(Review 372) - Magia Explosiva (Hidden Legacy #1) by Ilona Andrews - De repente, no último livro

20 de julio de 2020

(Review 372) - Magia Explosiva (Hidden Legacy #1) by Ilona Andrews

Título original: Burn for me
Autor: Ilona Andrews
Editora: Universo dos Livros (Brasil) / Avon (USA) 
Páginas: 346
Ano de Publicação: 2014 (EUA) / 2017 (Brasil) 
Gênero: Urban Fantasy / Sobrenatural / Romance Paranormal
Saga: Hidden Legacy
1. Magia Explosiva (Burn for me) 
2. White Hot
3. Wildfire
4. Sapphire Flames
5. Emerald Blaze
Valoração: 
Goodreads / Amazon / Skoob / Saraiva / Cultura


Nevada Baylor enfrenta o caso mais desafiador de sua carreira como detetive particular: uma missão potencialmente moral para apreender um suspeito em situação volátil. Seu alvo é um Superior, o grau mais elevado de usuário de magia, que pode botar fogo em qualquer pessoa ou coisa. No entanto, Baylor não é a única no encalço desse perigoso indivíduo... Lançada à perseguição, Baylor é sequestrada por Connor "Louco" Rogan - um obscuro e tentador bilionário com poderes igualmente devastadores. Dividida entre seu desejo de fuga e o de se render à essa atração arrebatadora, ela precisará juntar forças com Rogan para permanecer viva, depositando sua confiança em um homem desconhecido e perigoso, que desperta nela um desejo ainda mais arriscado. Rogan por sua vez, precisa da detetive para alcançar seu alvo - o Superior pirocinético Adam Pierce. Mas, para que ambos atinjam seu objetivo, precisarão enfrentar uma rede de interesses, famílias poderosas e armadilhas mortíferas. Louco Regan e Nevada Baylor precisarão, para tanto, fazer concessões e aprender que o amor pode ser tão arriscado quanto a morte - especialmente em um mundo permeado de seres e de circunstâncias mágicas. 


Eu tinha tanta curiosidade em ler um livro de Ilona Andrews, o casal de autores que escreve sob este pseudönimo é conhecido por apresentar sagas de urban fantasy bem elaboradas. Magia Explosiva  é o primeiro de uma série que nos mostra um universo com pessoas que carregam poderes únicos, e muitas vezes mortais. 

Nevada Baylor  é uma investigadora, especializada em expor casos de adultério. Ela dirige uma agência de investigações que, acabou sendo em parte vendida à outra agência maior, a Montgomery Investigações. Tudo isso porque Nevada e sua família tiveram que arcar com o tratamento do pai, falecido de câncer Agora, Nevada tenta se reerguer e pagar cada quota para a Montgomery sem atrasos, na esperança de reaver sua agência um dia. 
Quando o chefe dela, Agustine, a convoca para uma reunião, Nevada já até sabe que boa coisa não é. Agustine quer que Nevada encontre Adam Pierce, um Superior, filho de uma das Casas poderosas de Houston. Nevada deve encontrá-lo antes que a polícia o encontre, e deve trazê-lo de volta à família em segurança. O problema é que Adam é um Superior, ele tem a magia do fogo e pode incendiar muita coisa ao seu redor com sua simples vontade. E Nevada não tem idéia de como fará para convencer o rebelde galã de que voltar para casa é uma opção segura.
Quando Adam explode um banco, matando um policial e sua esposa dentro, todos querem pegá-lo. E ele estava em companhia de Gavin Rogan, da Casa Rogan, outra família poderosa cheia de magia. Só que Gavin agora está desaparecido, e seu tio, Connor "Louco" Rogan  decidiu atender ao pedido de sua prima, e buscar o garoto, antes que ele caia nas mãos dos policiais vingativos que o buscam. 
Dessa maneira irônica, Louco Rogan e Nevada acabam tendo que se aliar e unir forças, pois Nevada precisa de Rogan, um Superior ainda mais poderoso que Adam e sua melhor chance de capturar o rapaz e entregá-lo. E Rogan precisa de Nevada, já que Adam está fazendo contato com ela, e como ela é o vínculo que o aproxima de Adam, é também sua melhor aposta para encontrar o sobrinho desaparecido. 
Lutando contra uma atração enorme e tendo que resistir às diferenças, Rogan e Nevada embarcam numa caça intensa pelas ruas de Houston. Mas, quando o caso vai se tornando cada vez mais intrincado e o destino de toda a cidade cai sob os ombros dos dois, Nevada e Rogan vão ter que confiar mutuamente um no outro e torcer para encontrar Adam antes que tudo se destrua ao redor. 

Minha opinião

Essa primeira parte de saga me impressionou bastante e positivamente. Ilona Andrews possuí uma escrita bem ágil, carregada do tom certo de ironia, humor, sarcasmo. Esse é aquele tipo de livro onde a todo momento coisas acontecem e o leitor quase nem tem tempo para processar tantas reviravoltas e descobertas que Nevada vai fazendo conforme a estória vai se complicando e caminha para uma enorme conspiração.

Essa é uma fantasia urbana que tem de tudo: ação, mortes, sangue, tiros, um casal cheio de magnetismo e química, personagens secundários de caráter duvidoso e uma ambientação bem montada, com uma trama que aposta em muitos elementos mágicos e sobrenaturais. 

Nevada por exemplo é um detector de mentiras humanos. Basta ela ouvir uma frase e sabe exatamente se alguém está mentindo ou não. Com esse talento, ela é mestra em expor maridos traidores e sócios traiçoeiros. 
Rogan é capaz de explodir um prédio sem nem bagunçar o cabelo. Ele é um Superior, o que quer dizer alguém com alto nível de magia, pertencente a uma das Casas, famílias cujos genes são privilegiados. 
E o mais bacana é que juntos eles formam uma equipe bem improvável mas que de certa forma funciona. E como casal possuem uma química incrível. 
O legal do romance é que não ocupa protagonismo, mas aparece em toques sutis durante toda a trama. Nevada e Rogan demoram para se apaixonar, a atração está ali desde o primeiro momento, mas o romance mesmo só começa a aparecer mais para perto do final, com pouco destaque. Ainda assim, é uma relação que vai nascendo aos olhos do leitor e ganha nossa afeição, deixa a gente curioso e querendo mais do casal. 

Adorei Nevada por ser destemida e boca dura. Ela fala mesmo o que quer, é durona, mas sem ser forçada. Ela sabe quando é hora de ceder e reconhecer ajuda. E não é daquelas teimosonas que chegam a soar cansativas. 

Rogan também é um ótimo personagem. Ele não é um bad boy e nem um tipo perturbado. Na verdade aos poucos vai se apresentando como um cara bem normal, poderoso pra caramba mas ainda assim tranquilo, fechado em si mesmo e sem afetações.

A família de Nevada também é bem contruída, os diálogos e a interação que há entre eles são legais de acompanhar. Falta conhecer mais das irmãs menores de Nevada, que pouco aparecem, porém, aos poucos Ilona Andrews vai apresentando o rol de seus secundários e traçando estórias que num proximo volume podem ganhar mais importância. 

Já elogiei no começo da resenha a qualidade da escrita de Ilona Andrews mas preciso frisar de novo, é empolgante. O enredo todo é bem escrito, não fica enrolando e é carregado de ação. Não há descrições exaustivas sobre lugares e fatos, mas o suficiente para que o leitor consiga se situar e visualizar aquela Houston meio mágica, mas ainda assim com suas desigualdades.

O final me surpreendeu porque termina com um arco bem interessante, há uma reviravolta imprevisível e fiquei ansiosa por isso. O caso principal de Nevada em si ganha um desfecho digno, ao mesmo tempo em que se revela um novo arco, que muda algumas coisas, torna a trama mais mirabolante ainda e nos faz esperar por uma sequência ainda mais intensa. 

Concluindo...

Em resumo, Magia Explosiva  foi uma leitura ótima, daquelas de me deixar viciada na trama. É um livro que se lê rápido pois sempre estão acontecendo mil conflitos e revelações e a estória nunca se torna maçante. Uma leitura perfeita para quem está buscando por uma fantasia urbana bem elaborada, com protagonistas que ganham o coração da gente.

Pensando bem, não importava o que estivéssemos vestindo, as pessoas iriam notar nossa presença. Louco Rogan não era o homem mais bonito na Galeria. Mas sua aura? Seu ar? Seu jeito masculino ou o que quer que fosse, se manifestava. Eram seus ombros, seu jeito de andar. Como se não houvesse nada que ele não pudesse resolver. Era sua pele levemente áspera. A dureza de seu olhar. Em um mar de rostos genericamente trabalhados com a ilusão, ele se destacava, e as pessoas o observavam.



Respirei fundo, fechei os olhos e o beijei. Todas as minhas vontades, todos os meus desejos e todas as vezes que o observei e nos imaginei juntos, toda a gratidão por ter salvo minha avó e por proteger Houston e seus moradores, toda a minha frustração e minha raiva por ter colocado meu primo em perigo e por não se preocupar com a vida humana, tudo isso coloquei naquele beijo. Ele era feito de cravos e lágrimas, olhares roubados e uma necessidade desesperada e ardente. Eu o beijei como se o amasse. Eu o beijei como se fosse o único beijo que já teve importância.

Continua em:

White Hot

Ilona Andrews é na verdade o pseudônimo usado por uma dupla de escritores, formada por marido e mulher. Ilona nasceu na Rússia e Gordon é ex-sargento do Exército americano. Ao contrário da crença popular, Gordon nunca foi um agente da inteligência com licença para matar nem Ilona a misteriosa espiã russa que o seduziu. Os dois se conheceram na faculdade, na aula de Introdução a redação. Atualmente eles moram em Oregon, com dois filhos, três cães e um gato. Gordon e Ilona dividem a autoria da série Kate Daniels, da série romântica The Edge e de várias outras, todas de fantasia urbana.

Web Page Oficial: https://ilona-andrews.com/

Twitter: Ilona Andrews




Até a próxima, 


Ivy

18 comentarios:

  1. Oi Ivy! Adoro esse livro e achei uma pena a editora abandonar a publicação aqui no Brasil. Sinto falta de mais fantasias urbanas como esta. Só lembro de ter encontrado este livro e os da Laurell K. Hamilton, publicados no Brasil. Pena as editoras não investirem mais. Que bom que você gostou. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderBorrar
  2. Gosto desse tipo de narrativa que nos envolve tanto que é impossível parar de ler.
    Feliz dia do amigo :)

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderBorrar
  3. Lá vai mais um livro para minha wishlist! Estou amando pegar as indicações de fantasia aqui Ivy, tem me surpreendido bastante. Só li uma fantasia urbana e gostei, então quero embarcar muito nessa. Quando vi que teria um romance me animei mais ainda, mesmo que não seja o foco da trama.
    beijo!
    https://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderBorrar
  4. Oi Ivy!
    Faz é tempo que não leio romance nesse gênero. Acho que minha vibe sobrenatural morreu lá em Crepusculos e afins. São poucos hoje em dia que me chamam atenção. Tentei com Feita de Fumaça e Ossos, mas nem continuei ainda. Quem sabe depois, por hora vou seguir com as fantasias KKK.

    Abraços
    Emerson
    https://territoriogeeknerd.blogspot.com/

    ResponderBorrar
  5. Curto muito seus posts, são muito bem criativos e interessantes.. Sempre estou aqui lendo e compartilhando com minhas amigas...

    Beijos 😘.

    Meu Blog: Isabela do Pernambuco da Sorte

    ResponderBorrar
  6. Oi Yvi, tudo bem?

    Eu gosto bastante de romances que tem um toque sobrenatural. Atualmente as únicas histórias do gênero que ando lendo são as da Cassandra Clare, porque quero terminar Instrumentos Mortais e Peças Infernais esse ano (Oremos).

    Não conhecia esse livro, mas só pela sinopse e pela sua resenha percebi que é o tipo de história que eu gosto.

    Beijos;*
    Ariane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderBorrar
  7. Adorei o novo layout!
    Mulher, eu até queria ler esse livro mas a Universo esqueceu a série no churrasco e nunca mais publicou. Vou ter que me arriscar mesmo no inglês.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderBorrar
  8. A capa não me animou muito, mas gostei do enredo e quem sabe eu possa ler futuramente.

    Abraço

    Imersão Literária

    ResponderBorrar
  9. Oi, Ivy como vai? Me parece um livro maravilhoso não é mesmo. Nunca li nada de esses autores e fiquei tentado a lê-lo, pois o enredo é atrativo. A propósito sua resenha ficou incrível. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderBorrar
  10. Olá...
    Gostei de acompanhar suas impressões a respeito da leitura, porém, não é uma leitura que me desperta o interesse, pois, não curto muito o gênero a qual ela se encaixa... Sendo assim, prefiro passar a dica.
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderBorrar
  11. Olá, Ivy.
    Mudou o layout? Ficou ótimo. Eu já li o livro Sangue Mágico dos autores e gostei bastante. Mas infelizmente não deram continuidade por aqui. Me interessei por esse também e se der vou ler ele.

    Prefácio

    ResponderBorrar
  12. Oi Ivy,

    Eu particularmente adoro esses livros dos autores, pois tem um pouco de tudo e você mal respira e já está acontecendo alguma luta ou tiro rsrs.
    Eu li o segundo e gostei muito também, agora preciso pegar o terceiro para dar continuidade na leitura. Uma pena que a editora não lançou mais nada por aqui :(

    Bjs
    https://diarioelivros.blogspot.com/

    ResponderBorrar
  13. Ai, eu amo livros policiais, são tudo pra mim!
    Eu já tinha visto algumas pessoas falarem desse livro, mas não sabia que era uma série, tô chocada com isso! Adorei sua opinião, eu acho que livros policiais precisam mesmo ser bem ágeis e dinamicos, pra tornar tudo mais facil de ler, já quero pra ontem!

    ResponderBorrar
  14. Interessante, adoro leituras rápidas! Ainda não tinha visto nada sobre esse livro e nem sobre os autores!

    Valeu a dica!

    Beeijo

    http://estanteflordelis.blogspot.com

    ResponderBorrar
  15. Oi Ivy!
    Faz é tempo que não leio romance nesse gênero. Por isso eu já tinha visto a capa deste livro mas não recordo de ter lido alguma resenha. Eu adorei todos os detalhes de você mencionou e vou tentar lê -lo o mais rápido possível. Obrigada pela dica.

    Bjos

    ResponderBorrar
  16. Oi, tudo bem?
    Eu confesso que nunca tinha ouvido falar sobre essa série e nem sobre o casal de autores. Não sou muito fã de uban fantasy (menos os livros da Cassandra Clare, que aí eu amo todos), mas gostei de saber que nesse o romance não tira o foco e que a trama é tão dinâmica. Parece ter muita ação e ser daquelas histórias que realmente prendem a atenção do leitor do começo ao fim. Adorei conferir a resenha e conhecer esse livro. Mesmo não sendo um estilo que eu leio muito, vou anotar a dica.
    Beijos!

    ResponderBorrar
  17. Oi, Ivy! Que premissa mais interessante! Eu adorei a capa e achei a premissa muito curiosa, gostei de ver a sua resenha e conhecer um pouco sobre a trama.

    ResponderBorrar
  18. Oie Ivy!!

    Essa é uma série bem longa né? E pelo que parece a editora não terminou de lançar ela né? Fico feliz que a leitura tenha se provado muito boa para você e que tenha te surpreendido positivamente, acredito que essa não seria uma leitura que eu realizaria, a premissa do livro não me prendeu.

    Beijos!
    Eita Já Li

    ResponderBorrar



Subir