(Review 374) - Daughter of the pirate king (Daughter of the pirate king #1) - Tricia Levenseller - De repente, no último livro

28 de julio de 2020

(Review 374) - Daughter of the pirate king (Daughter of the pirate king #1) - Tricia Levenseller

Título original: Daughter of the pirate king
Autor: Tricia Levenseller
Editora: Feiwel Friends (EUA) 
Páginas: 311
Ano de Publicação: 2017 (EUA) 
Gênero: Fantasia Juvenil
Saga: Daughter of the pirate king
1. Daughter of the pirate king 
2. Daughter of the siren queen
Valoração: 
Goodreads / Amazon / Skoob


Haverá tempo de sobra para eu vencê-lo completamente, uma vez que tenha conseguido o que quero.
Enviada em uma missão para recuperar um antigo mapa oculto - a chave para um tesouro lendário -, a capitã pirata de dezessete anos, Alosa, deliberadamente se permite ser capturada por seus inimigos, dando-lhe a oportunidade perfeita para vasculhar o navio deles.
Mais do que um desafio entre ela e a cruel tripulação pirata, Alosa tem apenas uma coisa entre ela e o mapa: seu captor, o contramestre inesperadamente inteligente e injustamente atraente, Riden. Mas não se preocupe pois Alosa tem alguns truques na manga e nenhum pirata solitário pode parar a filha do Rei Pirata. 


Fantasia é de longe meu gênero favorito, eu leio e nunca me canso. E com tantos enredos e sagas de fantasia por aí, quando encontro algo que envolve piratas, logo fico interessada. Já li alguns bons livros de piratas e todos os que li me deixaram com saudades. Fazia tempo que queria ler essa dualogia da Tricia Levenseller, tanto por causa da estória de piratas quanto para conhecer a escrita da autora, e terminada essa primeira parte de dualogia só dá pra pensar que realmente escolhi o livro certo para ler!

Daughter of the pirate king  nos apresenta Alosa, uma jovem garota pirata de 17 anos que já tem sua própria tripulação e seu próprio navio, além do orgulho de ser filha de Kalligan, um pirata conhecido como o rei dos mares. Quase todos respeitam Kalligan e suas leis são regras que regem os oceanos. Mas, alguns piratas nunca estão satisfeitos e querem rebelar-se como podem. O Night Farer é um navio comandado pelo Capitão Draxen. Ele é jovem, cruel e tem como braço direito o contramestre do navio, o contido Riden, que é irmão de Draxen. Os dois garotos assumiram o controle do navio depois que o pai deles, Jeskor, foi assassinado.

Quando Draxen e sua tripulação sequestram o navio de Alosa, o capitão crê que tirou a sorte grande. Ele sequestrou a própria filha do rei pirata e agora o rei vai ter que pagar um resgate gordo. Mal sabe Draxen que Alosa na verdade planejou seu próprio sequestro e que ela está em uma missão para o próprio pai: ela deve roubar o segundo pedaço de um mapa que pertenceu ao pai dos garotos, um mapa que quando estiver completo vai conduzir os piratas à Isla de Canto, um lugar cheio de tesouros e glória.

Alosa passa a ser vigiada de perto por Riden. Ele sabe que tem algo errado, a garota é esperta demais para simplesmente ter sido sequestrada tão fácil. Mas ele não consegue desvendar os segredos de Alosa. E quanto mais Riden se aproxima para tentar decifrar Alosa, mais ele se envolve com a refém e filha do rei pirata. Agora, Riden e Alosa terão que entender o que sentem um pelo outro, e ainda assim continuarem leais aos seus respectivos grupos, e Alosa vai ter que se equilibrar para controlar seu coração e conseguir levar à cabo sua perigosa missão.

Minha opinião:

Eu gostei tanto desse livro. Li ele em um final de semana. É uma trama rápida, gostosa e envolvente, cheia de aventuras e superstições. O que mais curti foi ver que o ritmo não decai nunca, e sempre estão acontecendo coisas. 
Alosa é perspicaz, direta e muito irônica, eu adorei as interações dela com o Riden e também com os outros tripulantes do Night Farer. Ela foi treinada diretamente pelo próprio pai, então não há truques de pirataria que Alosa não conheça profundamente. 

Eu gostei de Alosa porque apesar de ser uma garota pirata, assassina e durona, ela também é muito crível, e humana. Ela não esconde seus sentimentos e anseios, e quando decide seguir seus instintos, faz sem medo. Ela não é influenciada por ninguém, e mesmo com sua atração pelo Riden, Alosa não muda seu caráter e seu comportamento. Ela é o que é, e isso torna a personagem muito autêntica, alguém fácil da gente gostar.

Já o mocinho, Riden, por enquanto ainda não me convenceu. Para um pirata achei ele altruísta demais, bonzinho demais. Seu comportamento é pouco condizente com o de um pirata. Ele é o típico herói incompreendido, que sofre vivendo um destino que não era aquele que gostaria de ter. Eu gostei dele, mas achei que faltou algo para torná-lo realmente interessante e um par à altura de Alosa.

É impossível falar de todos os personagens secundários deste livro. Se há algo que caracteriza qualquer livro de piratas, esse algo é a grande quantidade de personagens. A gente tem toda uma tripulação de homens e mulheres piratas, temos os grupos rivais, temos os vilões, e criaturas mitológicas que vivem nos mares, que embora não dêem as caras nesta primeira parte, em algum momento acabam ganhando relevância. Eu achei todos os personagens secundários muito bons. Obviamente alguns se destacam e são mais bem trabalhados que outros, mas no geral, todos os personagens agregam algo à trama.

A narrativa da Tricia Levenseller é tão fluída! Eu adorei porque nem percebia as páginas passando e ela tem uma leveza incrível conduzindo a trama. Não senti o ritmo decair, e senti que a autora soube contar sua estória de uma maneira cativante e bem divertida. 

Como único ponto negativo da trama fica o romance. Gostei de Riden, adorei Alosa, mas como casal ainda não consegui sentir aquela química bacana que a gente espera sentir. Apesar de ter sido um romance que se desenrola pausadamente, faltou algo, porém estou esperançosa que a relação entre eles se torne mais envolvente na próxima parte da dualogia.

Concluindo...

Eu fiquei muito empolgada com esse primeiro livro da Tricia Levenseller. Com certeza essa será uma autora que ainda pretendo ler outras obras, pois ela tem escrito livros que realmente me chamam a atenção. 
Daughter of the pirate king  foi uma leitura leve, calorosa e divertida que me prendeu por completo, a protagonista, a Alosa, me ganhou completamente. O final é bem aberto, então fica a dica para já ter a dualogia completinha no momento que for ler. 
Para quem gosta de tramas cheias de ação, traições, batalhas e personagens de coração bom porém de moral duvidosa, essa dualogia pode se tornar um tremendo achado, recomendo muito.

Depois de um tempo, fica difícil pensar. Difícil de ver. Difícil de engolir. Tudo fica nebuloso. As pessoas se tornam formas embaçadas. Eu tento olhar para além do navio, esforçando-me para longe. Assim como há um destino muito além deste, haverá um tempo muito além deste quando não haverá dor, apenas a memória dele.


Eu puxo a água para dentro de mim enquanto cai. Eu sinto isso correndo por mim, correndo em todos os meus membros. Dúvida se torna certeza. Fraquezas se tornam pontos fortes. O medo se torna determinação. Esses homens não sabem com quem estão lidando. Eu sou poder e força.

Continua em:

Daughter of The Siren Queen

Tricia Levenseller é uma autora americana nascida em uma pequena cidade do Oregon, mas atualmente vive ao lado das Montanhas Rochosas em Utah com seu cachorro, Rosy. Tricia se formou em Inglês e Edição. Quando não está escrevendo, ela gosta de montar quebra-cabeças, jogar vôlei e assistir seus programas de TV favoritos enquanto come pipoca com manteiga. É autora de quatro livros: a dualogia Daughter of the pirate king, Warrior of the wild e seu mais recente, The shadows between us.

Web Page Oficial: https://tricialevenseller.com/


Instagram: Tricia Levenseller

Até a próxima, 


Ivy

16 comentarios:

  1. Olá!
    Fiquei muito empolgada com sua resenha, sua opinião sobre o livro.
    Gosto de livros com muitos personagens e me parece que a história foi muito bem conduzida.
    Quero ler em breve e se conseguir muito em breve esse livro.
    Beijocas.

    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderEliminar
  2. Oi Ivy! Eu adoro histórias de piratas, acho muito emocionantes e as aventuras sempre me empolgam. Esse livro parece ótimo e bom que não é uma série longa. Adorei! Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderEliminar
  3. Oi, Ivy!
    Acredita que nunca li nada sobre piratas? Quando eu tinha uns 12 anos peguei um livro com essa temática para ler, mas acabei largando. Eu achei super interessante a premissa e fiquei curiosa! Vou salvar a dica :D

    Estante Bibliográfica

    ResponderEliminar
  4. Eu sou louca pra ler esse livro, mas quero ter os físicos primeiro. Infelizmente a amazon não está colaborando com meu bolso pra isso
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderEliminar
  5. Oi, Ivy! Tudo bom?
    Eu tenho esse livro aqui e tô muito ansiosa pra ler logo - mas é regra que a gente encalha um monte de coisa na estante, e esse foi um deles UHSUHASUHASUHASUHUHA
    Tô de olho numa promo pra comprar o 2 logo!

    Beijos, Nizz.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderEliminar
  6. Oi Ivy, é impossível não perceber o quanto você gosta de livros de fantasia!
    Sempre venho aqui quando quero ler um livro, procurar uma resenha sua e saber se gostou do livro ou não. Eu não tenho costume de ler fantasias com piratas mas, esse ano encarei a duologia Jornada das Águas, fiquei apaixonada pela história e queria muito que fosse uma trilogia, de tanto que amei os personagens.

    Viviane Almeida
    Resenhas da Viviane

    ResponderEliminar
  7. Oi Ivy,

    Somos duas amantes de fantasia! Eu não tenho certeza, mas acho que tenho o e-book desse livro no kindle para ler, depois vou conferir em casa. Se não tiver com certeza vou procurar, pois achei toda essa premissa para lá de interessante. E já vi que terei mais uma protagonista feminina para gostar.

    Bjs
    https://diarioelivros.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  8. Olá, Ivy.
    Eu nunca li nenhuma história de pirata acredita. E achei essa muito interessante e gostei bastante da sua empolgação. Vamos torcer para alguma editora trazer os livros para cá. Porque mesmo se soubesse ler em inglês o livro está custando um rim hehe.

    Prefácio

    ResponderEliminar
  9. Nossa eu adoro livros com piratas, acho que eles são personagens incriveis e que poderiam ser muito bem aproveitados e só de saber que esse tem, eu já preciso desses livros pra ontem!!!! Já tô aqui pesquisando o livro pra comprar pra mim, amei a proposta e sua resenha me deixou ainda mais animada pra ler, preciso muito!!!

    ResponderEliminar
  10. Olá.
    É ótimo ver que em uma fantasia de piratas o protagonismo fica com uma mulher. Só li um livro que abordava o assunto e ele também era cheio de representatividade, o que me fez gostar ainda mais do tema. Gostei do enredo desse livro, mas é uma pena que por enquanto só tenha em inglês, uma língua que ainda não domino. O jeito será esperar que os dois cheguem logo no Brasil.

    www.sonhandoatravesdepalavras.com.br

    ResponderEliminar
  11. Hola! muy buenas tus recomendaciones un saludo

    ResponderEliminar
  12. Olá...
    Adorei a sua resenha e amei conferir todas as suas impressões sobre a obra! Achei a premissa bem legal e fiquei curiosa pra ler, porém, vou esperar ser lançado no Brasil.
    bJO

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  13. Oi, Ivy como vai? Estórias de fantasia costumam ser maravilhosas não é mesmo, ainda mais com piratas que particularmente gosto bastante. Não li esse livro, mas me interessei por lê-lo. Ótima resenha. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  14. Oi Ivy, tudo bem?
    Nunca li nada com temática de pirata mas gostei tando dessa dica!
    Achei superlegal que a Alosa estivesse na sua própria missão. Mas concordo que deve ser estranho um pirata ser tão bonzinho como o par romântico dela parece ser.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderEliminar
  15. Oi, Ivy!

    Ao contrário de você, eu não sou muito chegada em fantasia, mas achei a temática desse bem diferente e me despertou a curiosidade! Parece entreter bastante!

    xx Carol
    https://caverna-literaria.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  16. oI, Ivy! Faz tempo que não leio nenhuma história de piratas e gostei da premissa dessa. Uma pena que às vezes o mocinho acaba se tornando um bobo, mas quem sabe isso não muda no decorrer da série?
    bjos
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderEliminar



Subir