação a base de contos de fada, mitos e canções. Estudou no Conservatório de Artes de Juilliard e na Universidade de Harvard. Antes de dedicar-se a escrever livros, trabalhou na indústria do cinema e dos videogames. Suas melhores idéias sempre ocorrem quando escreve pertinho de seu piano. Atualmente, Elizabeth vive em Nova York, com seu marido e sua filha

Web Page Oficial: https://www.elizabethlim.com/

Twitter: Elizabeth Lim 






Até a próxima, 


Ivy

24 comentarios:

  1. Oi, Ivy como vai? Me parece um livro muito bom, embora eu não leia fantasia frequentemente, gosto do gênero. Este livro deve me agradar, caso eu venha a lê-lo. Excelente resenha. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderBorrar
  2. Na hora que li a sinopse associei diretamente com a história da Mulan. E essa capa tá lindíssima. Eu não conhecia o livro, mas já estou super interessada nele.

    Beijos

    Imersão Literária

    ResponderBorrar
  3. Olá...
    Gostei de acompanhar suas impressões a respeito da leitura, porém, não é uma leitura que me desperta o interesse, pois, não curto muito o gênero a qual ela se encaixa... Sendo assim, prefiro passar a dica.
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderBorrar
  4. Oi, Ivy!
    Esses dias uma amiga minha leu e não curtiu muito. Já você gostou... eu fico no muro, levando em consideração a opinião das duas quando eu for ler.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderBorrar
  5. Eu adoro Mulan, então talvez goste bastante desse livro. Adoro fantasia YA também rs
    Algumas cenas parecem tristes, como a noticia da perda dos irmãos, mas parece ser uma leitura bem gostosa.
    Bjos no coração

    ResponderBorrar
  6. Adorei o artigo de hoje, quase todos os dias estou aqui lendo suas postagens!

    Meu Blog: Comprar trimania

    ResponderBorrar
  7. Oi, Ivy!

    Que história diferente! Fiquei bem curiosa também, a premissa é daquelas que te envolve logo de cara, e a história tem bastante potencial. Já vou adicionar nos desejados haha

    xx Carol
    https://caverna-literaria.blogspot.com/

    ResponderBorrar
  8. Olá, Ivy.
    Eu me apaixonei por essa capa e lendo o enredo então? Já quero para ontem. De tantas fantasias todas parecidas que tem no mercado quando aparece algo diferente a gente já precisa hehe. Agora é esperar quando vão lançar por aqui.

    Prefácio

    ResponderBorrar
  9. Oi Ivy
    Fiquei bem animada com sua resenha. Eu amo a história da Mulan, mas eu nunca li uma releitura dela e estou ansiosa para saber mais sobre a segunda parte. Com certeza seria uma estória que eu leria. Gosto de conhecer mais da cultura quanto estou lendo um livro de fantasia, acho que deixa a narrativa mais rica e se tem romance, já quero!
    Beijo
    https://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderBorrar
  10. Oii Ivy
    Não conhecia essa história mas parece ser interessantíssima, além dessa capa muito bonita. Já deixei anotado aqui para ler futuramente. Parabéns pela resenha.

    Beijinhos!
    https://focadasnoslivros.blogspot.com/

    ResponderBorrar
  11. Será que vamos ter essa duologia no Brasil? Ou já tem e eu não sei? hahaha
    Gostei demais da premissa, da ambientação e da sua resenha.
    Espero ter a oportunidade de ler futuramente

    Sai da Minha Lente

    ResponderBorrar
  12. Ai eu tenho esse livro no meu Kindle e tô ansiosa demais pra ler! Eu tô amando os lançamentos gringos, a maioria dos meus favoritos desse ano foram gringos, mas eu fico um pouco triste de ver o quanto o Brasil tá atras nesse quesito, sinceramente.
    Adorei sua resenha, vou pegar o livro pra ler agora mesmo! <3

    ResponderBorrar
  13. Oii!

    Eu adoro as resenhas que você tras para cá! Eu não conhecia o livro e achei essa mistura bem interessante. Gostei de saber que é uma obra leve e espero que a continuação seja tão boa quanto esse!

    Beijinhos,
    Ani
    www.entrechocolatesmusicas.com.br

    ResponderBorrar
  14. Oii, Ivy!
    Achei incrível essa ideia da autora de misturar algo tão glamoroso quanto o universo da moda e guerras ao mesmo tempo. Como amo uma boa narrativa com uma protagonista forte e decidida, já vou acrescentar esse à minha lista :D

    Estante Bibliográfica

    ResponderBorrar
  15. Este comentario ha sido eliminado por el autor.

    ResponderBorrar
  16. Olá, adorei a resenha e a história me chamou muito atenção, tem tudo que gosto em uma leitura, anotei a dica por aqui!

    ResponderBorrar
  17. Boa noite,


    Não conhecia o livro e confesso que adorei, estou super curioso e quero muito ler, ótima resenha e dica.



    Bjs.


    https://devoradordeletras.blogspot.com/

    ResponderBorrar
  18. Oi Ivy.

    Estou conhecendo este livro através da sua opinião e achei bem interessante especialmente por ter adicionando o mundo da moda. Obrigada pela dica.


    Bjos

    ResponderBorrar
  19. Oi Ivy, como vai? Não sabia que você lia livros em inglês, será que essa edição será lançada em português nos próximos anos? Eu não sou a maior fã de livros fantásticos mas, ano passado comecei a ler esse gênero e gostei muito de alguns livros, por isso, gostei muito da sua dica. Amo a história da Mulan, só por ser uma história parecida com a dela, me deixa entusiasmada para começar a ler também, pena que o meu inglês é bem iniciante.

    Abraços da Vivi
    http://resenhasdaviviane.blogspot.com/

    ResponderBorrar
  20. Oi Ivy!!

    Eu vi uns comentários sobre esse livro no Goodreads, eu ate botei ele como quero ler lá, só pelo Mulan+Project Runway kkkk eu adoro histórias de magia sempre me encontro e me perco nessas histórias! Adorei sua resenha me deixou ainda mais ansioso pela leitura, agora que de fato comecei a ler livros em inglês essas leituras que não chegam aqui vão rolar!!

    Beijos!
    Eita Já Li

    ResponderBorrar
  21. Não conhecia, mas achei bem interessante, além de ter uma capa linda e essa mistura de Mulan com magia parece fascinante. Amei a dica, apesar de não ser muito o estilo de leitura que costumo fazer. Parabéns pela leitura e pelo texto.

    ResponderBorrar
  22. Eu sou a pessoa apaixonada por Mulan, de verdade! Então fiquei super animada com a sua resenha. Não conhecia a obra mas já corri pra saber um pouquinho mais e adicionar no carrinho porque sei que com certeza será uma leitura que irá valer a pena.

    ResponderBorrar
  23. Oi, tudo bem?
    Eu não conhecia esse livro ainda, mas JÁ QUERO! Só por ser descrito como uma mistura de Mulan com Project Runawy eu já fiquei curiosa. Lendo sua resenha, fui ficando cada vez mais interessada. A trama parece ser muito interessante e, mesmo que a segunda parte perca um pouco o ritmo, acho que vou gostar muito. O romance parece ser bem fofo e o universo fascinante.
    Enfim, amei conhecer sua opinião sobre o livro e já vou adicionar na lista de desejados.
    Beijos!

    ResponderBorrar
  24. Oi Ivy, tudo bem?
    Cara, onde eu estava esse tempo todo que não estava sabendo desse livro de fantasia que mal conheço e já estou amando pacas?! Mulan com Project Runaway (esse último não conheço) é uma mistura bem inusitada, mas decididamente é interessante! Lutar por uma vaga como estilista real para uma futura rainha que sem dúvida é uma bela "bitch" e nesse processo viajar meio planeta para encontrar os "ingredientes" perfeitos para três vestidos? Meu Deus, já estou querendo!
    Um beijo de fogo e gelo da Lady Trotsky...
    http://www.osvampirosportenhos.com.br

    ResponderBorrar



Subir